Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Lucro da Navigator no primeiro semestre cresceu 24%

A empresa de pasta e papel de Pedro Queiroz Pereira ganhou 119 milhões de euros entre janeiro e junho, com a subida de preços a compensar a redução no volume de produção

Miguel Prado

Miguel Prado

Jornalista

A Navigator obteve no primeiro semestre deste ano um resultado líquido de 119 milhões de euros, mais 24% do que na primeira metade do ano passado, informou a empresa de Pedro Queiroz Pereira em comunicado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

As vendas totais da papeleira avançaram 0,5%, para 817 milhões de euros, enquanto o EBITDA (resultado antes de juros, impostos, depreciações e amortizações) melhorou 13,9%, para 226 milhões de euros, reporta a Navigator.

No seu comunicado de resultados a empresa nota que “a evolução positiva dos preços permitiu compensar a perda de volume disponível para venda devido às paragens de manutenção prolongadas nas fábricas”.

No primeiro semestre deste ano a Navigator contabilizou um investimento de 77 milhões de euros (face a 35 milhões no mesmo período do ano passado), concentrados nos projetos de crescimento em Cacia (papel “tissue”) e na Figueira da Foz (pasta).

A dívida líquida da Navigator no final de junho ascendia a 740 milhões de euros, ligeiramente acima dos 738 milhões de há um ano.