Siga-nos

Perfil

Expresso

Mundial - 2010

Mundial-2010: Actualização permanente (15 de Junho)

Cristiano Ronaldo e Guy Demel fizeram faísca e foram ambos amarelados

Armando Franca/AP

Actualização permanente: Principais notícias Lusa de hoje sobre o Mundial. Clique para aceder ao índice do Dossiê Mundial-2010.

21h18 - Brasil bate Coreia do Norte na estreia

O pentacampeão Brasil entrou hoje a ganhar no Mundial de futebol de 2010, ao vencer a Coreia do Norte por 2-1, no segundo encontro do Grupo G, em Joanesburgo, na África do Sul.



Um golo de Maicon (55 minutos) e outro de Elano (72), que havia assistido o jogador do Inter de Milão no primeiro tento, selaram o triunfo do "onze" de Carlos Dunga, que ainda apanhou um susto, quando, Ji Yun-nam reduziu (89).



Desta forma, o Brasil, um dos grandes favoritos à vitória na competição, isolou-se desde já na liderança do agrupamento, horas depois do "nulo" entre Portugal e Costa do Marfim, em Port Elizabeth.



A formação "canarinha", com o benfiquista Ramires desde os 84 minutos (viu o amarelos aos 88), sentiu, porém, muitas dificuldades, sobretudo na primeira parte, que o conjunto asiático, nada defensivo, equilibrou, caindo apenas com o tento inaugural.



A segunda jornada do Grupo G tem início domingo, com o embate entre Brasil e Costa do Marfim, a partir das 20h30 locais (19h30 em Lisboa), em Joanesburgo, e fecha segunda feira, com o Portugal-Coreia do Norte, na Cidade do Cabo, com início às 13h30 (12h30).

-------------------------------------------------------------

20h16- Médio das Honduras afastado por lesão

O centrocampista da seleção das Honduras, Júlio César de Leon, foi hoje afastado do Mundial de futebol por causa de uma lesão na perna direita.



Um porta-voz oficial da delegação hondurenha de futebol informou que o médio do Torino sofreu uma rotura muscular na sequência de um "carrinho" e que vai ser substituído no onze que irá alinhar frente ao Chile, quarta-feira, por Jerry Palacios.



Esta é a segunda presença das Honduras numa fase final de um Mundial. A primeira aconteceu no Mundial de 1982, em Espanha.

-------------------------------------------------------------

19h45- Parreira diz que África do Sul vai assumir riscos frente ao Uruguai



O selecionador da África do Sul, Carlos Alberto Parreira, assegurou hoje que a sua equipa irá "assumir riscos" contra o Uruguai, na quarta feira, em jogo do grupo A do Mundial de futebol.



"Se nos contentarmos com três empates seremos eliminados, disse hoje, em conferência de imprensa, o treinador brasileiro.



Para Parreira, o jogo mais duro "foi o primeiro" (empate 1-1 frente ao México) pelo facto de o "mundo inteiro estar a observar e a pressão ser enorme", sentindo que os jogadores estão agora "mais confiantes", apesar defrontarem uma "equipa forte experiente" como o Uruguai.



Em relação a este, Parreira alertou para o "grande momento de forma" do avançado Diego Fórlan, de quem a África do Sul terá de prestar "especial atenção".



Pela sexta vez numa fase final de um Mundial, não criticou a qualidade do futebol até agora exibido: "Nunca vi grandes 'performances' na primeira fase dos Mundiais, porque a tensão é enorme em todas as equipas, desde as pequenas às grandes".



"O verdadeiro Mundial começa a partir dos oitavos de final", acrescentou.



Já selecionador uruguaio, Óscar Tabarez, elogiou a seleção sul-africana, quer do "ponto de vista físico quer psicológico": "Isso ficou claro no jogo de abertura, quando o México foi superior na primeira parte e eles continuaram a jogar da mesma forma".



A seleção anfitriã defronta o Uruguai, no estádio Loftus Versfeld, em Pretória, a partir das 19h30, em jogo do Grupo A, no qual estão também a França e o México, que se defrontam quinta feira, a partir das 12h30.



-------------------------------------------------------------

19h32- Trabalhadores da Microsoft assistem ao jogo de portátil ao colo



Cerca de 100 trabalhadores da Microsoft assistiram à estreia da seleção portuguesa no Mundial de futebol, frente à Costa do Marfim, dividindo a sua dedicação aos computadores com a seleção nacional.



A Microsoft lançou uma diretiva internacional, dispensando os seus trabalhadores às horas dos jogos das seleções dos países onde residem, de modo a que possam assistir ao Campeonato Mundial de Futebol.



Assim, hoje, pouco antes das 15:00, o auditório da sede da Microsoft em Portugal, no Taguspark, em Oeiras, estava já composto com alguns dos trabalhadores da empresa.



No entanto, trabalhadores de todas as áreas, desde engenheiros informáticos, diretores de finanças até formandos, não deixaram o trabalho totalmente de parte: ao entrar no auditório, traziam o computador portátil debaixo do braço e foram muitos os que não o largaram durante a estreia da seleção portuguesa.



