Siga-nos

Perfil

Expresso

Mundial - 2010

Mundial-2010: Actualização permanente (13 de Junho)

Lukas Podolski (melhor jogador jovem do Mundial da Alemanha, em 2006) abriu o activo aos oito minutos

Paul Hanna/Reuters

Actualização permanente: Principais notícias Lusa de hoje sobre o Mundial. Clique para aceder ao índice do Dossiê Mundial-2010.

21h19 13/06/2010 - Alemanha "esmaga" Austrália

A Alemanha, tricampeã do Mundo de futebol, iniciou hoje da melhor forma o Mundial2010, na da África do Sul, e goleou sem contemplações a Austrália por 4-0, em Durban, ascendendo ao primeiro lugar do Grupo D. 

 

Ainda que em igualdade pontual com o Gana (venceu a Sérvia por 1-0), mas com melhor diferença de golos, a seleção de Joachim Low -- que fez a primeira goleada do torneio - nem precisou de acelerar muito para bater os "socceroos" e, aos oito minutos, Lucas Podolski, melhor jovem do Mundial da Alemanha, em 2006, festejava já o primeiro tento. 

 

Claramente superiores, mais experientes -- apesar de serem a terceira seleção mais jovem da prova -- e melhor preparados, os alemães foram criando oportunidades em catadupa e apenas não aumentaram de imediato o resultado porque o guarda-redes Mark Schwarzer, dos ingleses do Fulham, ia segurando a curta margem. 

 

Aos 26 minutos, contudo, Miroslav Klose deu de cabeça a melhor resposta a um cruzamento de Philipp Lahm, da direita, e fez o seu 11. golo em Mundiais, estando apenas a quatro da melhor marca de sempre, ainda na posse do brasileiro Ronaldo. 

 

Este é, aliás, um dos objetivos anunciados por Klose: tornar-se o melhor marcador de sempre de fases finais ou, pelo menos, igualar o "bombardeiro" e seu compatriota Gerd Muller, que soma 14. 

 

Na segunda parte, e já com a Austrália a jogar com menos um (Tim Cahill foi expulso aos 56 minutos, naquele que foi o primeiro cartão vermelho direto), Thomas Muller (68 minutos) e Cacau (70), acabado de entrar, dilataram o marcador de forma justa. 

 

A Alemanha, que foi finalista derrotada em 2002 e terceira classificada em 2006 -- derrotando Portugal na "final de consolação" -, volta a jogar na sexta feira com a Sérvia, enquanto a Austrália defronta o Gana no sábado.







-----------------------------------

20h06 13/06/2010 - Pauleta recorda que não é preciso vencer primeiro jogo

O antigo futebolista internacional português Pauleta mostrou-se hoje convencido de que Portugal fará um bom Mundial e recordou que a seleção não tem necessariamente de vencer o primeiro jogo para passar à fase seguinte.



O melhor marcador de sempre na história da seleção portuguesa participou hoje em Joanesburgo num jogo de cinco contra cinco com Luís Figo e 10 vencedores de um concurso de uma marca portuguesa de cerveja, que se encontram na África do Sul para assistir aos jogos da seleção das "quinas".

Após o jogo, Pauleta referiu-se à visita que efetuou, com Figo, ao "quartel-general" dos selecionados de Carlos Queiroz, no sábado em Magaliesburgo, a Noroeste de Joanesburgo, salientando que o sentimento mais visível é a ansiedade.



"Os jogadores sentem a ansiedade normal que antecede o início da prova, estão ansiosos de que chegue esse jogo contra a Costa do Marfim, sentem esse nervosismo natural que é sinal de que toda a gente está motivada", disse Pauleta.



Sobre a importância de vencer o primeiro encontro, que é salientada por todos, a começar pelo selecionador, Pauleta concorda, mas desdramatiza a questão.



"Portugal tem de disputar três jogos. Normalmente quando se ganham dois jogos está-se naturalmente apurado, portanto teremos de ganhar dois jogos com a confiança que a seleção adquirir. Toda a gente sabe que o primeiro jogo é sempre importante, mas não é decisivo, tal como se provou em 2004 1/8no Euro 3/8, em que perdemos o primeiro jogo e passámos à fase seguinte", afirmou.



Para o ex-goleador internacional, os jogos que já se disputaram no Mundial 2010 "são importantes para que o público português veja que não é fácil ganhar jogos e muito menos no Mundial".



"Portugal irá ter as mesmas dificuldades que os outros. Os outros também vão sentir muitas dificuldades em jogar contra Portugal e tenho confiança de que vamos fazer um grande Mundial", concluiu Pauleta, que apontou o medo das equipas de perderem o primeiro jogo como razão de tantos empates nos jogos dos primeiros dois dias de prova.

 

 

-----------------------------------

19h36 13/06/2010 - Nani já chegou a Lisboa e diz estar "muito triste"



O internacional português Nani, do Manchester United, chegou hoje a Lisboa e afirmou estar "muito triste" pelo facto de ter abandonado o Mundial de futebol que decorre na África do Sul, devido a lesão.



