Siga-nos

Perfil

Expresso

Inter-rail

O calor condicionado

Um calor de bradar aos trópicos. O ar atinge temperaturas insuportáveis e instala-se nos corpos e carruagens da parte espanhola do Sud Express, sentido Lisboa-Hendaye. Motivo? O ar condicionado pifou. (De ordem técnica, portanto.)

Horas antes, a viagem tinha começado com o comboio dividido em dois. A metade espanhola com camas e ar condicionado. A parte portuguesa sem nada disso e a um preço vinte euros mais barato. Mas quando as coisas começam a correr para o torto e o aparelho de refrigeração do ar só condiciona os viajantes de bilhete mais caro a derreterem em ondas de transpiração, em cabines de janela fechada, dá-se o início do capítulo Reclamações.

Estreiam-se nesta página duas beldades nórdicas de longas pernas, que se dirigem ao revisor português, o Sr. Gonçalves:

«Parlez vous Français?»

Sem resposta.

«English?»

Dessa vez o Sr. Gonçalves dá conta do recado: «Não menina. Só português e alentejano!...».