No final do jogo, Patrícia Henriques, responsável pela área das reclamações na Microsoft desde 2004, disse à agência Lusa que é uma regra, por razões de segurança, não largar os computadores.



Durante a segunda metade do jogo, Patrícia mal levantou os olhos do computador: "Estive sempre a trabalhar e fui atualizando o meu trabalho", disse.



Por isso, e também pelo que achou do jogo, "não conseguiu perceber bem "qual era a equipa que estava a jogar contra Portugal", admitiu, entre risos.



Quanto à diretiva criada pela Microsoft, Patrícia Henriques elogiou a postura da empresa para com "o work-life-balance", "equilíbrio entre a vida pessoal e o trabalho" e com o "bem-estar dos seus trabalhadores".



"Como todos nós trabalhamos muito durante todo o ano, a Microsoft permite-nos ter estes tempinhos, desde que não deixemos o nosso trabalho para fazer e cumpramos as nossas obrigações", explicou.



Numa plateia maioritariamente masculina, eram poucos os computadores fechados e os cachecóis ao pescoço. Cânticos também não existiram. Os comentários, esses, eram de todo o tipo: "Chuta, chuta"; "É agora!"; "Passa a bola".



O momento alto do jogo foi o remate ao poste da baliza da Costa do Marfim, da autoria de Cristiano Ronaldo, que fez com que os trabalhadores gritassem antecipadamente "golo" e alguns dos computadores quase caíssem no chão



Na segunda parte da partida, os comentários da plateia alteraram-se: "Joguem à bola"; "Mexam-se!"; "Mas porque é que não correm?"; "Estão à espera que a bola vá ter com eles!", criticou-se no auditório.



Armando Garcia, um dos responsáveis do setor financeiro, considerou que o "jogo foi fraquinho" e que a equipa lusa "acusou muito nervosismo, não jogou bem e não criou muitas oportunidades".



Este responsável da Microsoft avançou que, apesar da "fraca" prestação da seleção portuguesa, "vai continuar a assistir aos jogos no auditório", já que, considerou, a diretiva da empresa "é uma forma de se seguir um acontecimento de relevância mundial e que mexe com milhões de pessoas, sem ter de abandonar o local do trabalho".



"Simultaneamente trabalhamos e conseguimos tirar um bocadinho para assistir aos jogos da nossa seleção", disse.



-------------------------------------------------------------

19h26- Quatro estádios sob comando da polícia devido à greve de "stewards"



Quatro dos 10 recintos do Mundial de futebol África do Sul2010 ficaram hoje sob comando das forças policiais, devido à greve dos assistentes de recinto desportivo (ARD).



O Ellis Park, em Joanesburgo e que acolhe hoje o jogo de estreia do pentacampeão Brasil e da Coreia do Norte, no mesmo Grupo G de Portugal, foi o último cuja segurança ficou a cargo das autoridades locais, juntando-se aos estádios de Durban, Cidade do Cabo e Port Elizabeth em virtude dos protestos e greves dos "stewards", reclamando contra a falta de pagamento de salários.



Cerca de 1000 agentes da polícia sul-africana foram destacados para o local depois dos contratados por uma empresa de segurança privada se terem recusado a trabalhar caso não fossem repostas as condições acordadas de início.



Segundo vários depoimentos, em vez dos 1 500 rand (cerca de 150 euros) por partida, os ARD contratados estariam a receber apenas entre 190 e 135 rand (entre 20 e 14 euros) por 12 horas de serviço, mas a empresa de segurança remeteu-se ao silêncio.

Em comunicado, as autoridades policiais e o Comité Organizador do Mundial anunciaram então um acordo provisório para que os polícias se encarreguem da segurança naqueles quatro recintos.



Cerca de 700 ARD concentraram-se frente ao centro de acreditações de Ellis Park, horas antes do jogo Brasil-Coreia do Norte, reclamando as alegadas verbas em falta.



Domingo, perto de 400 ARD já se tinha mmanifestado pelos mesmos motivos em Durban, antes do Alemanha-Austrália (4-0), do Grupo D, tendo sido dispersados com cargas policiais, incluindo balas de borracha e gás lacrimogénio.



Horas mais tarde, o mesmo se passou na Cidade do Cabo, antes do Itália-Paraguai (1-1), a contar para o Grupo E.

-------------------------------------------------------------

19h18 - Ricardo Carvalho adverte para "lentidão" de Portugal

O central Ricardo Carvalho admitiu hoje que a seleção lusa "esteve lenta" no empate com a Costa do Marfim (0-0), na estreia no Mundial de futebol de 2010, na África do Sul.

"Não, não me parece que Portugal tenha surgido nervoso. Mas o jogo não foi bem conseguido. Entrámos lentos, perante uma Costa do Marfim muito bem organizada", disse.

O central do Chelsea explicou que a equipa lusa "não queria cometer erros" e, por isso, optou por estar mais "consciente da importância de defender bem".

"Queríamos segurança cá atrás para não sofrermos em contra-ataque. Mas, estávamos lentos e isso reflectiu-se no jogo apresentado", avançou.

Ricardo Carvalho avisou também que, agora, Portugal "tem de ganhar o segundo jogo".