"Estou muito triste. Acreditei que este podia ser o meu Mundial, que ia correr tudo bem, estava em excelente forma, a jogar bem, mas tive a infelicidade de me lesionar poucos dias antes de começar o campeonato", disse o jogador do Manchester United.



Segundo Nani, "agora é recuperar o mais rapidamente possível".



Nani foi dado como inapto pelo departamento médico da seleção portuguesa já na África do Sul, devido a um traumatismo na clavícula considerado não recuperável para a competição, e para o seu lugar foi chamado o médio do Benfica Ruben Amorim



Em comunicado oficial, a Federação Portuguesa de Futebol explicou: "Na sequência do traumatismo, envolvendo a clavícula esquerda, sofrido pelo jogador Nani e após avaliação diária da evolução da lesão, com a realização de exames complementares, concluímos pela inaptidão competitiva do referido

ogador".



A seleção portuguesa fica assim mais debilitada do ponto de vista atacante, já que Nani estava a fazer uma grande temporada, tendo inclusive marcado um golo no jogo particular frente aos Camarões, no decorrer do estágio de preparação de Portugal realizado na Covilhã.

 

 

-----------------------------------

19h14 13/06/2010 - Costa do Marfim: Toure elogia nova mentalidade incutida por Eriksson



O defesa costa-marfinense Kolo Toure "desfez-se" hoje em elogios ao sueco Sven-Goran Eriksson, considerando que o selecionador da Costa do Marfim incutiu "espírito coletivo" ao primeiro adversário de Portugal no Mundial2010 em futebol.



Antes da chegada de Eriksson os jogadores da Costa do Marfim "eram egoístas e só pensavam em si próprios", uma mentalidade que o internacional africano acredita ter mudado com o antigo selecionador de Inglaterra.



A Costa do Marfim estreia-se na terça feira no Mundial da África do Sul, frente a Portugal, em jogo do Grupo G, agendado para o Estádio Nelson Mandela, em Port Elizabeth.

 

 

-----------------------------------

19h11 13/06/2010 - Selecionador do Gana diz que segredo foi concentração

O selecionador do Gana, Milovan Radejac, enalteceu hoje a vitória (1-0) sobre a Sérvia, em jogo do Grupo D do Mundial de futebol, a qual assentou na "concentração da equipa ao longo dos 90 minutos".



"Estar concentrado do primeiro ao último minuto e ser fiel à tática que escolhemos foi o segredo da vitória", disse Radejac, para quem esta vitória foi obtida frente a uma seleção que possui "grandes individualidades".



O selecionador do Gana considerou ter-se tratado de uma "vitória do ponto de vista pessoal", mas "lamentou a derrota" do seu país (Milovan Radejac é sérvio) e a "tristeza dos jogadores sérvios", que diz "conhecer muito bem".



O autor do único golo, o avançado Asamoah Gyan, disse ter ficado "muito feliz" por saber que "toda a África estava a apoiar" o Gana e "orgulhoso" por ter sido "a primeira seleção africana a ganhar um jogo no Mundial".



Já selecionador sérvio, Radomir Antic, afirmou que perder o primeiro jogo do Mundial de futebol é "um duro golpe", mas acrescentou: "Agora, não temos outro remédio senão reagir".



"Começar com num resultado negativo é mau, mas temos de nos preparar para o próximo jogo, na sexta feira, com o favorito do Grupo D, a Alemanha", referiu Antic, para quem as duas equipas estiveram a "um nível idêntico".



Para o selecionador sérvio, o que fez a diferença foi a expulsão de Lukovic, aos 74 minutos, e, sobretudo, o erro individual de Kuzmanovic, que meteu a mão à bola na área, provocando o penálti que deu a vitória aos ganeses.

 

 

-----------------------------------

18h37 13/06/2010 - Curiosidades e notas do Mundial

Curiosidades sobre o campeonato do Mundo de futebol de 2010, que se realiza na África do Sul, de 11 de junho a 11 de julho:



Seleção francesa descontente com ministra do Desporto



A seleção francesa presente no Mundial da África do Sul está descontente com a ministra do Desporto daquele país, que criticou o hotel luxuoso que alberga a comitiva gaulesa.



Por isso mesmo, a seleção visitou hoje um renovado campo relvado em Knysna, à margem da visita que a ministra efetuou ao mesmo espaço. Quando Rama Yade apareceu, os jogadores abandonaram o local.



Vuvuzelas continuam a dar que falar



O debate sobre a vuvuzela foi hoje reiniciado, após o presidente do Comité Organizador (LOC) do Mundial ter garantido que a retirada do instrumento ainda pode acontecer.



"Se houver muitas reclamações, podemos agir. A reflexão é permanente", disse Danny Jordan, à BBC.



FIFA atenta a feixes de luz



A FIFA foi chamada a intervir no sábado, por causa de um feixe de luz utilizado por um espetador para "alvejar" jogadores da Argentina e Nigéria.



