Siga-nos

Perfil

Expresso

Euro em crise

BCE quer Grécia pronta para outras medidas

Num comunicado divulgado hoje, o BCE saúda "o ambicioso" plano de austeridade negociado entre a Grécia e a União Europeia e o FMI, mas pede a Atenas que esteja pronta para eventuais medidas suplementares.Clique para visitar o dossiê Euro em crise

Banco Central Europeu (BCE) elogiou o plano de austeridade da Grécia, considerando que ele vai permitir "recuperar a confiança" na zona euro, mas pediu a Atenas para estar preparada para eventuais medidas suplementares.

Num comunicado divulgado hoje, o BCE saúda "o ambicioso" plano de austeridade negociado entre a Grécia e a União Europeia e o FMI, considerando que "contempla as relevantes mudanças de política de uma forma decisiva", pelo que vai "ajudar a restaurar a confiança e a salvaguardar a estabilidade financeira na zona euro".

Clique para aceder ao índice do DOSSIÊ EURO EM CRISE

O BCE afirma, no entanto, considerar essencial que a Grécia "esteja preparada para tomar medidas suplementares que venham a revelar-se necessárias para atingir os objetivos do programa".

A Grécia anunciou hoje o plano de austeridade que vai servir de contrapartida à ajuda da União Europeia e do Fundo monetário Internacional.

O plano prevê reduzir o défice das contas públicas para menos de três que permitirão poupanças de 30 mil milhões de euros (11 por cento do PIB) até ao fim de 2012. Estas poupanças juntam-se aos 4,8 mil milhões já anunciados para 2010.

Com um défice atual de 13,7 por cento, o governo grego espera reduzi-lo para os 8 por cento já em 2010, 7,6 por cento em 2011, 6,5 por cento em 2012, 4,9 por cento em 2013 e 2,6 por cento em 2014.

*** Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico ***

Clique para ler a Nota da Direcção do Expresso sobre o novo AcordoOrtográfico.