Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Acusação do Banco de Portugal. Investigação revela esquema de desvio de dinheiro de Salgado

Luís Barra

100 milhões para nova sede Novo Banco vende edifício da avenida da Liberdade.KPMG Auditora e cinco quadros de topo acusados pelo supervisor

João Silvestre

João Silvestre

Texto

Editor de Economia

João Vieira Pereira

João Vieira Pereira

Texto

Diretor-Adjunto

Pedro Lima

Pedro Lima

Texto

Editor-adjunto

Jaime Figueiredo

Jaime Figueiredo

Infografia

Infográfico

Entre 2009 e 2014, Ricardo Salgado e Amílcar Morais Pires, então presidente e administrador financeiro do BES, respetivamente, montaram um esquema através da sociedade suíça Eurofin que permitiu tirar quase €3 mil milhões do banco. O objetivo era financiar investimentos da família e de amigos, ocultar ativos tóxicos e participações estratégicas, manipular a cotação das ações do BES e fazer pagamentos ao ‘saco azul’ do Grupo Espírito Santo. Luís Filipe Vieira, Nuno Vasconcellos e Patrick Monteiro de Barros terão sido alguns dos beneficiários. No final, o desvio de fundos penalizou o banco em €1249 mil milhões.

Saiba mais na edição deste sábado do Expresso.

  • KPMG acusada de mentir e de ocultar informação

    Sikander Sattar, Inês Viegas, Fernando Antunes, Inês Filipe e Sílvia Gomes são acusados pelo Banco de Portugal de não terem reportado os problemas da carteira de crédito do BES Angola. E dois deles estão acusados de mentir ao supervisor