Siga-nos

Perfil

Expresso

Mundial - 2010

Terroristas presos quando tentavam entrar na África do Sul

Polícia do Zimbabué confirma detenção de paquistanês "procurado internacionalmente" e de um cúmplice. Os dois tinham passaportes falsos e não se sabe se tinham algum plano terrorista para executar durante o mundial.

Rui Gustavo, enviado à África do Sul (www.expresso.pt)

Imran Muhamad, 33 anos era procurado por envolvimento no atentado contra um hotel de luxo em Mumbai, na Índia, em Novembro de 2008 e foi detido no último domingo em Beltredige, na fronteira com o Zimbabué. Chaudhry Parvez Ahmed, de 39 anos, também foi detido, por ter passaporte falso.

"Os dois foram levados a Harare e estão detidos enquanto a investigação prossegue", disse ao Herald, Wayne Bvudzijena da polícia do Zimbabué."Um deles é um terrorista procurado internacionalmente". Segundo o mesmo jornal, os dois homens viajaram da Arábia Saudita até à Tanzânia onde compraram passaportes quenianos falsos que usaram para entrar no Zimbabué.



Vish Naidoo, da polícia sul-africana e um dos responsáveis pela segurança no mundial, confirmou a detenção dos dois suspeitos, "fomos informados da detenção pelas autoridades de Harare", mas tentou desvalorizar a eventualidade de uma ameaça terrorista: "Foram detidos por posse de passaportes falsos, não há qualquer evidência de que estivessem a preparar um atentado", disse numa declaração oficial.



Contactado pelo Expresso, uma fonte autorizada da FIFA recusou fazer qualquer comentário: "É um assunto de segurança interna da África do Sul".