Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

“O Governo deitou a retoma pela janela fora”

Na sua primeira entrevista como porta-voz do PSD para as finanças públicas, o professor universitário Joaquim Miranda Sarmento critica o Governo do PS por não ter aproveitado esta legislatura de bonança económica e de baixas taxas de juro para desendividar o país e precavê-lo de novas crises.

Joana Nunes Mateus

texto

jornalista

Nuno Botelho

Nuno Botelho

foto

Fotojornalista

Joaquim Miranda Sarmento, Porta-voz do Conselho Estratégico Nacional do PSD para as finanças públicas

Joaquim Miranda Sarmento, Porta-voz do Conselho Estratégico Nacional do PSD para as finanças públicas

Nuno Botelho

Já passou pelo Ministério das Finanças, pela Unidade Técnica de Apoio Orçamental do Parlamento e até por Belém, enquanto assessor económico do Presidente da República Cavaco Silva. O que leva um perito em finanças públicas a ser porta-voz do PSD?
Sempre tive proximidade ao PSD. Fui militante até 2004, depois voltei a colaborar com o PSD a pedido de Eduardo Catroga em 2011 e recuperei a minha condição de militante após o verão de 2017. Com as pessoas que Rui Rio convidou para o Conselho Estratégico Nacional, como David Justino e Álvaro Almeida, é possível construir um programa eleitoral credível. O que me motiva é a vontade de contribuir para uma alternativa à frente esquerda que hoje nos governa.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI