Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Desemprego em Portugal cai quase 7% em apenas um mês

De abril para maio o IEFP registou menos 25 mil pessoas nas estatísticas do desemprego. Em comparação com o ano passado foi no Alentejo, Algarve e Lisboa que o desemprego mais recuou

Miguel Prado

Miguel Prado

Jornalista

Portugal encerrou o mês de maio com 350 mil desempregados inscritos nos centros do Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP), um valor 6,9% abaixo do registado em abril, indicam os dados publicados esta quinta-feira pelo IEFP.

Em apenas um mês saíram da estatística de desemprego registado no IEFP mais de 25 mil pessoas. Já na comparação com maio de 2017 o desemprego baixou 19%, equivalendo a menos 87 mil cidadãos sem trabalho.

Embora o número de desempregados tenha tido uma queda significativa, o total de pessoas à procura de trabalho é ainda superior, com 523 mil pedidos de emprego contabilizados pelo IEFP em maio, o que ficou 4,4% abaixo de abril e 15,3% abaixo de maio de 2017.

Em termos homólogos, todos os grupos analisados pelo IEFP contribuíram para a queda do desemprego, sendo que as diminuições foram mais acentuadas na faixa etária acima dos 25 anos e entre quem estava sem trabalho há mais de um ano.

Por regiões, o Alentejo, o Algarve e Lisboa e Vale do Tejo tiveram reduções do desemprego mais expressivas, acima da média nacional. Açores e Madeira foram as regiões com as quedas menos acentuadas do desemprego registado.