De acordo com a FIFA, a luz verde visava vários atletas e sobretudo o selecionador argentino, Diego Armando Maradona.



Ledley King falha jogo de Inglaterra com Argélia



O defesa Ledley King vai falhar o segundo jogo de Inglaterra do Mundial, sexta feira com a Argélia, depois de se ter lesionado no empate 1-1 com os EUA, sábado.



O selecionador inglês, o italiano Fábio Cappelo, reconheceu ter retirado

King ao intervalo do jogo com os EUA, porque o defesa "apresentava dores".



86 milhões de chineses assistem a jogo de abertura



A imprensa chinesa revela hoje que 86 milhões de chineses assistiram ao jogo de abertura do Mundial entre África do Sul e México, na sexta feira, e 34 milhões à cerimónia de abertura.



O número é considerável, ainda para mais quando a China não participa na prova e o encontro teve início às 22h00 locais.



França abre o treino de segunda feira



O presidente da Federação Francesa de Futebol disse hoje que na segunda feira o treino da sua seleção, presente no Mundial, será aberto ao público, de forma inédita.



"Compreendemos que um treino aberto tenha alguns riscos, mas vamos colaborar com a festa", disse Jean-Pierre Escalettes.









-----------------------------------

18h20 13/06/2010 - O "dois em um" da Eslovénia e o primeiro bis de um ganês



A Eslovénia fez hoje um "dois em um" na jornada inaugural do Grupo C do Mundial2010 em futebol, juntando a primeira vitória numa fase final do torneio (1-0 à Argélia) ao comando isolado no agrupamento.



Um golo do capitão Robert Koren, a 11 minutos do fim, chegou para a Eslovénia fazer história e ganhar o primeiro jogo num Mundial, feito que também "inflacionou" com o empate da véspera entre Inglaterra e Estados Unidos (1-1), os outros dois adversários do Grupo C.



Um dia depois de o guarda-redes inglês Robert Green ter "oferecido" o golo do empate aos norte-americanos com uma intervenção infeliz, hoje foi a vez de Faouzi Chaouchi fazer o mesmo na baliza argelina, oferecendo de bandeja os três pontos aos eslovenos.



No outro jogo já disputado na jornada de domingo, também bastou um golo ao Gana, marcado a seis minutos do fim por Asamoah Gyan, na conversão de uma grande penalidade, para assegurar o triunfo sobre a Sérvia.



Quando tudo apontava para um "nulo", uma mão escusada de Milos Krasick na área sérvia abriu as portas para a vitória dos ganeses e o feito particular de Gyan, que se tornou o primeiro jogador do Gana a marcar em duas edições de Mundiais (em 2006 foi o autor do primeiro golo ganês à República Checa).



A jornada inaugural do Grupo D encerra mais tarde com o jogo entre a Alemanha e a Austrália, marcado para as 19h30, em Durban.









-----------------------------------

17h11 13/06/2010 - Gana vence Sérvia por 1-0

A seleção do Gana venceu hoje a sua congénere da Sérvia por 1-0, com um golo de Asamoah Gyan, aos 85 minutos, de grande penalidade, no jogo de abertura do Grupo D do Mundial de futebol.



Uma mão na bola dentro da área perfeitamente escusada do médio Milos Krasick, jogador do CSKA de Moscovo, ditou a derrota da Sérvia na sua estreia no campeonato.



O penálti foi convertido por Asamoah Gyan, que se tornou o primeiro jogador do Gana a marcar em duas edições de Mundiais - em 2006 foi o autor do primeiro golo ganês à República Checa, no segundo jogo do Grupo E.



Com esta vitória, o Gana sobe provisoriamente ao primeiro lugar do Grupo D, com três pontos, aguardando pelo desfecho do jogo entre a Alemanha e a Austrália, hoje em Durban, pelas 19h30.



A segunda jornada do grupo D disputa-se em 18 e 19 de junho, com os jogos Alemanha-Sérvia, no estádio Nelson Mandela Bay, em Port Elizabeth, e Gana-Austrália, no estádio Royal Bafokeng, em Rustenburg, respetivamente.

 

 

-----------------------------------

16h26 13/06/2010 - Ronaldo está adaptado à Jabulani, mas não às vuvuzelas



Cristiano Ronaldo diz que já está adaptado à bola oficial do Mundial2010, a "Jabulani", mas admite que o mesmo jamais vai acontecer com a vuvuzela.



"O pessoal só diz mal das vuvuzelas (corneta típica no futebol sul-africano), mas temos de respeitar. Quase ninguém gosta, mas faz parte das pessoas que gostam de assoprar e fazer barulho", criticou.



E justificou de imediato: "É difícil para quem está em campo poder concentrar-se. Muitos jogadores não gostam. Mas faz parte, temos de nos acostumar a isso".