Por seu lado, Bruno Alves, o outro central, lembrou que Portugal teve a "melhor oportunidade de golo" -- o remate de Cristiano Ronaldo ao poste -- e falou em jogo "equilibrado", entre duas equipas que se "estudaram bem".

"E, por isso, o empate foi justo. Mas nós queremos conquistar o maior número de pontos e garantir a qualificação o mais rapidamente possível. Queremos ganhar o próximo jogo", concluiu.

-------------------------------------------------------------

19h10 - Deco insatisfeito com Queiroz

-----------------------------------------------------------------

18h59 - Queiroz critica "alterações das regras" para Drogba

-------------------------------------------------------------

17h50 - Melhor em campo Cristiano Ronaldo fala em "falta de sorte"

O futebolista português Cristiano Ronaldo, eleito o melhor em campo, falou hoje em "falta de sorte", momentos após o empate com a Costa do Marfim (0-0), na estreia de Portugal no Mundial2010, na África do Sul.

"Acho que a equipa esteve bem. Não ganhámos porque não tivemos sorte", disse Ronaldo, nas primeiras entrevistas rápidas no final da partida.

Em Port Elizabeth, o jogador do Real Madrid enviou uma bola ao poste, logo na primeira parte, insuficiente, contudo, para as aspirações lusas para este encontro.

"Costa do Marfim teve medo de Portugal"

"Perdemos margem de erro? Não, está tudo em aberto e temos de continuar assim", frisou.

Sobre o jogo, o extremo luso disse que "a Costa do Marfim teve medo de Portugal".

"Sabíamos que a Costa do Marfim não ia atacar muito. Alargaram o jogo na segunda parte, mas estavam com medo de nós", sintetizou.

-------------------------------------------------------------

17h47 - "Ansiedade e nervosismo" podem explicar empate, Eduardo

O guarda redes Eduardo revelou hoje que a seleção portuguesa de futebol sentiu "ansiedade e nervosismo" e lamentou o empate com a Costa do Marfim (0-0), na estreia no Grupo G do Mundial2010, na África do Sul.

"Não foi o resultado que queríamos, mas apanhámos uma equipa muito bem organizada e forte fisicamente. Não conseguimos o golo e temos de pensar agora já nos próximos jogos", disse Eduardo.

O guarda redes mostrou-se feliz por estar presente num Mundial -- "trabalhei a vida toda para isto" -- e garantiu que Portugal tem "agora de pensar em vencer os dois próximos jogos", com a Coreia do Norte e Brasil, a 21 e 25 de junho.

"Estamos na luta. Temos de pensar apenas em nós e ganhar os dois próximos jogos", revelou.

Por seu lado, Hugo Almeida, que não foi utilizado no primeiro jogo de Portugal no Mundial2010, lamentou a bola enviada ao poste por Cristiano Ronaldo, na primeira parte (11 minutos, e disse que o empate "não foi mau".

"Fizemos um bom jogo e criamos oportunidades, tal como a Costa do Marfim. Vamos pensar no próximo jogo", disse.

O avançado do Werder Bremen garantiu estar na África do Sul para ser "titular", mas avisou também que "o importante é estar pronto para ajudar o grupo".

-------------------------------------------------------------

17h28 - "Não foi mau", Paulo Ferreira

O futebolista português Paulo Ferreira reconheceu hoje justiça no empate com a Costa do Marfim (0-0) e garantiu que "não foi mau" abrir assim o Mundial de 2010, na África do Sul.

"Não perdemos, penso que não foi mau", disse Paulo Ferreira, após o encontro inaugural do Grupo G, disputado em Port Elizabeth.

O lateral do Chelsea garantiu ainda ser necessário a Portugal fazer "um jogo melhor" com a Coreia do Norte, a 21 de junho.

"Não podemos deixar as decisões para o jogo com o Brasil. Queremos vencer a Coreia", avançou.

Paulo Ferreira elogiou também a seleção da Costa do Marfim, composta por "excelentes jogadores".

"Sabíamos que ia ser difícil. Penso que o empate é justo, por tudo aquilo que as equipas fizeram", finalizou.

-------------------------------------------------------------

17h17 - Melhor em campo Cristiano Ronaldo fala em "falta de sorte"

O futebolista português Cristiano Ronaldo, eleito o melhor em campo, falou hoje em "falta de sorte", momentos após o empate com a Costa do Marfim (0-0), na estreia de Portugal no Mundial2010, na África do Sul.

"Acho que a equipa esteve bem. Não ganhámos porque não tivemos sorte", disse Ronaldo, nas primeiras entrevistas rápidas no final da partida.

Em Port Elizabeth, o jogador do Real Madrid enviou uma bola ao poste, logo na primeira parte, insuficiente, contudo, para as aspirações lusas para este encontro.

-------------------------------------------------------------

17h12 - Queiroz considera empate "justo"

O selecionador português de futebol, Carlos Queiroz, considerou hoje "justo" o empate (0-0) com a Costa do Marfim, na estreia lusa no Mundial da África do Sul.

Nas entrevistas rápidas no final do jogo em Port Elizabeth, Queiroz disse que "Portugal assumiu sempre o jogo", enquanto a "Costa do Marfim só tentou defender e sair em contra-ataque".

