Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Sector imobiliário assegura que os preços dificilmente cairão em Lisboa e Porto

tiago miranda

A duas principais cidades portuguesas estão na rota do investimento imobiliário a nível internacional e, por isso, os preços não irão recuar. A má notícia é que estão cada vez menos acessíveis às famílias portuguesas

Portugal entrou na rota do investimento imobiliário e, de acordo com Luís Lima, presidente da Associação dos Profissionais e Empresas de Mediação Imobiliária de Portugal (APEMIP), os preços em Lisboa ou no Porto dificilmente cairão, “porque estas cidades estão hoje inseridas num mercado global e deixaram de estar circunscritas ao investimento nacional”.

O mesmo responsável reconhece que este fator “representa um problema para as famílias portuguesas, uma vez que o seu poder de compra não está nem perto do poder de compra dos demais cidadãos estrangeiros, pelo que urge a necessidade de introduzir no mercado ativos a preços acessíveis, que saciem as carências habitacionais que hoje se verificam”.

Urge, por isso, segundo Luís Lima, dinamizar o arrendamento urbano através de incentivos aos proprietários que coloquem os seus ativos no mercado a preços acessíveis e, por outro lado, apoiar a construção nova de ativos que sejam depois dirigidos para o mercado de compra e venda no segmento médio/médio baixo.