"A nível da bola, temos de nos adaptar. Apesar de ser boa, má ou não valer nada. Estou mais adaptado do que há duas semanas. Acho que não vai ser problema. Temos treinado bastante bem com trabalho para nos adaptarmos à bola e por isso tenho a convicção de que as coisas vão sair bem, os dribles, livres e cantos", vincou.



Cristiano Ronaldo admite que "é uma bola difícil", mas garante que este "não vai ser o principal problema".



"A equipa está bem, confiante, motivada. Estou a gostar de fazer parte deste grupo", concluiu.

 

 

-----------------------------------

16h20 13/06/2010 - Camarões vão tentar rugir frente ao Japão com Benquerença no apito



Os "Leões Indomáveis" dos Camarões, com a estrela do Inter de Milão Samuel Eto'o, lançam o primeiro "rugido" no Mundial da África do Sul na segunda feira frente ao Japão, num jogo arbitrado pelo português Olegário Benquerença.



A equipa dirigida pelo francês Paul Le Guen manifesta uma excessiva dependência de Samuel Eto'o, que não atravessa um bom momento, pelo que tudo poderá acontecer à seleção que causou sensação no Mundial Itália1990 ao chegar aos quartos de final.



Os Camarões continuam, porém, à procura de confiança, depois de duas derrotas em jogos particulares, por 3-1 com Portugal e 4-3 com a Sérvia, resultados só compensados com o empate 1-1 com a Eslováquia.



Durante a preparação para o Mundial, Eto'o não reagiu bem às críticas do lendário Roger Milla - que acusou o melhor marcador dos Camarões, com 42 golos, de "não jogar pela seleção como faz nos clubes que representa" - e ameaçou abandonar o estágio.



Mas Paul Le Guen conta com o jogador: "Ele é o meu capitão, um grande jogador, um dos melhores do Mundo e ele quer fazer o melhor", disse, acrescentando que Eto'o está apto e pronto para lutar pelos Camarões no Mundial.



A estatística favorece os "Leões Indomáveis", pois nunca perderam o primeiro jogo nos cinco Mundiais em que participaram: empataram quatro e em Itália-1990 obtiveram uma prestigiante vitória sobre a então campeã em título Argentina, por 1-0.



O Japão, no seu quarto Mundial consecutivo, parece estar em pior forma que nas edições anteriores. Perdeu os quatro jogos de preparação que disputou com as seleções que também participam no evento: Sérvia, Coreia do Sul, Inglaterra e Costa do Marfim.



Experiência, capacidade de luta, futebol de contacto e entusiasmo incansável são as armas dos "samurais", mas goras os japoneses têm também inspiração no exemplo dos sul-coreanos, que no sábado venceram a Grécia, por 2-0.



"Eu disse aos meus jogadores que devem fazer como a Coreia. Chegou a nossa vez", afirmou o selecionador do Japão, Takeshi Okada.

 

 

-----------------------------------

16h13 13/06/2010 - Uma Itália experiente contra "melhor Paraguai de sempre"



Itália inicia na segunda feira, na Cidade do Cabo, a campanha de defesa do título mundial de futebol, frente a um Paraguai empenhado em realizar o melhor torneio de sempre, na jornada de abertura do Grupo F.



Do lado dos campeões do Mundo continua a pairar algum ceticismo relativamente às opções do selecionador Marcelo Lippi, bastante criticado por ter optado por um conjunto de veteranos, para se rodear de jogadores "fiéis"



"Temos jogadores com alguma idade, mas isso também representa carisma, personalidade e experiência em grandes momentos", defende Lippi.



Os mais otimistas falam também de uma equipa experiente, mas os pessimistas deixam grandes dúvidas sobre a resistência de uma seleção ainda com problemas físicos, como os casos de Andrea Pirlo, Riccardo Montolivo e Mauro Camoranesi.



No Paraguai respira-se confiança, traduzida pelas palavras de uma das figuras dos sul-americanos, Roque Santa Cruz, para quem a seleção do seu país "é a mais completa de sempre, sobretudo no plano ofensivo".



Mas é ainda no ataque que persiste a maior dúvida para o selecionador do Paraguai, o argentino Gerardo Martino. O benfiquista Óscar Cardozo, melhor marcador da Liga portuguesa (26 golos), esteve muito perto de ser dispensado devido a uma lesão no tornozelo esquerdo, mas parece agora quase recuperado e no sábado já treinou sem grandes limitações.



Face às dúvidas sobre Cardozo, Gerardo Martino, que quer acabar com o "espectro" paraguaio de futebol defensivo, deverá também abdicar de Santa Cruz e apostar numa dupla que se conhece muito bem, pois são colegas de equipa nos alemães do Borussia de Dortmund: Lucas Barrios e Nelson Haedo Valdés.

 

 

-----------------------------------

16h08 13/06/2010 - Holanda e Dinamarca no primeiro duelo entre europeus



Holanda e Dinamarca disputam na segunda feira o primeiro jogo entre seleções europeias de futebol do Mundial da África do Sul, com o equilíbrio a surgir como nota dominante no discurso dos protagonistas.