"O empate acaba por ser justo. Portugal dominou e controlou o jogo e foi a equipa que apresentou mais vontade de ganhar. É um resultado justo", disse Queiroz.

O treinador português explicou que a ideia lusa era não "correr muitos riscos na primeira parte" e tentar depois "aparecer nas costas dos defesas adversários".

"A Costa do Marfim resguardou-se no primeiro tempo e apareceu depois mais fresca na segunda parte. Fizemos um jogo inteligente, contra uma equipa que procurou sempre defender".

Queiroz quer agora "vencer a Coreia do Sul", dia 21 de junho, da mesma forma "que queria vencer hoje".

Eriksson elogia Costa do Marfim

Do lado da Costa do Marfim, o inglês Sven Goran-Eriksson elogiou o trabalho defensivo da sua seleção e explicou que, agora, é "fundamental" vencer o Brasil.

"Sabíamos que este grupo era muito difícil e que o sorteio tinha ditado esta sequência de jogos. Vamos continuar a trabalhar e esperar o apuramento", disse Eriksson.

-------------------------------------------------------------

16h40 - Temperatura negativa no Brasil - Coreia do Norte do Grupo G

O Brasil-Coreia do Norte, segundo jogo do Grupo G do Mundial de futebol da África do Sul, com início às 20:30 horas (19:30 em Lisboa), em Joanesburgo, será disputado com temperatura negativa a rondar os 4 graus negativos.

A grande altitude de Joanesburgo (1800 metros), aliada a uma frente fria que varre desde ontem o território sul-africano e que provocou hoje queda de neve em várias zonas do Cabo Oriental, Cabo Ocidental e Free State, explicam a descida da temperatura.

Segundo as previsões meteorológicas, dificilmente estarão criadas as condições para o habitual "Carnaval brasileiro" dos adeptos da "canarinha", mais acostumados às temperaturas tropicais.

Até ao momento, a cidade de Joanesburgo registou hoje uma temperatura máxima de 7 graus centígrados.

O primeiro jogo do Grupo G realiza-se em Port Elizabeth, entre as seleções de Portugal e da Costa do Marfim.

--------------------------------------------------------------------

15h45 - Portugal e Costa do Marfim empatam ao intervalo

Portugal e Costa do Marfim empatam (0-0) ao intervalo da primeira partida do Grupo G. Cristiano Ronaldo, que foi amarelado por uma desavença com Guy Demel (que também levou amarelo), já enviou uma "bomba" ao poste.

----------------------------------------------------------------------

13h18 - Danny e Fábio Coentrão titulares, Drogba no banco

O lateral Fábio Coentrão e o extremo Danny vão preencher a esquerda da seleção portuguesa de futebol na estreia do Mundial-2010, frente à Costa do Marfim, que tem Didier Drogba no banco.

O jogador do Benfica vai atuar ao lado de Paulo Ferreira, Bruno Alves e Ricardo Carvalho, um quarteto que guardará a baliza defendida por Eduardo, enquanto o futebolista do Zenit vai fazer o trio da frente com Cristiano Ronaldo e Liedson.

No meio campo, e com Pepe ainda sem estar a 100 por cento, Pedro Mendes ocupa lugar mais recuado, atrás de Raul Meireles e Deco. Simão Sabrosa ficará, assim, no banco.

---------------------------------------------------------------

14h25 - Nova Zelândia e Eslováquia empatam (1-1)

Um golo de Winston Reid, aos 90+3 minutos, permitiu hoje à Nova Zelândia empatar 1-1 com a Eslováquia, no segundo encontro da primeira jornada do Grupo F, em Rustenburgo, na África do Sul.

O conjunto da Oceânia, que na única participação (em 1982) havia somado três desaires (2-5 com a Escócia, 0-3 com a União Soviética e 0-4 com o Brasil), contabilizou, assim, o primeiro ponto da sua história na prova.

Por seu lado, a Eslováquia, única seleção estreante no Mundial2010, falhou por muito pouco o triunfo, depois de ter chegado à vantagem aos 50 minutos, com um tento de Robert Vittek, apontado em posição irregular.

---------------------------------------------------------------

13h17 - Nova Zelândia e Eslováquia empatam ao intervalo

Nova Zelândia e Eslováquia estão empatadas (0-0) ao intervalo do primeiro jogo do dia (veja o jogo em directo na SIC), que encerra a primeira jornada do Grupo F, uma vez que Itália e Paraguai se defrontaram ontem (1-1).

----------------------------------------------------------------

12h35 - FIFA muito satisfeita com arbitragens

A Federação Internacional de Futebol (FIFA) "está muito satisfeita" com a atuação dos árbitros nos 11 jogos já disputados no Mundial2010 na África do Sul, disse hoje o porta-voz da organização, Nicolas Maingot.

"Dedicámos muita atenção e recursos à arbitragem. Os árbitros levam muitos anos a preparar-se, trabalhando em conjunto com os restantes dois membros da equipa, fiscais de linha, falando a mesma língua e a FIFA sente-se muito satisfeita quando não há problemas com as arbitragens", afirmou.

