Siga-nos

Perfil

Expresso

Mês das Cidades

Regulamento do concurso “Vamos fazer Cidade”

Organizado pelo jornal Expresso em colaboração com a Trienal de Arquitectura de Lisboa 2007

Objectivo

O objectivo deste concurso é incentivar a participação do público na solução dos problemas urbanos, em diálogo com os profissionais a quem cabe contribuir para o bom desenho e ordenamento das cidades. Decorrendo esta iniciativa por ocasião da Trienal de Arquitectura de Lisboa 2007, os arquitectos terão, por maioria de razão, uma palavra especial a dizer, pretendendo-se, em especial, estimular a participação dos que estão em início de carreira. O Expresso, promotor do concurso em parceria com a organização da Trienal, fará uma divulgação alargada deste evento, no quadro de um mês (Junho) dedicado ao tema das cidades.

Faseamento

1.ª fase: Os leitores do jornal serão convidados a apresentar ideias para qualificar um sítio/zona proposto pelo jornal, em cada uma das cinco primeiras cidades classificadas no “Ranking” Expresso de 2007 (Lisboa, Guimarães, Évora, Porto e Aveiro).

Os locais referidos no ponto anterior foram seleccionados para cada uma das cinco cidades pela Redacção do Expresso, tendo em conta, por um lado, a sua importância no plano histórico, simbólico e urbanístico e, por outro, a necessidade/urgência de uma intervenção requalificadora.
Lisboa: Restauradores / Avenida da Liberdade / Parque Eduardo VII e área envolvente próxima
Porto: Av. da Boavista
Aveiro: Av. Lourenço Peixinho
Guimarães: Área envolvente do Centro Cultural Vila Flor
Évora: Percurso do antigo ramal ferroviário de Mora pelo interior da cidade, desde a estação ao apeadeiro dos Leões

2.ª fase: Com base  nessas ideias será escolhida pelo júri adiante especificado a que parecer mais adequada à requalificação da zona. Definir-se-á, assim, um programa estratégico para cada um dos cinco sítios/zonas, a levar a cabo por outros tantos arquitectos nomeados pelo júri. Estes profissionais desenvolverão, assim, um projecto “em parceria com o cidadão”, mediante representações visuais compreensíveis pelo público não especializado referentes às ideias vencedoras.

3.ª fase: A versão final (formato 3-D) destes cinco projectos será publicada pelo Expresso, juntamente com os textos dos cinco leitores que as fundamentaram, em cada uma das cinco edições do mês de Junho - promovendo em paralelo o jornal o encontro/contacto directo entre os leitores premiados e os arquitectos autores dos projectos, nomeadamente na sessão de apresentação pública adiante referida

Âmbito

Aberto a todos os leitores do Expresso, qualquer que seja o local de residência, no que respeita à 1a fase; aberto a todos os arquitectos e arquitectos estagiários com menos de 35 anos, qualquer que seja a sua nacionalidade e local residência, no que se refere à 2.ª fase.

Candidaturas

Os leitores interessados devem enviar um texto até 2.000 caracteres (aproximadamente uma página A4), opcionalmente acompanhados e esclarecidos por desenhos, fotografias ou outros suportes visuais; os arquitectos interessados devem enviar um CV resumido (texto não superior a 1 página A4), opcionalmente acompanhado por imagens, podendo estas corresponder a um portfolio sucinto, ilustrando as respectivas realizações profissionais.

Morada para envio das candidaturas
Por carta, para a seguinte morada postal:
Jornal Expresso
Concurso Vamos Fazer Cidade
Edifício São Francisco de Sales
Rua Calvet de Magalhães 242
2750-022 Paço d’Arcos
On-line para concursocidades@expresso.pt

Critérios de avaliação:

a) Para os textos e/ou imagens pelos leitores: qualidade, utilidade, originalidade e adequação dos conteúdos das ideias propostas; qualidade intrínseca e inteligibilidade do texto e/ou imagens apresentados;

b) Para a selecção dos cinco arquitectos: qualidade e adequação do percurso curricular apresentado.

Constituição do Júri

a) para os textos e/ou imagens: Um elemento da Direcção do Expresso, que preside, o arq. Ricardo Aboim Inglês, em representação da Trienal de Arquitectura Lisboa 2007, o arquitecto Manuel Aires Mateus (do Conselho Editorial do Expresso) e os jornalistas Vítor Andrade e Rui Cardoso

b) para os cinco arquitectos : júri com três elementos, sendo a Trienal representada pelos arquitectos José Mateus e Ricardo Aboim Inglês e um representante do Expresso

Prémios a atribuir e locais de atribuição

Para os autores dos cinco textos e/ou imagens: a publicação da ideia, alojamento de fim-de-semana com acompanhante na Pousada de Santa Maria do Bouro (Amares), um catálogo da Trienal e entrada grátis em todas as exposições promovidas pela mesma.

Para os cinco arquitectos seleccionados: a publicação do projecto, alojamento de fim-de-semana com acompanhante na Pousada de Santa Maria do Bouro (Amares), um catálogo da Trienal e entrada grátis em todas as exposições promovidas pela mesma.

Todos estes prémios serão entregues numa sessão a realizar em Junho na Cordoaria, em Lisboa (Fórum da Trienal), com apresentação e discussão pública dos cinco projectos, em dia a confirmar oportunamente.

Calendário

a)  Publicação do anúncio do concurso – Edição em papel de 31 de Março de 2007 e edição on-line a partir de 26 de Março;

b) Para recepção das candidaturas dos leitores – 15 de Abril; idem para as candidaturas dos arquitectos;

c) Para reunião dos dois júris e anúncio dos premiados / seleccionados – primeira reunião a 17 de Abril; reunião final a 19 de Abril. Anúncio dos premiados na edição de 21 de Abril;

d) Para execução dos projectos pelos cinco arquitectos – 23 de Abril a 26 de Maio;

e) Para publicação dos 5 resultados / projectos e textos no Expresso – em cada uma das cinco edições de Junho: 2,9,16,23 e 30, começando por ordem crescente da classificação do «ranking» (de Évora para Lisboa);

f) Para entrega dos 5 + 5 prémios – em Junho, numa sessão da Trienal, em data a definir conjuntamente.

Nota final

O material de apoio à execução dos projectos deverá ser recolhido pelos próprios (leitores e arquitectos), de acordo com as respectivas opções em matéria de desenvolvimento dos respectivos programas e representação.