Bert van Marwijk, o selecionador holandês, reconheceu em conferência de imprensa que os resultados dos jogos de preparação (vitórias sobre o México, Gana e Hungria por 2-1, 4-1 e 6-1) oferecem uma "motivação importante", mas isso, só por si, "nada resolve".



"Temos de ter respeito pelos adversários. Esses resultados não oferecem qualquer garantia de bons jogos e vitórias no Campeonato do Mundo", afirmou Van Marwijk.



O avançado Robin van Persie, do Arsenal, mostrou-se mais confiante, mas também alertou para a qualidade dos dinamarqueses.



"Com esta equipa, podemos ir longe, mas importante é pensar em cada jogo com concentração", sintetizou.



Do lado da Dinamarca, o experiente Jesper Gronkjaer elogiou a seleção holandesa, mas também considerou o seu grupo de jogadores "difícil e preparado para o Mundial".



"A Holanda tem excelentes jogadores, muitos deles jovens e que atuam nos melhores campeonatos da Europa. Mas nós queremos surpreender e, se possível alcançar alguma coisa positiva do jogo", explicou.

 

 

-----------------------------------

16h05 13/06/2010 - Portugal preparado para afastar Espanha nos 'oitavos'



Portugal quer qualificar-se para os oitavos de final do Mundial2010 de futebol no comando do Grupo G, mas se tal for impossível Cristiano Ronaldo defende que os "navegadores" estão preparados para eliminar a Espanha.



"O mais importante é passar a primeira fase e se em primeiro lugar ainda melhor". Se não, e se jogarmos contra a Espanha, não há que ter medo. Esta seleção está preparada para tudo. A Espanha é candidata a ganhar o Mundial, mas não temos medo de nada. Vamos jogar e ganhar, ou tentar ganhar", vincou.



A fé inabalável no apuramento para os oitavos de final também ajuda a explicar a desvalorização da novela em torno da utilização de Didier Drogba, terça feira na estreia no Mundial2010.



"Todos conhecemos o Drogba, um grande jogador. Mas não estamos preocupados com isso. Eles não vão jogar com 10, mas com 11. Temos de nos concentrar na nossa equipa, estratégia e ambição, pois só assim conseguiremos ganhar", assegurou.



O ponta de lança marfinense - a maior estrela africana da atualidade - recupera de lesão e continua em dúvida para o encontro do Grupo G em Port Elisabeth.



"Trata-se de um adversário extremamente difícil, mas estamos preocupados apenas connosco e não com os outros. Esta é uma polémica 1/8utilização de Drogba 3/8 que já tem algum tempo. Não estamos preocupados", concluiu.

 

 

-----------------------------------

15h38 13/06/2010 - Avião com jornalistas aterra de emergência perto de Joanesburgo

O avião de um grupo de jornalistas que iam cobrir o Mundial2010 de futebol, na África do Sul, aterrou hoje de urgência perto de Joanesburgo, anunciou o aeroporto, adiantando que não há feridos a registar.



O aparelho, que partiu de Joanesburgo às 10:00 locais (09:00 em Lisboa), com 16 pessoas a bordo, dos quais 14 eram jornalistas da estação qatari Al Jazira, deveria aterrar em Polokwane (Norte) para o jogo entre a Argélia e a Eslovénia.



O avião fez meia volta depois da sua descolagem e caiu, sem rodas.



"Depois da descolagem, a tripulação percebeu que havia uma falha numa das rodas", afirmou Mike Christoph, um dos responsáveis do pequeno aeroporto internacional de Lanseria, no Noroeste de Joanesburgo.



"Eles estiveram quase uma hora no ar, girando em volta do aeroporto para tentar resolver o problema. Desencadearam os processos normais mas não conseguiram (resolvê-lo). Então, decidiram aterrar sem rodas", acrescentou.



Ninguém ficou ferido na aterragem atribulada, tendo os passageiros saído do avião pelas portas de emergência.



O aeroporto de Lanseria foi fechado durante algumas horas para retirar o avião da pista. O tráfego aéreo deverá ser restabelecido no fim do dia.

 

 

-----------------------------------

15h35 13/06/2010 - Cristiano Ronaldo: "Os grandes jogadores fazem sempre falta"



Cristiano Ronaldo lamentou hoje as ausências de Nani e Bosingwa no Mundial2010, mas defende que a seleção portuguesa de futebol tem qualidade para atingir altos voos.



"Diz-se que só faz falta quem cá está, mas eu não concordo. Os grandes jogadores, os melhores, fazem sempre falta às seleções. Nani e Bosingwa fazem falta, como outros também", vincou.



Apesar do desalento por estas baixas, o "capitão" luso garante que o grupo tem "soluções" para as colmatar: "O treinador é muito experiente e sabe os melhores jogadores que tem neste momento para tomar a decisão certa".



"Quanto a mim, tanto jogo à esquerda, direita como ao centro. Estou à disposição para o que o 'mister' decidir", disse.



