Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Worten investe no negócio digital

Sonae investe 7 milhões de euros no Marketplace da Worten. E junta à oferta de retalho de eletrónica os segmentos de mobiliário, decoração e descanso

A Worten, empresa do universo Sonae dedicada ao retalho de eletrónica, investiu 7 milhões de euros na criação de um Marketplace, uma espécie de de centro comercial virtual onde a marca alarga a sua oferta aos segmentos de mobiliário, decoração e descanso.

Até ao final do ano, este Marketplace vocacionado para criar "uma complementaridade total" entre a rede de lojas da marca e a oferta online, deverá somar um milhão de referências, reforçando as gamas nas categorias de informática e telecomunicações, a par das novas áreas de negócio.

O projeto, apresentado esta quarta-feira, criou 100 postos de trabalho nas áreas de tecnologia de informação, gestão de produto e gestão comercial, informa a empresa.

Com 180 lojas Worten e Worten Mobile em Portugal, mais 60 em Espanha, a marca da Sonae começa, agora, por disponibilizar 100 mil produtos no universo casa, decoração e descanso.

"Estamos a viver a digitalização em todas as áreas da sociedade. Sabemos que cerca de 1/3 dos portugueses compram online e que até 2025 esse número subirá para perto dos 60%", afirma Mário Pereira, diretor executivo da Worten Ibéria para justificar a nova aposta estratégica do grupo.

"A Worten, enquanto líder de mercado, está empenhada em facilitar esta evolução acompanhando os seus clientes e parceiros, ao mesmo tempo que entra em novos territórios no retalho cimentando a sua estratégia e liderança", acrescenta.

Para o responsável ibérico da Worten, este Marketplace é "inovador pela sua estratégia e experiência verdadeiramente integradora entre online e loja física. Esta nova plataforma vai permitir-nos fazer crescer a marca para novas dimensões do retalho".

Para isso, a empresa trabalha com parceiros selecionados. Todos colocam os seus produtos à venda em Worten.pt, mas a marca põe a sua rede de lojas à disposição dos potenciais clientes para ajudar no processo de compra e de recolha dos produtos,

Assim, a empresa acredita que poderá ser "muito mais rápida e entrar em novas áreas de negócio".

A acompanhar o lançamento do projeto há uma campanha multimeios que arranca amanhã, da autoria da Fuel e produção da Krypton.

Em 2017, o volume de negócios da Worten aumentou 10,2% em termos homólogos, ultrapassando pela primeira vez mil milhões de euros. Este desempenho foi motivado por uma variação de vendas no universo comparável de lojas de 7,7% em 2017, mas igualmente suportado "por um crescimento muito positivo da operação online, que cresceu 60% em relação a 2016", refere a Sonae no seu relatório e contas relativo ao último exercício,

Este ano, no primeiro semestre, o volume de negócios da Worten cresceu 7,1% face ao mesmo período do ano passado, fixando-se em 474 milhões de euros. Esta evolução, refere a empresa nas contas semestrais, "beneficiou do crescimento da operação online e de uma variação de vendas no universo comparável de lojas de +5,8%, apesar do menor volume de vendas de produtos sazonais resultante das temperaturas atipicamente baixas sentidas em maio e junho, particularmente em Espanha".