Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Taxa de desemprego em Portugal desce para 6,7% em junho

É o valor mais baixo desde setembro de 2002, seguindo a estimativa provisória para junho, divulgada esta segunda-feira pelo Instituto Nacional de Estatística. Valor de maio foi revisto em baixa, para 7%

A taxa de desemprego voltou a recuar em Portugal e terá ficado nos 6,7% em junho, segundo a estimativa provisória divulgada esta segunda-feira pelo Instituto Nacional de Estatístics (INE). Este valor (que é ajustado da sazonalidade) compara com 9,1% em junho de 2017 e para encontrar uma taxa inferior é preciso recuar a setembro de 2002, quando o desemprego em Portugal estava nos 6,5%.

O INE reviu ainda em baixa o número de maio para a taxa de desemprego. A estimativa provisória, divulgada há um mês, tinha sido de 7,3%, um valor que, afinal, foi de apenas 7%, diz agora o INE na estimativa definitiva.

Olhando para a população empregada, terá ascendido a 4,805 milhões de pessoas em junho, segundo a estimativa provisória do INE. Este número traduz um aumento de 0,3% face a maio (mais 13,2 mil pessoas) e de 2,7% (mais 124,1 mil pessoas) em relação a junho de 2017.

Quanto à população desempregada, a estimativa provisória do INE indica que terá ficado nas 347,1 mil pessoas em junho, menos 4,3% (15,7 mil pessoas) do que em maio. Em termos homólogos, a queda foi de 26,1% (122,6 mil pessoas).

Por fim, a taxa de desemprego dos jovens (dos 15 anos aos 24 anos) baixou para 19,6% em junho (valores ajustados de sazonalidade), segundo a estimativa provisória do INE. No mês anterior tinha sido de 20,5% e, há um ano, em junho de 2017, estava nos 23,8%.