No Mundial2006 Cristiano Ronaldo foi alvo de duras marcações por parte dos adversários, mas isso é algo que não o preocupa: "Ninguém dá facilidades a ninguém. Já estou habituado a isso".



"Sei que há bons árbitros no Campeonato do Mundo e estão certamente atentos a esse tipo situações. O objetivo é jogar bem, em equipa, e tentar ir o mais longe possível", acrescentou.



Os "Navegadores" têm revelado metas ambiciosas neste Mundial -- meias finais, final e título são objetivos traçados anteriormente por diversos futebolistas --. mas Ronaldo descarta qualquer pressão.



"Temos que pensar no primeiro jogo com a Costa do Marfim. Vai ser extremamente difícil, mas se ganharmos desafios passamos à fase de grupos. Depois, no 'mata-mata', como dizia Scolari, tudo pode acontecer e os detalhes contam bastante", rematou.

 

 

-----------------------------------

15h03 13/06/2010 - Eusébio espera que seleção portuguesa entre com pé direito



Eusébio, antiga glória do futebol português, espera que na terça feira a seleção nacional entre com o pé direito no Mundial2010, na África do Sul, e faça um bom jogo frente à Costa do Marfim.



"Espero que a equipa consiga uma excelente participação, sabendo que, para que isso seja uma realidade, é preciso uma boa prestação no primeiro jogo. Se conseguirmos uma vitória abrem-se as portas dos oitavos de final e, nos jogos a eliminar, tudo é possível para Portugal", afirmou Eusébio em declarações ao site da FIFA.



O Pantera Negra lembrou o percurso da seleção das "quinas" no Euro2004, organizado por Portugal, quando foi finalista vencida, e no último Mundial da Alemanha, em 2006, quando terminou no quarto lugar.



Eusébio defendeu o trabalho de Carlos Queiroz, que conhece há muitos anos, destacando o percurso do treinador desde os títulos de campeão mundial

em 1989 e 1991 com a seleções portuguesas de sub-19 e sub-20, que, na sua opinião, foram uma "rampa de lançamento" para as grandes seleções seniores posteriores.



"Infelizmente a geração de ouro não conseguiu ganhar a final do Euro2004, quando Luiz Felipe Scolari era selecionador, mas Carlos Queiroz é um treinador que sabe perfeitamente o seu papel. Sobretudo é uma pessoa que admiro muito". Afirmou.



Eusébio, que é natural de Moçambique, reconheceu que é improvável que o título mundial fique no Continente que organiza a prova, considerando a Espanha como o grande favorito à conquista do cetro.



"Julgo que será muito complicado a uma seleção africana chegar ao título mundial. Existem grandes seleções em busca do título e julgo que a Espanha é a grande favorita, seguida do Brasil, da Holanda, Argentina e Inglaterra", avançou.



No entanto, Eusébio reconheceu o valor da seleção da Nigéria, considerando que tem "uma excelente equipa", mas que "durante muito tempo cada jogador jogava apenas para si e se não fosse isso até poderia ter sido campeã do Mundo em 1994".

 

 

-----------------------------------

14h49 13/06/2010 - Cristiano Ronando quer "explodir" e "golos como o ketchup"

Cristiano Ronaldo revelou hoje o desejo de "explodir" no Mundial2010 de futebol e ainda maior confiança na recuperação da veia goleadora ao serviço da seleção.



"Os golos são como o ketchup, quando aparecem vêm todos de uma vez. Não estou nada preocupado. Trabalho da mesma forma desde sempre. Deus sabe quem trabalha e quem merece. Estou perfeitamente tranquilo", vincou.



Ronaldo apenas marcou por uma vez na era Carlos Queiroz e de grande penalidade, num desafio particular contra a Finlândia no Algarve, faz terça feira... 16 meses.



O "capitão" de Portugal desvalorizou a seca de golos, garantiu que está num "grande momento" e manifestou o desejo de que "isso se reflicta em campo": Quero explodir neste Mundial e acredito que vou conseguir".



"Quero fazer um bom Mundial e, quem sabe, ser o melhor. Vou lutar para isso. A minha ambição é sempre ser o melhor. Não gosto de explodir só uma vez. Explodir é jogar bem, fazer um bom Mundial. Ajudar a equipa a alcançar o objetivo", frisou.



Cristiano Ronaldo garante que está com o "feeling" (sensação) positivo de que, em equipa, Portugal vai triunfar: "Que eu possa ajudar a seleção e esta me possa ajudar, pois só juntos podemos ganhar alguma coisa".



O avançado do Real Madrid revelou ainda que se sente "muito bem", mas prefere "não colocar fasquias" em termos de metas pessoais e coletivas. De qualquer forma, garante que vai até onde lhe permitirem.

 

 

 

-----------------------------------

14h43 13/06/2010 - Eslovénia vence Argélia por 1-0

A Eslovénia alcançou hoje a sua primeira vitória em jogos do Campeonato do Mundo de futebol, ao derrotar a Argélia por 1-0, e assumiu o comando do Grupo C do Mundial2010, após a primeira jornada.

