Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Viagem ao coração das ‘fábricas’ de cruzeiros

A cerimónia antes de o navio flutuar pela primeira vez

Jaime Figueiredo

A MSC, a maior companhia de cruzeiros privada do mundo, tem um plano de expansão, no valor de €11.400 milhões, em 13 novos navios de cruzeiro até 2026. Sector está em forte crescimento

Napoleão quis, John Scott sonhou e o estaleiro nasceu em 1861, na margem direita do estuário de Loire, perto de Saint-Nazaire, em França. Desde então foram construídos 163 navios de passageiros, direta ou indiretamente, atravessaram os principais acontecimentos da história mundial. Agora, depois de uma grave crise económica e vários donos, o estaleiro centenário está de novo no centro das atenções. As encomendas não param de chegar. O seu principal cliente, a MSC, tem um plano de expansão de 13 navios que iniciou em 2016. Estão a ser investidos €11.400 milhões, até 2026, quase tanto quanto vale a EDP na Bolsa.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso, pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)