Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

BCI e BIG lideram sindicato bancário para a venda de ações da Hidroeléctrica de Cahora Bassa

Oferta Pública de Venda da empresa detida a 85% pelo Estado de Moçambique ainda não tem data marcada

A Hidroeléctrica de Cahora Bassa (HCB) contratou o consórcio Banco Comercial e de Investimentos (BCI) e Banco BIG para liderar o sindicato bancário para a Oferta Pública de Venda (OPV) de 7,5% das ações da empresa, anunciou nesta quinta-feira em comunicado. "Esta instituição irá prestar serviços relacionados com a organização, registo, obtenção de autorização, publicitação, lançamento e execução da OPV das ações da HCB na Bolsa de Valores de Moçambique", refere.

A OPV ainda não tem data marcada e foi anunciada pelo Presidente de Moçambique, Filipe Nyusi, a 27 de novembro de 2017. A empresa espera "contribuir para a promoção da inclusão económica dos moçambicanos, bem como para a consolidação da credibilidade da HCB junto dos principais participantes no empreendimento, nacionais e internacionais, com enfoque para as instituições financeiras".

A HCB é detida a 85% pelo Estado moçambicano, depois do acordo de reversão com Portugal, celebrado em 2007. Situada no rio Zambeze, na província de Tete, centro de Moçambique, a barragem é a maior da África Austral, com construção iniciada em 1969 e operação a partir de 1977. Além de abastecer o mercado de Moçambique, a HCB fornece energia elétrica a vários países da África Austral.