Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Bruxelas critica descida do rating da Grécia

Comissário Europeu dos Assuntos Económicos e Monetários criticou a descida do rating da Grécia para nível equivalente a lixo.

O comissário Europeu dos Assuntos Económicos e Monetários, Olli Rehn, criticou hoje a descida do 'rating' dos títulos de dívida soberana da Grécia para nível equivalente a 'lixo' pela agência de notação financeira Moody's.  

 

Na sessão plenária do Parlamento Europeu, em Estrasburgo, o responsável afirmou que a decisão foi surpreendente e infeliz numa altura em que peritos da União Europeia e do Fundo Monetário Internacional (FMI) analisam atentamente as tentativas do país para reduzir a sua dívida.  

 

A agência de notação de risco Moody's anunciou segunda feira ter cortado o 'rating' da dívida pública grega em quatro níveis, de 'A3' para 'Ba1', equivalente a "lixo", devido aos "riscos económicos" relacionados com o pacote de auxílio ao país.

Riscos da Grécia



O pacote de resgate que está a ser preparado pelas autoridades europeias e pelo FMI, segundo a Moody's, "elimina, de facto, qualquer risco de curto prazo de um incumprimento motivado pela falta de liquidez, e incentiva a implementação de um conjunto de reformas estruturais credíveis e viáveis, que têm um grande potencial de estabilizar as exigências do serviço da dívida para níveis possíveis de serem geridos".  

 

Porém, "os riscos macroeconómicos e de implementação associados a este programa são substanciais e mais consistentes com um 'rating' Ba1", salientou a agência.  

 

Também a Standard & Poor's tinha já cortado o 'rating' da Grécia para "lixo", um nível de classificação de risco elevado que traduz uma probabilidade grande de entrada em incumprimento.    

 

*** Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico***