Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

EDP constrói mega-central solar no Brasil

Amit Dave / Reuters

Será o maior investimento de sempre da EDP em energia solar: a elétrica presidida por António Mexia vai construir uma central fotovoltaica com 199 megawatts, para a qual já assegurou um contrato de venda de energia por 15 anos

Miguel Prado

Miguel Prado

Jornalista

A EDP vai construir uma mega-central solar no Brasil, que terá 199 megawatts (MW) de capacidade e ficará instalada no Estado de São Paulo, anunciou a elétrica em comunicado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

O projeto, que tem uma capacidade similar à maior central solar em construção em Portugal (a de Alcoutim, fruto de uma parceria entre uma empresa chinesa e uma irlandesa), ficará coberto por um contrato de 15 anos para a venda da energia gerada, a começar em 2022, informou a EDP.

“Com este contrato a EDP Renováveis entra no mercado brasileiro de energia solar, reforçando e diversificando a sua presença num mercado com baixo perfil de risco, através do estabelecimento de contratos de longo prazo, com recursos renováveis atractivos e fortes perspectivas para o sector a médio e longo prazo”, sublinha a EDP no seu comunicado.

Numa declaração enviada por escrito ao Expresso, o presidente executivo da EDP, António Mexia, salienta que “este contrato é mais uma prova da importância do Brasil para a estratégia da EDP Renováveis e do grupo no panorama mundial”.

“Esta entrada no mercado brasileiro de energia solar é também uma aposta na diversificação de tecnologias de produção de energia, tendo sempre em conta o papel cada vez mais importante das energias limpas. O Brasil é um mercado prioritário, que nos está a dar boas oportunidades de crescimento”, acrescenta António Mexia.

O valor do investimento não foi revelado, mas hoje em dia há diversos projetos fotovoltaicos a ser construídos com um custo em torno dos 600 mil euros por MW, o que permite antever para este empreendimento um investimento de cerca de 119 milhões de euros.