Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Costa confirma Web Summit em Portugal por 10 anos

O espaço da conferência vai aumentar, anunciaram o primeiro-ministro e o líder da Web Summit, Paddy Cosgrave.

Pedro Lima

Pedro Lima

Editor-adjunto

A Web Summit vai continuar em Portugal durante mais 10 anos, confirmaram esta quarta-feira o primeiro-ministro, António Costa, o CEO da conferência, Paddy Cosgrave, e o presidente da câmara municipal de Lisboa, Fernando Medina.

O acordo prevê um substancial aumento do espaço disponível para o evento, de forma a acompanhar o seu rápido crescimento”, refere a Web Summit em comunicado.

Estimativas do Governo português apontam para que a Web Summit já teve “um impacto económico superior a 300 milhões de euros no país, contribuindo ainda para promover Portugal a posicionar as empresas portuguesas no mercado global”.

O primeiro-ministro referiu durante a cerimónia de anúncio do acordo. no Altice Arena, em Lisboa, que “é um prazer receber em Portugal a Web Summit nos próximos 10 anos”.

“Quando a Web Summit cresce, Portugal também cresce”, acrescentou António Costa, referindo que “a Web Summit projeta definitivamente a imagem de Portugal como país da inovação e da tecnologia”.

“Este compromisso de ter nos próximos 10 anos a Web Summit em Portugal é dizer às novas gerações que Portugal não está na moda, mas que mudou, está a mudar e pode dar-lhes confiança, que o seu futuro pode construir-se em Portugal", disse ainda " "A Web Summit apresenta o Portugal que estamos a construir".

A Web Summit refere que houve um "longo processo de negociação, que durou mais de um ano e que envolveu ofertas de mais de 20 das maiores cidades europeias – incluindo Berlim, Paris, Londres, Madrid, Milão e Valência". A organização estima que com este acordo de longa duração, aumentará o seu escritório de Lisboa com 100 novas contratações.

O espaço para a realização da conferência vai duplicar, até 2022, "com vista a responder ao contínuo e rápido crescimento da Web Summit desde o seu início. A primeira fase de expansão começará nos próximos meses e deverá estar concluída até ao início da Web Summit 2019", refere a Web Summit.

Paddy Cosgrave refere que "sem conseguirmos aumentar a dimensão do espaço para a conferência isto não teria sido possível. Até há poucos meses não acreditávamos que fosse possível. Os planos são incríveis e estamos muito gratos a todos os que neles trabalharam".

O líder da Web Summit diz também que "este acordo dá segurança e estabilidade aos nossos visitantes que vêm de mais de 200 países de todo o mundo, assim como aos milhares de parceiros e expositores.”

Em destaque está também a política de sustentabilidade assumida pela Web Summit: "a eliminação de plásticos descartáveis de uso único, uma política de desperdício zero alimentar, assim como a realocação e reutilização de materiais de construção são apenas algumas das formas como o Governo Português e a Câmara de Lisboa pretendem apoiar os esforços da Web Summit".