Para Maingot, "quando não se fala dos árbitros é porque tudo vai bem". "A preparação física das equipas de arbitragem é muito exigente. Têm de passar por provas muito duras e se não o fizerem, não podem arbitrar", acrescentou.

As arbitragens não suscitaram ainda qualquer polémica no Mundial, embora já tenham sido mostrados quatro cartões vermelhos em 11 jogos, média de 0,4 por cento/jogo, valor que iguala o Mundial da Alemanha-2006 e é o mais alto desde Espanha-1982.

-----------------------------------------------------------------

12h20 - Port Elizabeth pintada com as cores nacionais

"É tudo vermelho e verde, um bom sinal", resume Glória Monteiro, uma das "muitas centenas de madeirenses" que hoje invadiram Port Elizabeth para ajudar Portugal a vencer a Costa do Marfim na estreia no Mundial-2010 de futebol.

O dia amanheceu em tempestade, a meio da manhã o sol surgiu tímido, entretanto ganhou confiança e os portugueses logo se espalharam pelas ruas trajados orgulhosamente com as cores nacionais, em sinal de "apoio inequívoco" à equipa de Carlos Queiroz.

"Só interessa a vitória, não importa por quantos", frisa Carlos Ribeiro, residente em Joanesburgo e que promete apoiar a seleção das Quinas também nos desafios com Coreia do Norte e Brasil, "sempre acompanhado do filho", que veio de Lisboa para partilhar esta aventura.

Edgar diz que "é mesmo importante ganhar o primeiro encontro" e acredita que "se Danny for titular, vai fazer um bom jogo, pois é o jogador em melhor forma".

Ficar "nos quatro primeiros é o mínimo exigível"

"Se o relvado estiver um pouco ensopado, quem joga no estrangeiro talvez se adapte melhor", acrescentou, considerando que "ficar nos quatro primeiros do mundial é o mínimo exigível" a esta seleção.

Pai e filho estão cientes da importância de Didier Drogba na equipa da Costa do Marfim, mas garantem que Portugal não tem de se preocupar com a maior estrela do futebol africano: "Eles podem pôr lá 11 Drogbas, mas são na mesma apenas 11 jogadores".

A quatro horas do desafio que se disputa às 16:00 (15:00 em Lisboa), as imediações do Estádio Nelson Mandela Bay estão ainda praticamente desertas -- a instabilidade climatérica e ausência de espaços comerciais assim o justificam -, pelo que os portugueses se concentram na longa marginal.

Nas zonas mais comerciais, sobram os lusos com fé inabalável na seleção e, no caso dos imensos madeirenses, no seu filho pródigo Cristiano Ronaldo.

Não se vêem muitos adeptos da Costa do Marfim

"Senhor Queiroz e Cristiano Ronaldo por favor têm de ganhar hoje. 1-0, 2-0, três ou quatro, não estou preocupado. Para bem da África do Sul, dos meus primos e minha família", apelou o "sempre bem disposto" insular Leonardo Pereira.

A jovem Nádia Ferreira veio de Durban e não fica satisfeita com menos de 4-0, "com todos os golos do Cristiano Ronaldo, o meu ídolo".

A contrastar a euforia lusa, que promete destacar-se no colorido do Nelson Mandela Bay, nas ruas não se vêm adeptos da Costa do Marfim, que seguramente terá um apoio inferior, a menos que conte com a solidariedade dos anfitriões também africanos.

Se o tempo ajudar e caso Portugal triunfe sobre a Costa do Marfim, a calma Port Elizabeth entrará na rota das cidades mais festivas do Mundial-2010.

-------------------------------------------------------------------

12h01 - Toni realça "grande nível das arbitragens" nos primeiros dias de prova

O ex-internacional de Portugal e do Benfica Toni realçou hoje o grande nível das arbitragens nos primeiros quatro dias do Mundial2010 de futebol da África do Sul.

Em declarações à agência Lusa em Vanderbijlpark, "quartel-general" da seleção da Costa do Marfim, para a qual trabalha como observador dos adversários, Toni disse que "um aspeto relevante deste Mundial tem sido o bom trabalho feito pelas equipas de arbitragem".

"O nível das arbitragens tem sido muito bom e é importante salientar isso porque os árbitros fazem parte do jogo, ajudam também ao espetáculo e eles têm dado uma nota muito positiva a estes jogos que vi neste Mundial", referiu o técnico português, que foi 33 vezes internacional "AA" e 6 vezes internacional sub-21.

Em relação ao nível competitivo apresentado pelas equipas, Toni realçou que "nesta fase de grupos a maior parte dos jogos tem sido marcada mais pelo medo de perder do que pela vontade de ganhar, com exceção da goleada imposta pela Alemanha à Austrália (4-0)".

"Isso é normal porque o primeiro jogo acaba por determinar muito daquilo que é a carreira de uma seleção numa competição curta como esta fase de grupos com apenas três jogos", afirmou o técnico português.

Toni será hoje observador do Brasil-Coreia do Norte, no estádio de Ellis Park, em Joanesburgo, no dia em que são abertas as "hostilidades" no Grupo G com o Portugal-Costa do Marfim na cidade de Port Elizabeth, província do Cabo Oriental.

