Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Sonae Sierra. Lucros caem 8%

Fernando Guedes de Oliveira, presidente da Sonae Sierra, diz que as vendas dos lojistas e as rendas aumentaram em todo o portfólio da empresa

Mike Ellis

A empresa fechou o semestre com lucros de 58,9 milhões de euros. São menos 5,3 milhões do que um ano antes

A Sonae Sierra fechou o primeiro semestre com lucros de 58,9 milhões de euros, o que representa uma quebra de 8% face ao mesmo período do ano passado. "O decréscimo é resultante da redução do resultado indireto", diz a empresa em comunicado.

Entre janeiro e junho, o resultado indirecto da Sonae Sierra caiu 24%, para 25,9 milhões de euros, Já o resultado directo aumentou 9%, para os 33 milhões de euros, reflexo de melhores resultados financeiros e do EBIT, que cresceu 3,7% para 51,8 milhões de euros, "fruto do crescimento do volume de negócios e margens de actividade de prestação de serviços", explica a Sonae Sierra.

Num comentário a estes resultados, Fernando Guedes Oliveira, presidente executivo da Sonae Sierra considera que "o desempenho operacional dos centros comerciais melhorou no primeiro semestre de 2018, com as vendas dos lojistas e as rendas a aumentar em todo o portfólio, ao mesmo tempo garantindo uma taxa de ocupação elevada e estável em todas as geografias". "Adicionalmente, aumentámos o número de projetos em desenvolvimento e assinamos 200 novos contratos de prestação de serviços", diz.

As vendas dos lojistas dos centros comerciais da Sonae Sierra aumentaram 2,5% (excluindo o efeito da variação cambial). No portfólio europeu da empresa, a subida foi de 3%, com Portugal a crescer 2,1% e Espanha a saltar 15,1%, no seguimento da aquisição do centro comercial Area Sur, em junho do ano passado.