Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Turismo dos Açores a crescer com um salto de 37,5% no alojamento local

Os dados do semestre divulgados pelo Serviço Regional de Estatística dos Açores mostram um crescimento do turismo em todas as tipologias hoteleiras e com destaque para o alojamento local


Os dados estatísticos do turismo dos Açores referentes ao primeiro semestre deste ano revelam um crescimento em todas as tipologias de alojamento, com destaque para o alojamento local, que registou aumentos de 37,5% em hóspedes e 32,5% em dormidas.

Segundo os dados divulgados pelo Serviço Regional de Estatística dos Açores (SREA), o turismo registou um crescimento de 5,3% de dormidas no primeiro semestre face ao valor registado no ano passado, e num crescimento muito empurrado pelo alojamento local.

Terceira lidera, e a Graciosa subiu 85% em dormidas

Marta Guerreiro, secretária regional da Energia, Ambiente e Turismo, adianta que "a Terceira é a ilha onde se destaca mais este crescimento, muito embora a Graciosa tenha um crescimento superior - tem 85% no que diz respeito às dormidas --mas se considerando os valores absolutos a Terceira assume um destaque especial."

Estes números, segundo Marta Guerreiro, resultam da "dinâmica que esta ilha [Terceira] tem tido em termos turísticos, para a qual de certeza que também contribuem, de forma significativa, as operações, quer dos Estados Unidos, quer de Espanha, que têm apostado na componente com os empresários, na área privada - uma resposta muito interessante da parte da oferta".

As dormidas na hotelaria tradicional mantiveram-se praticamente inalteradas em relação ao período homólogo, destacando-se, no entanto, uma variação percentual de 12,5% na ilha do Pico, que corresponde a um incremento absoluto de 2.869 dormidas.

O Turismo em Espaço Rural cresceu 10,7% em todo o o arquipélago, com o principal contributo da ilha de São Miguel, que teve um aumento de 1.468 dormidas. As Pousadas da Juventude foram a única categoria em que houve uma redução no número de dormidas, que totalizou 20,7% em toda a região.

Em relação à variação mensal global, Marta Guerreiro realça que, no "aspeto da sazonalidade, nós conseguimos crescer, efetivamente, mais nos primeiros meses do ano, ou seja, naqueles meses que ficam fora da época alta, contrariando a tendência da concentração dos fluxos no verão", um movimento que se enquadra na estratégia de "crescimento sustentado", que passa pela realização de "campanhas realizadas, precisamente, para dinamizar a procura dos Açores fora da época alta.

A responsável do Turismo dos Açores sublinha os "crescimentos muito significativos", mas ressalva que é preciso "em termos de expectativas de futuro, ter uma análise muito pragmática e, sendo certo que mantemos o objetivo de continuarmos uma evolução positiva, não é, nem deve ser, expectável manter ritmos de crescimento tão acentuados quanto estes que verificámos nos últimos anos".