-----------------------------------------------------------------

11h50 - Crise ciática na origem da substituição de Buffon no Itália-Paraguai

O guarda-redes Gianluigi Buffon espera uma recuperação rápida da crise ciática que obrigou à sua substituição no jogo de segunda feira entre a Itália e o Paraguai (1-1), do Grupo F do Mundial de futebol.

Buffon foi substituído ao intervalo por Federico Marchetti no jogo de estreia dos atuais campeões do Mundo de futebol, quando os paraguaios venciam por 1-0.

"Pensei que tinha sofrido uma rutura, mas trata-se apenas de uma dor no nervo ciático", disse hoje o guarda-redes italiano.

O técnico italiano, Marcello Lippi, reconheceu que o jogador sentiu uma ligeira dor no aquecimento que antecedeu o jogo, mas assegurou que estava em condições de alinhar na partida.

"Ao intervalo disse-me que não podia continuar. Foi algo negativo para a equipa, porque perdemos uma das substituições", afirmou.

O grupo F do Mundial de futebol da África do Sul integra ainda as seleções da Nova Zelândia e Eslováquia.

-----------------------------------------------------------------

12h06 - Nova Zelândia e Eslováquia no primeiro jogo do dia

Nova Zelândia e Eslováquia disputam, às 12h30 (SIC), o primeiro jogo do dia, que encerra a primeira jornada do Grupo F, uma vez que as restantes selecções do grupo, Itália e Paraguai, defrontaram-se ontem (1-1).

-----------------------------------------------------------------

11h50 - FIFA autoriza Drogba a jogar com proteção

-----------------------------------------------------------------

11h28 - Vídeo: Afinal Drogba joga ou não?

-----------------------------------------------------------------

11h26 - FIFA decide atribuir auto-golo dinamarquês a Daniel Agger e não a Poulsen

A FIFA informou hoje que decidiu atribuir o primeiro golo da Holanda no jogo frente à Dinamarca a Daniel Agger, tirando a responsabilidade ao também dinamarquês Simon Poulsen.

No lance o defesa central tentou afastar a bola com o cabeceamento, após um cruzamento do holandês Robin van Persie, mas esta tocou nas costas do seu companheiro de equipa Agger e entrou na baliza.

Inicialmente o autogolo havia sido atribuído a Poulsen, mas o grupo de estudos técnicos da FIFA reviu as imagens do jogo de abertura do E, que terminou com a vitória, por 2-0, da Holanda, e decidiu oficialmente por Agger.

Nas imagens televisivas é possível ver que o erro é de Poulsen, e que Agger, de costas, não teve interferência objetiva no lance, vendo apenas a bola bater-lhe nas costas antes de entrar na baliza.

-----------------------------------------------------------------

11h11 - Uruguaio Fucile (FC Porto) espera pressão no jogo com os anfitriões da competição

O defesa uruguaio Jorge Fucile, do FC Porto, considerou hoje "decisivo" o jogo de quarta feira com a África do Sul, da segunda jornada do grupo A do Mundial, por ser com os "anfitriões" da prova.

"Vamos jogar com o país anfitrião, que terá todo o apoio do público, mas nesses jogos, quando há mais pressão, é quando se veem os verdadeiros jogadores", afirmou o jogador, que não alinhou no jogo de estreia (0-0, com a França), mas deve ser titular frente aos Bafana Bafana.

Segundo o defesa do FC Porto, o "segredo" para conseguir um bom resultado frente à África do Sul é a posse de bola.

"Tendo a bola, controlas o jogo e correr menos. Além disso esperamos estar bem no ataque, que foi o que mais faltou para conseguir marcar frente à França".

Após a primeira jornada, todas as equipas do grupo A têm um ponto, pois além do empate entre Uruguai e França, o encontro entre a África do Sul e o México terminou com uma igualdade a um golo.

-----------------------------------------------------------------

10h41 - Dia amanhece com chuva e vento em Port Elizabeth, mas portugueses mostram-se nas ruas

O dia amanheceu com chuva em Port Elizabeth, a poucas horas da estreia de Portugal no Mundial-2010 da África do Sul frente à Costa do Marfim, a partir das 16:00 locais (15:00 em Lisboa).

Nas ruas da cidade costeira da zona austral já se podem ver centenas de portugueses equipados a rigor, com cachecóis e camisolas com as cores lusas e as inevitáveis vuvuzelas.

As condições atmosféricas melhoraram ao longo da manhã, mas o céu continuar a ameaçar chuva, sendo ainda uma incógnita quanto ao cenário que a seleção das "quinas" vai encontrar quando pisar o relvado do estádio Nelson Mandela Bay.

A cidade de Port Elizabeth é conhecida como "a cidade do vento", que se faz habitualmente sentir com grande intensidade e mantém a dúvida quanto às condições atmosféricas para mais logo, num palco que, todavia, foi desenhado para evitar que se sintam as fortes rajadas.

A poucas horas do jogo sente-se também muito frio, mas tal situação não afasta os adeptos das ruas, onde para já os marfinenses ainda estão incógnitos.

Portugal estreia-se frente à Costa do Marfim, no primeiro jogo do Grupo G do Mundial2010, que será dirigido pelo uruguaio Jorge Larrionda.

