Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Em cinco meses saíram mais 347 trabalhadores da Caixa

O presidente da Caixa, Paulo Macedo, antecipou para este ano o fecho de 70 balcões 
e para atingir a meta negociada com Bruxelas até 2020 terá de fechar mais 40

Luís Barra

Até ao final do ano vão sair, pelo menos, mais 150 trabalhadores e 70 agências vão desaparecer

A par do fecho de agências, mais 70 este ano, e da venda de filiais, a Caixa Geral de Depósitos (CGD) continua a reduzir o número de trabalhadores através de saídas por mútuo acordo, pré-reformas e reformas: serão cerca de 2000 até 2020 para cumprir os compromissos assumidos com a Comissão Europeia. Saíram 547 em 2017 e até maio deste ano mais 347. Ficam a faltar pouco mais de 150 este ano para cumprir a média traçada: 500 trabalhadores por ano.

Para continuar a ler clique AQUI