Depois de ter causado surpresa com a eliminação da Rússia no "play-off" europeu de qualificação, a Eslovénia entrou com o pé direito no Mundial e venceu o encontro do estádio Peter Mokaba, em Polokwane, graças a um golo do capitão Robert Koren, aos 79 minutos.



A Eslovénia passou, assim, a liderar o Grupo C, com três pontos, mais dois do que a dupla formada por Estados Unidos e Inglaterra, que no sábado empataram 1-1. A Argélia segue em último sem pontos.



A segunda jornada do Grupo C disputa-se em 18 de junho, com os jogos Eslovénia - Estados Unidos, no estádio Ellis Park em Joanesburgo, e Inglaterra - Argélia, no Green Point da Cidade do Cabo.









-----------------------------------

13h45 13/06/2010 - Bangladesh: Adeptos em fúria após falha elétrica cortar transmissão do Argentina-Nigéria

Centenas de adeptos de futebol em fúria destruíram vários automóveis na capital do Bangladesh, após falhas no fornecimento de energia elétrica terem interrompido a transmissão televisiva em direto de jogos do Mundial2010, revelou hoje a polícia.



Segundo o porta-voz policial Mohammad Moniruzzaman, a violência ocorreu no sábado à noite, quanto os "blackouts" afetaram o bairro de Saidabab, no Sul de Daca, pouco antes de começar o jogo entre a Argentina e a Nigéria.



Moniruzzaman adiantou que quase 200 jovens, muitos dos quais armados com bastões de aço, bloquearam estradas durante várias horas, mas os incidentes não provocaram feridos.



Os cortes no fornecimento da energia elétrica são frequentes no Bangladesh, mas as autoridades já afirmaram que estão a tentar reduzir o número de "blackouts", principalmente durante o Mundial2010.



Apesar de o Bangladesh nunca se ter qualificado para uma importante competição internacional da modalidade, o futebol é o desporto mais popular no país depois do críquete.











-----------------------------------

12h49 13/06/2010 - Uruguaio Lodeiro suspenso por um jogo

O uruguaio Nicolás Lodeiro foi suspenso por um jogo, após na sexta feira ter sido expulso com duplo cartão amarelo frente à França, e não pode defrontar a África do Sul na segunda jornada do Grupo A do Mundial2010.



Com o anúncio hoje feito pela FIFA, o médio uruguaio está fora do encontro de 16 de junho com os anfitriões do Mundial, a disputar no estádio Loftus Versfeld, em Pretória.



Até hoje de manhã, com cinco jogos disputados, Lodeiro era o único jogador expulso no Mundial2010. O médio só esteve cerca de 15 minutos em campo no jogo com a França (0-0), vendo o árbitro japonês Yuichi Nishimura mostrar-lhe o cartão amarelo pela segunda vez, e consequente vermelho, aos 81 minutos.









-----------------------------------

13h06 13/06/2010 - FIFA diz que escolha de Vieira para entregar a taça é "totalmente justificada"



A FIFA considerou hoje que a escolha do francês Patrick Vieira para entregar a taça do Campeonato do Mundo no concerto de abertura da prova, na quinta feira em Joanesburgo, foi "totalmente justificada", respondendo assim às críticas italianas.



"Patrick Vieira foi campeão do Mundo 1/81998 3/8. Além disso, nasceu no Senegal e, por isso, tem raízes africanas. Esta escolha foi, portanto, totalmente justificada", disse hoje aos jornalistas o porta-voz da FIFA, Nicolas Maingot, citado pela agência francesa AFP.



No sábado, o presidente da federação italiana (FIGC), Giancarlo Abete, manifestou a sua estupefação por a escolha ter recaído em Patrick Vieira, e não num italiano campeão do Mundo em título. Durante o concerto realizado no Soweto, o médio francês entregou simbolicamente a taça à África do Sul.



"A entrega do troféu do Campeonato do Mundo à África do Sul é um erro da FIFA", insistiu Abete.



Maingot frisou que "os italianos foram convidados, mas não puderam ir" ao concerto, o que considerou "totalmente compreensível em plena preparação", mas o presidente da FIGC garantiu que nenhum jogador italiano campeão do Mundo em 2006 recebeu qualquer convite oficial.



"Houve apenas um pedido informal da presença de Andrea Pirlo 1/8médio e campeão do Mundo 3/8, que atualmente está lesionado", precisou Abete.











-----------------------------------

12h16 13/06/2010 - Kadhafi acusa FIFA de ser uma "máfia mundial"



O presidente da Líbia, Moamar Kadhafi, acusou a Federação Internacional de Futebol (FIFA) de ser uma "máfia mundial" e uma "organização corrompida", defendendo de novo o direito dos "pequenos países" de organizarem o Campeonato do Mundo.



