Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Galp já produziu 100 milhões de barris de petróleo no Brasil

Carlos Gomes da Silva, presidente-executivo da Galp

Pedro Patrício

A petrolífera portuguesa está há 20 anos no mercado brasileiro, onde se tornou uma das principais empresas estrangeiras na produção de petróleo e gás

Miguel Prado

Miguel Prado

Jornalista

A Galp Energia, há 20 anos presente no mercado brasileiro, anunciou esta quarta-feira ter atingido a marca de 100 milhões de barris de petróleo produzidos no Brasil, onde a sua subsidiária Petrogal é já o terceiro maior produtor petrolífero. Aquela fasquia foi superada no decurso do segundo trimestre deste ano.

Num balanço sobre a aposta no Brasil, a Galp indica, em comunicado, que o seu investimento acumulado neste país já ultrapassou os 5 mil milhões de dólares (4,25 mil milhões de euros ao câmbio atual). Nos últimos anos o Brasil tem absorvido cerca de 80% do investimento da Galp no negócio de exploração e produção.

“A Galp investe no Brasil há cerca de duas décadas e pretendemos continuar a apostar neste país”, afirma o presidente executivo da Galp, Carlos Gomes da Silva, no mesmo comunicado.

“A nossa presença tem uma perspetiva de longo prazo e insere-se na estratégia definida pelo grupo para a área de upstream [exploração e produção de petróleo]: garantir a sustentabilidade do portefólio de exploração e produção da Galp, que deverá ser competitivo e rentável nos variados cenários de preços expectáveis de petróleo, incor-porando a avaliação da pegada carbónica da nossa atividade”, comenta ainda Carlos Gomes da Silva.

O balanço da presença do Brasil é feito na mesma semana em que a empresa participa na Rio Oil & Gas, principal conferência do mercado petrolífero na América Latina.

No segundo trimestre deste ano a produção média diária da Galp ascendeu a 106,7 mil barris, dos quais 101,4 mil barris diários no Brasil e 5,3 mil barris diários em Angola.