Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Dívida pública cresceu quase 10 mil milhões no primeiro semestre

TIAGO PETINGA / Lusa

Endividamento do Estado no final de junho ascendia a 317,7 mil milhões de euros. No primeiro semestre, enquanto a dívida pública subiu 9,9 mil milhões, a dívida privada cresceu 1000 milhões.

Miguel Prado

Miguel Prado

Jornalista

O endividamento público no final de junho ascendia a 317,7 mil milhões de euros, com um aumento de 9,9 mil milhões em relação a dezembro, revela uma nota de informação estatística publicada esta terça-feira pelo Banco de Portugal (BdP).

A nota mostra que em Portugal o endividamento do sector não financeiro cresceu 10,9 mil milhões de euros entre dezembro de 2016 e junho de 2017, uma evolução na sua maior parte explicada pela dívida pública, já que a dívida privada (entre empresas e particulares) avançou apenas mil milhões.

Segundo o BdP, no sector privado, apesar de o crédito concedido pelos bancos nacionais às empresas ter recuado, estas últimas conseguiram um maior financiamento no estrangeiro, tendo a sua posição de endividamento aumentado 1,3 mil milhões de euros no primeiro semestre.

No que respeita a particulares, o endividamento baixou cerca de 300 milhões de euros no mesmo período.

Os dados do BdP mostram que desde 2014 a dívida pública é superior à dívida das empresas privadas. A série estatística publicada pelo banco central evidencia que na última década a dívida pública vem subindo ano após ano, enquanto a dívida das empresas, que subia até 2012, iniciou em 2013 uma trajetória descendente.