Siga-nos

Perfil

Expresso

Cavaco em Espanha

Porcelana: O fim de um mito

Cavaco presenteou Juan Carlos com um computador de bolso com «software» concebido em Portugal. A original prenda de Cavaco substitui, assim, a tradicional faiança de porcelana.

Ao contrário do Rei de Espanha, descontraído e de mãos nos bolsos, Cavaco Silva estava tenso, hirto, até um pouco nervoso. Afinal esta é a sua primeira visita Estado.

O Presidente da República, acompanhado pela mulher, Maria Cavaco Silva, chegou ao Palácio do Pardo, que em tempos foi a residência oficial de Franco e agora serve de alojamento aos chefes de Estado que visitam o reino de Espanha, onde foi recebido pelo Rei e pelo presidente do Governo espanhol.

Cavaco não conhecia o primeiro-ministro espanhol, José Luiz Rodriguez Zapatero. O primeiro cumprimento foi testemunhado por Juan Carlos que estimulou, logo ali, nos jardins, uma longa conversa entre o Cavaco Silva e Zapatero.

Mais tarde, os dois voltarão a estar juntos, mas desta vez sem testemunhas. O presidente do Governo espanhol pediu que a audiência com Cavaco Silva tivesse carácter reservado e sem a presença de quaisquer assessores.

Antes, ao almoço, no Palácio da Zarzuela, Cavaco Silva decidiu surpreender.

Empenhado em mostrar aos espanhóis que Portugal aposta na inovação, na habitual troca de prendas e condecorações, o Presidente da República ofereceu ao Rei de Espanha um assistente pessoal digital (PDA) com «software» totalmente concebido em Portugal.

O programa informático de localização geográfica, semelhante ao GPS, é adaptável a telemóveis de terceira geração e PDA’s. Funciona em 8 línguas e cobre geograficamente 15 países europeus.

No final da semana passada, Cavaco recebeu da empresa portuguesa que desenvolveu o «software» um equipamento igual. Passou todo o fim-de-semana a testar as suas potencialidades. Uma vez dominado, foi o próprio PR a fazer a primeira demonstração ao Rei de Espanha.

A original prenda de Cavaco substitui, assim, a tradicional faiança de porcelana que habitualmente servia de presente entre os Presidentes portugueses e os seus homólogos estrangeiros.

Durante a parada militar que se seguiu à cerimónia de boas-vindas no Palácio do Pardo as forças em desfile brindaram Cavaco Silva com vários gritos de “Viva Espanha”.