Siga-nos

Perfil

Expresso

Mundial - 2010

Simão Sabrosa: "Somos mais fortes com Ronaldo"

Simão Sabrosa considera que Cristiano Ronaldo é importante para Portugal, mas a seleção só chegará longe no Mundial-2010 se jogar como equipa. O jogador do Atlético de Madrid chegou hoje à Covilhã. Clique para aceder ao dossiê Mundial-2010

O extremo Simão Sabrosa considerou hoje que Cristiano Ronaldo é importante para a seleção portuguesa, que, contudo, só chegará longe no Mundial2010 de futebol se jogar como equipa.

"O Cristiano sabe a importância que tem para a equipa e nós também sabemos a importância dele. Mas sabemos que só todos juntos podemos chegar longe. Houve jogos em que conseguimos fazer boas exibições sem ele. Somos mais fortes com ele, mas temos de jogar como grupo", afirmou. 

Questionado sobre a possibilidade de perder a titularidade para Nani, Simão recordou que a sua posição está em dúvida antes do início de todas as fases finais. 

"O Simão está sempre em dúvida"

"Gostava de saber qual a competição em que o Simão não estava em dúvida. O Simão está sempre em dúvida. O Nani é um jogador fantástico, que vai ser importante para nós", disse. 

Sobre as dificuldades sentidas pela seleção portuguesa na qualificação, Simão disse que o "objetivo era estar no Mundial". "É claro que foi com um grau de dificuldade mais elevado, mas conseguimos. Os portugueses querem sempre mais. Temos de estar contentes só por estar no Mundial. Vamos ter sempre responsabilidade porque representamos um país muito importante", disse. 

Simão a 10?

Simão disse estar preparado para jogar na posição "10" no Mundial2010, caso o selecionador português de futebol, Carlos Queiroz, aposte nele para esse posto do "onze". "Tudo depende de qual será o sistema que o selecionador vai utilizar. Fui muito feliz nessa posição '10' no Benfica. Fiz uma época fantástica com o Fernando Santos, que me deu liberdade para jogar o meu futebol. Sinto-me confortável nessa posição", afiançou.

O jogador do Atlético de Madrid apenas se apresentou hoje no estágio da Covilhã, depois de ter disputado a final da Taça do Rei de Espanha na quarta feira.

"Acima de tudo chego com muita ambição e alegria de poder começar a preparar o Mundial. Tenho a ambição de querer fazer o melhor e chegar o mais longe possível", afirmou.

Simão chega à Covilhã como um dos jogadores com mais minutos ao longo da temporada, mas lembra que tem "ainda 25 dias para recuperar forma, repor energias para atingir o melhor nível", após uma temporada "desgastante em todos os aspetos".

Melhor marcador português na qualificação

Depois de ter sido o melhor marcador português na fase de qualificação, Simão Sabrosa garante que "é super importante manter um nível elevado para ajudar Portugal". "Tentarei dar o meu melhor, marcar golos e fazer assistências. Espero poder ser importante, como fui no outro Mundial, em 2006", referiu.

Simão chega a esta fase da sua carreira com 71 jogos pela seleção AA de Portugal e, caso a "equipa das quinas" atingisse a final, poderia chegar às 81 internacionalizações.

"Claro, o objetivo é fazer o maior número de jogos no Mundial. Se chegasse aos 81, era importante para todos, porque estaríamos na final do Mundial. Jogar uma final de um Mundial seria fantástico", afirmou.

Depois do quarto lugar em 2006, na Alemanha, Simão acredita que Portugal pode sonhar, mas lembra que "o primeiro objetivo é atingir a segunda fase".

"2006 foi inesquecível para todos, pelo que conseguimos, pelo que jogámos. Temos um grupo novo, cheio de alegria, com jovens de grande qualidade. Temos de ser ambiciosos. Temos jogadores experientes, mas também jogadores novos que dão outra dinâmica à equipa", referiu.

Apesar do terceiro lugar no "ranking" mundial, Portugal volta a não surgir como um dos candidatos ao triunfo final, mas Simão lembra que "foi assim que a equipa conseguiu chegar longe". "Poucas vezes fomos aposta. Chegámos longe, porque trabalhámos bem e confiámos nas nossas capacidades. Vamos ter sempre muita pressão em cima de nós, até porque os nossos adeptos são muito exigentes, assim como nós", concluiu.

Mourinho no Real Madrid?

Atualmente ao serviço do Atlético de Madrid, Simão poderá vir a ter na próxima temporada mais um "vizinho" português no rival Real Madrid, o treinador José Mourinho. 

"Estou concentrado na seleção. Não quero falar muito do que passa fora. Se Mourinho for para o Real Madrid, vai tornar tudo muito mais difícil para todos, porque é um treinador ganhador", afirmou. 

*** Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico ***

Clique para ler a Nota da Direcção do Expresso sobre o novo Acordo Ortográfico.