Siga-nos

Perfil

Expresso

Caos na Independente

Santana Lopes nega convite

O antigo primeiro-ministro já garantiu não ter recebido qualquer convite para leccionar na Faculdade de Direito da UnI.

“Isto é extraordinário. Ninguém falou comigo”. Foi assim que Pedro Santana Lopes reagiu hoje ao facto do seu nome ter constado, durante algumas horas, da lista dos novos professores da Universidade Independente (UnI), divulgada ontem no sítio da universidade na Internet.

O nome do actual deputado do PSD aparecia ao lado de Teresa Caeiro, deputada do CDS-PP, e de Alexandre Simões, como docente da cadeira de Direito Constitucional. Santana Lopes, a participar num debate do “Clube dos Pensadores”, em Gaia, não escondeu a indignação e sublinhou ser apenas professor na Universidade Internacional.

Quanto a um eventual convite da UnI, o deputado social-democrata é peremptório: “Não é uma altura muito fácil para aceitar um convite para dar aulas na Universidade Independente”.

Frederico Arouca, filho do reitor da UnI e membro da direcção da SIDES, proprietária desta universidade privada, afirmou não estar a par do que se terá passado e portando não poder determinar a causa deste erro. Segundo Arouca, a lista dos professores foi elaborada pelo director do curso de Direito da UnI, Álvaro Dias, com quem ainda não tinha conseguido falar.

As aulas na universidade recomeçaram ontem, depois de terem estado suspensas durante toda a semana passada, como consequência da exoneração do vice-reitor, Rui Verde, e de outras 20 pessoas, entre professores e membros da direcção da SIDES.