Siga-nos

Perfil

Expresso

Caos na Independente

Providência suspende deliberações do reitor

Rui Verde, afastado de vice-reitor e de administrador da SIDES em finais de Fevereiro pelo até agora reitor Luís Arouca, acaba de tomar conta das instalações da Independente.

"Acabo de chegar à universidade. A Justiça acaba de dar razão à providência cautelar que interpus", anunciou ao Expresso Rui Verde, que em 26 de Fevereiro foi afastado, juntamente com um grupo de professores e administrativos, por outro accionista, Luís Arouca, que exerceu as funções de reitor até ao meio da manhã de hoje.

Ouvido pelo Expresso, Luís Arouca disse: "Acabo de ser expulso da UnI. Os outros estão a recuperar os postos de trabalho".

Rui Verde disse ao Expresso que a sentença suspende todos as decisões tomadas a 26 de Fevereiro pelo então reitor e que incluem nomeações de vice-reitores e novos directores de cursos. Ou seja, o deputado do PSD António Montalvão Machado, Fernando Carvalho Rodrigues (o pai do satélite português) e Joaquim Reis deixam de ser vice-reitores.

Rui Verde, agora à frente da direcção da SIDES (proprietária da UnI), anunciou que foi nomeado um colectivo reitoral: os professores Pamplona Corte-Real, Eurico Calado e Horácio Saraiva. Quanto aos antigos directores de cursos voltam a retomar as funções. "As aulas vão continuar com normalidade", garantiu ainda o novo homem-forte da UnI.

Resta agora aguardar pelas sentenças de várias providências cautelares que foram interpostas nas últimas semanas por vários protagonistas, entre os quais Luís Arouca e Amadeu Lima de Carvalho.