O Brasil e Coreia do Norte, seleções do mesmo grupo, defrontam-se às 20:30 (19:30 de Lisboa) em Joanesburgo.

--------------------------------------------------------------------

10h37 - Coreia do Norte afinal transmite jogos em direto

A Coreia do Norte concluiu um acordo de última hora com a FIFA para transmitir em direto os jogos do Mundial2010 de futebol, o primeiro em que participa nos últimos 44 anos, foi hoje anunciado.

A União de televisões da Ásia/Pacífico desmentiu hoje que a Coreia do Norte esteja a fazer qualquer tipo de pirataria na transmissão dos jogos do Grupo G, que integra juntamente com o Brasil, Costa do Marfim e Portugal.

Durante o mundial de 2006, na Alemanha, a cadeia de televisão sul coreana SBS forneceu gratuitamente as imagens à sua vizinha do Norte KBS.

Este ano, as negociações para um acordo semelhante fracassaram devido ao clima de tensão entre as duas Coreias, após um ataque a um navio de guerra sul coreano em março, próximo da fronteira entre os dois países.

A KBS transmitiu sexta feira o jogo de abertura do Mundial de futebol, entre a África do Sul e o México, e vai difundir hoje o jogo frente ao Brasil, em Joanesburgo, o primeiro encontro de uma fase final de um Mundial que a Coreia do Norte joga desde 1966.

"Assinamos um contrato com a FIFA a 11 de junho, mesmo antes do jogo de abertura, para difundir os jogos em direto para a Coreia do Norte", explicou um porta-voz da União das televisões da Ásia/Pacífico, com sede em Kuala Lumpur e a que a KBS está associada.

A Coreia do Norte joga com Portugal no dia 21, na Cidade do Cabo, no segundo encontro de ambas seleções no Mundial2010.

--------------------------------------------------------------

08h59 Kaká não sabe se aguenta 90 minutos

Kaká garantiu que está recuperado da pubalgia, mas não sabe se aguentará jogar 90 minutos na estreia do Brasil frente à Coreia do Norte, em Joanesburgo, em jogo do Grupo G do Mundial de futebol.

"Espero jogar 90 minutos", afirmou o colega de Cristiano Ronaldo no Real Madrid, acrescentando: Agora chegou a hora de jogar. Fiz tudo o que podia ter feito para recuperar".

Kaká foi acometido de fortes dores na zona púbica durante grande parte da temporada e, na fase de arranque dos trabalhos do Brasil, voltou a ser afetado por um edema no músculo da perna esquerda.

Instado a comentar os riscos que os pentacampeões mundiais correm no jogo de estreia, Kaká sublinhou que eles serão mínimos se "o Brasil for o Brasil".

O guarda-redes Júlio César também sublinhou estar completamente recuperado da lesão na região lombar, sofrida no particular com o Zimbabué, no dia 02 de junho.

"Não foi nada de grave. Estou a 100 por cento", afirmou Julio César, colocando ponto final nas especulações de alguma imprensa brasileira, que chegou a sugerir um alegado problema na coluna do guarda-redes do Inter de Milão.

"Chegaram a dizer no Rio de Janeiro que tinha uma hérnia discal e que seria operado. Podiam ter-me prejudicado com essas afirmações", referiu, admitindo que há três anos foi operado, mas a uma hérnia inguinal.

O Brasil integra o Grupo G do Mundial2010, estreando-se frente aos norte-coreanos, no dia em que Portugal dá o pontapé de saída frente à Costa do Marfim.

----------------------------------------------------------------------

8h55 "Navegadores" continuam favoritos nas apostas de Macau

Os "navegadores" portugueses entram hoje em campo no Mundial 2010 da África do Sul num jogo em que, pelo menos nas apostas da Macau-Slot, partem como favoritos e que vai mobilizar a comunidade em vários recintos de Macau.

Da Casa de Portugal que, como de costume, abre as suas portas para acompanhar a campanha da seleção das quinas, aos bares da zona ribeirinha, a vários restaurantes ou a clubes privados, várias são as possibilidades em Macau para ver Portugal defrontar a Costa do Marfim no primeiro jogo da fase de grupos do Mundial.

Em Macau e devido à diferença horária, o jogo entre Portugal e a Costa do Marfim tem início às 22h, mas o feriado de quarta feira permite aos apaixonados do futebol assistir até à partida do Brasil com a Coreia do Norte, que está marcada para as 2h30 da madrugada de quarta feira.

Portugal favorito frente à Costa do Marfim

A seleção portuguesa de futebol é favorita no jogo frente à Costa do Marfim nas apostas de futebol da Macau-Slot e a poucas horas do jogo mantém um golo de desvantagem face ao adversário. Quem apostar em Portugal só terá direito a prémio caso os "navegadores" vençam a partida com pelo menos dois golos de vantagem, caso contrário recebem apenas o valor da aposta no caso da vitória com uma diferença de um golo.

Noutra fórmula de apostas, a dos golos marcados no jogo, quem acreditar, e acertar, que serão marcados menos de dois golos na partida é agora pago a 1,8 patacas por cada aposta (18 cêntimos de euro por cada dez cêntimos apostados) contra, agora, as duas patacas (20 cêntimos de euro) para quem apostar que haverá mais de três golos.

