Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

“Está lá? Daqui é o seu gestor de conta e esta conversa está a ser gravada”

Enganados ou desinformados, os clientes multiplicaram nos últimos anos as queixas contra as práticas da banca

Nuno Botelho

Nos últimos anos, milhares de clientes bancários viram as suas aplicações evaporar-se, ou porque se deixaram seduzir por rendibilidades de produtos complexos ou porque foram enganados. Dez anos depois há uma enxurrada de regras para prevenir que as más práticas se repitam, mas o seu verdadeiro alcance ainda está por testar

Se num destes dias receber um telefonema do seu gestor de conta a avisá-lo de que “a nossa conversa está a ser gravada”, não se espante. Do mesmo modo, se for ao banco aplicar o seu dinheiro, não se admire se, antes do mais, lhe fizerem um raio x à escolaridade e aos hábitos de poupança e, no fim de tudo, lhe apresentarem uma pilha de papéis e termos de responsabilidade para assinar. Os procedimentos são novos e, em teoria, servem para garantir que cada cliente sai do banco bem informado e seguro dos investimentos que fez. Na prática, contudo, os especialistas dividem-se sobre o seu verdadeiro alcance: há quem considere as regras revolucionárias e quem, com maior ceticismo, não descarte novos grupos de “lesados” da banca no futuro.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso, pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)