Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Mais de €100 milhões para conservar estradas

José Caria

Infraestruturas de Portugal anuncia contratos para cada distrito: Beja é o que recebe mais (8,2 milhões de euros) e Faro o que recebe menos (4,2 milhões)

Pedro Lima

Pedro Lima

Editor-adjunto

A Infraestruturas de Portugal (IP) avançou com 18 contratos, no valor de 107,5 milhões de euros, para conservação de estradas. As obras vão decorrer ao longo dos próximos três anos.

Haverá um contrato de conservação corrente por cada distrito, "ajustado às diferentes características da rede vária de cada região, que asseguram a realização de trabalhos regulares de requalificação e manutenção nos mais de 14 mil quilómetros de estradas a nível nacional, que estão sob gestão direta da IP", explica a empresa.

Beja é o distrito que receberá mais dinheiro - 8,2 milhões de euros - seguida de Santarém (7,2 milhões), Aveiro (6,9 milhões), Setúbal (6,8 milhões), Porto (6,6 milhões) e Lisboa (6,5 milhões).

Surgem depois Braga (6,4 milhões), Coimbra (6,1 milhões), Viseu (6 milhões), Viana do Castelo (5,8 milhões), Vila Real (5,7 milhões), Leiria (5,6 milhões), Portalegre e Guarda (5,3 milhões cada), Évora (5,2 milhões), Bragança (5 milhões), Castelo Branco (4,7 milhões) e Faro (4,2 milhões).

Os trabalhos de manutenção previstos nestes contratos incluem a reparação e beneficiação de pavimentos, reposição e adequação da sinalização horizontal e vertical, reparação e adequação de guardas de segurança e outros equipamentos de proteção, estabilização de taludes, conservação de vedações, tratamento dos sistemas de drenagem, limpeza das bermas e zonas adjacentes à faixa de rodagem e reparações e manutenção de obras de arte.