Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

EDP Renováveis lucrou mais 4% no primeiro semestre

António Mexia e João Manso Neto lideram a administração da EDP Renováveis

Luís Barra

Apesar de as receitas terem recuado face ao ano passado, a empresa de energias limpas da EDP ganhou 139 milhões de euros de janeiro a junho

Miguel Prado

Miguel Prado

Jornalista

A EDP Renováveis encerrou o primeiro semestre com um lucro de 139 milhões de euros, mais 4% do que no mesmo período do ano passado, informou a empresa em comunicado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

De janeiro a junho as receitas da EDP Renováveis cifraram-se em 923 milhões de euros, menos 7% do que no primeiro semestre do ano passado, o que contribuiu para uma redução de 5% do EBITDA (resultado antes de juros, impostos, depreciações e amortizações), para 686 milhões de euros.

A queda das receitas espelhou menores preços médios de venda da eletricidade, que anularam o efeito positivo do crescimento de 6% do volume de energia produzida.

Apesar do pior resultado operacional, a empresa acabou por registar uma melhoria do seu resultado financeiro, resultante da venda de parte do seu projeto eólico offshore no Reino Unido, de um menor encargo com juros e de custos mais baixos com parcerias de investimento, o que permitiu à EDP Renováveis melhorar o resultado líquido do primeiro semestre.

No final de junho a dívida líquida da EDP Renováveis ascendia a 3,2 mil milhões de euros, com um aumento de 15% face ao ano passado.