Com várias fórmulas de apostas, a crença na vitória da Costa do Marfim é cada vez menor e está a valer agora 3,38 patacas contra a 3,16 patacas na segunda feira (33,8 cêntimos de euros contra 31,6 cêntimos de euro na segunda feira), o empate vale agora a três patacas (30 cêntimos de euro) e a vitória portuguesa mantém-se a 2,1 patacas (21 cêntimos de euro).

Já para o jogo entre Brasil e Coreia do Norte, quem apostar, e acertar, em menos de três golos no desafio tem agora um prémio de 1,88 patacas (18,8 cêntimos de euro) por cada pataca apostada, enquanto que mais de três golos continua a pagar um prémio de 1,92 patacas (19,2 cêntimos de euro).

A aposta na vitória do Brasil é paga com 1,03 patacas (10,3 cêntimos de euro), o empate é pago a dez patacas (1 euro) e a vitória da Coreia do Norte a 29 patacas (2,9 euros).

------------------------------------------------------------------------

6h33 Portugal estreia-se com "final" frente à Costa do Marfim

Portugal estreia-se hoje na fase final do Mundial 2010 de futebol, frente à Costa do Marfim, num encontro que poderá ser decisivo nas contas do Grupo G, no qual o Brasil aparece como principal candidato.

No Estádio Nelson Mandela Bay, em Port Elizabeth (15h, RTP1), a seleção portuguesa vai tentar somar a sexta vitória consecutiva em jogos oficiais - série também sem sofrer golos. Depois de três encontros particulares - Cabo Verde (0-0), Camarões (3-1) e Moçambique (3-0) -, Portugal inicia finalmente a competição, com algumas dúvidas no "onze", em especial na ala esquerda, com Fábio Coentrão e Duda a "lutarem" por um lugar.

Tendo em conta as indicações dadas nos particulares, Portugal deverá atuar com Eduardo, Paulo Ferreira, Bruno Alves, Ricardo Carvalho, Fábio Coentrão (Duda), Pedro Mendes, Raul Meireles, Deco, Simão, Cristiano Ronaldo e Liedson.

Em nove jogos inaugurais em competições internacionais, Portugal apenas uma vez não marcou golos, no Europeu de 1984, frente à antiga República Federal Alemã (RFA), no primeiro jogo do Euro 84.

Drogba dependente do árbitro

Na Costa do Marfim, a grande dúvida continua a ser Didier Drogba, cuja utilização será decidida antes do encontro e poderá estar dependente da aprovação pelo árbitro uruguaio Jorge Larrionda da tala de proteção do braço direito.

Jorge Larrionda já por quatro vezes ajuizou desafios com lusos: em 2004, o FC Porto venceu o Once Caldas na Taça Intercontinental, no Japão, mas, no Mundial de 2006, Portugal perdeu com a França na meia final (1-0), depois de ter vencido Angola pelo mesmo resultado, também com este árbitro.

O uruguaio dirigiu ainda o último particular Brasil-Portugal, em que os lusos, que reencontram os "canarinhos" no Mundial, foram goleados por 6-2.

---------------------------------------------------------------

6h30 Brasil tenta conquistar 6.º título mundial

O Brasil, único totalista de fases finais e recordista de títulos (cinco), estreia-se hoje no Mundial de futebol diante da Coreia do Norte, já depois de Portugal se ter batido com a Costa do Marfim.

Pelas 19h30, o "escrete" vai defrontar o pior classificado no ranking internacional (105.º) entre os 32 conjuntos presentes na prova que decorre na África do Sul, em encontro do grupo G, do qual faz também parte Portugal, a ser disputado no Ellis Park de Joanesburgo.

Sob a pressão de justificar a liderança da lista da FIFA e num ambiente crispado entre o selecionador Dunga e a comunicação social, subsistem dúvidas sobre a recuperação física do guarda-redes Júlio César, do médio Kaká e do avançado Luís Fabiano, numa equipa que tem os benfiquistas Luisão e Ramires.

Só dois coreanos jogam no estrangeiro

Desde o início com pouca abertura aos olhares alheios, a comitiva da Coreia do Norte só dispõe de dois jogadores que atuam fora do país: o médio criativo Hong Yong-Jo, dos russos Rostov, e o ponta de lança Jong Tae-Se, dos japoneses Kawasaki Frontale e apelidado de "Wayne Rooney da Ásia".

Antes, pelas 15h, Portugal estreia-se em Port Elizabeth diante da Costa do Marfim, que está pela segunda vez seguida numa fase final e é orientada pelo sueco e antigo treinador do Benfica, Eriksson, o qual não esclareceu se vai recorrer ao avançado do Chelsea, Didier Drogba, lesionado num braço.

Antes de os "navegadores" defrontarem os "elefantes", a Nova Zelândia regressa ao maior torneio do Mundo, após ter estado no Espanha 1982, para defrontar a estreante Eslováquia, pelas 12h30, no Estádio Royal Bafokeng, em Rustenburgo, no Grupo F.

*** Estes textos foram escritos ao abrigo do novo Acordo Ortográfico ***