Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Empresas do PSI-20 empregam mais 56 mil

Nuno Botelho

Contratação. Jerónimo Martins, Mota-Engil e Ibersol lideram a criação de emprego nas principais cotadas desde 2010

Catia Mateus

Catia Mateus

Jornalista

As 18 empresas do PSI-20, o índice de referência do mercado de capitais português, registaram no ano passado lucros recorde: €3,5 mil milhões. Os resultados traduzem uma subida de 12% em relação a 2016 e sustentam uma outra parcela da equação destas empresas: a da criação de emprego. Desde 2010, o ano anterior ao resgate da troika, as empresas que hoje integram o índice criaram 56.405 empregos líquidos. Uma variação que resultou do aumento do número de efetivos em 65.806 em 12 das empresas e da redução de 9041 postos de trabalho em cinco. O número traduz uma subida de 28% nestes sete anos. Jerónimo Martins, Mota-Engil e Ibersol respondem pela maioria dos novos empregos criados.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso, pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)