Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Terreno do GES vendido duas vezes no mesmo dia

Pharol denuncia à CMVM e Banco de Portugal negócio feito pela Gesfimo em 2016 que deu €500 mil ao advogado António Preto

Miguel Prado

Miguel Prado

Jornalista

O dia 2 de setembro de 2016 foi um dia de negócios. Nessa data a Gesfimo, sociedade gestora de fundos imobiliários do Grupo Espírito Santo (GES), vende o Lote 3 do Marconi Parque, um terreno situado na Amadora, por €1,5 milhões, à empresa Barrocas & Preto. No mesmo dia esta sociedade revende o imóvel à Dekra, empresa de inspeções automóveis, por €2 milhões. A intermediação rendeu à Barrocas & Preto, do antigo deputado social-democrata António Preto, um ganho imediato de €500 mil.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso, pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)