"Declaramos daqui a nossa condenação a esta máfia mundial e desta organização corrompida", disse o coronel Kadhafi no sábado à noite, citado pela agência AFP, num discurso por ocasião do 40. "aniversário da evacuação das tropas americanas da Líbia", em 11 de junho de 1970.



Inicialmente prevista para sexta feira, as comemorações foram adiadas por um dia, para não coincidirem com a abertura do Mundial2010, na África do Sul, país que ganhou uma corrida à organização da prova na qual também participou a Líbia.



"A política corrupta seguida por esta organização corrompida deve ser combatida e nós vamos combatê-la regularmente", declarou o guia da revolução líbia perante milhares de simpatizantes e militares, na base aérea de Mitiga, nos arredores de Tripoli.



Kadhafi acusou ainda a FIFA de "tráfico de seres humanos e de fazer renascer a escravatura", por, segundo afirmou, "comprar jogadores de países pobres para os colocar em campos 1/8centros de formação 3/8 nos países ricos e depois vendê-los".



Segundo o dirigente Líbio, "com os milhares que ganha com o tráfico de seres humanos, a FIFA devia ajudar os países pobres a acolherem o Campeonato do Mundo".









-----------------------------------

08h41 13/06/2010 - Costa do Marfim, a grande esperança de África



A Costa do Marfim carrega, muito provavelmente, as maiores esperanças de África num brilharete de uma equipa do continente no Mundial de futebol de 2010, que se joga na África do Sul.



Os "elefantes" são claramente uma potência que emerge no futebol africano e mundial, apoiada num conjunto de futebolistas que aliam uma considerável técnica individual e grande poder físico a um maior rigor tático adquirido em vários dos mais competitivos campeonatos europeus.



Com efeito, entre os 23 selecionados apenas um -- o guarda-redes Daniel Yeboah, que não jogou na qualificação -- não compete no "velho continente".



Tudo isso ajudou a que a adaptação do selecionador Sven-Goran Erikson fosse mais fácil: substituiu apenas há cerca de dois meses o bósnio Vahid Halilhodzic, mas os seus novos pupilos são-lhe já familiares.



O mais conhecido, Didier Drogba, é precisamente o que maiores dores de cabeça lhe tem dado, pois o ponta de lança do Chelsea recupera de lesão e não sabe ainda se estará apto a defrontar Portugal.



Drogba é o grande futebolista africano da atualidade, sem dúvida a principalreferência do continente e a grande esperança da Costa do Marfim para surpreender: não dribla como outras estrelas do futebol mundial, mas é quase insuperável no jogo aéreo e na capacidade de remate de qualquer ângulo ou posição.



Um ponta de lança possante, eficaz, dos mais difíceis de marcar para qualquer central: os portugueses agradecem se não tiverem de o defrontar.



Depois de ter ganho a Taça das Nações Africanas (CAN) em 1992, a Costa do Marfim procura a consistência internacional que parece ter atingido.



No último Mundial, também teve sorte madrasta num grupo em que perdeu na primeira fase por 2-1 com as poderosas Argentina e Holanda, batendo, já eliminada, a Servia e Montenegro por 3-2.



Na qualificação para a África do Sul, venceu oito dos 12 desafios e empatou os restantes quatro, marcando 29 golos e sofrendo apenas seis: Drogba alinhou em apenas cinco jogos, somente quatro a titular, mas mesmo assim o suficiente para ser o melhor marcador, com seis remates certeiros.



No seu segundo Mundial, defronta pela primeira vez na história a seleção de Portugal.

 

 

-----------------------------------

08h38 13/06/2010 - Portugal com a melhor série de vitórias consecutivas desde 2006



A seleção portuguesa chega ao Mundial2010, na África do Sul, com cinco vitórias consecutivas

em jogos oficiais, nos quais não sofreu qualquer golo, a melhor série desde o Mundial2006, em que somou seis triunfos.



Depois do empate na Dinamarca (1-1), a equipa das "quinas" venceu os últimos cinco encontros de apuramento para o Mundial2010, entre os quais os dois jogos com a Bósnia-Herzegovina, do "play-off".



A série começou com um triunfo sobre a Hungria (1-0), em Budapeste, com um golo de Pepe, seguindo-se novo triunfo sobre os magiares, desta feita por 3-0, no Estádio da Luz, com dois golos de Simão e um de Liedson.



A goleada sobre Malta, por 4-0, colocou Portugal no "play-off", no qual os portistas Bruno Alves, na Luz, e Raul Meireles, em Zenica, deram vitórias a Portugal sobre a Bósnia-Herzegovina, ambas por 1-0.



Igualar a série de 2006 depende do resultado dos comandados de Carlos Queiroz frente à Costa do Marfim, a 15 de junho, em Port Elizabeth, no encontro de estreia no Mundial2010.



Em 2006, sob o comando do brasileiro Luiz Felipe Scolari, Portugal somou seis encontros consecutivos a vencer.



Ainda na fase de qualificação, Portugal derrotou o Liechtenstein, por 2-1, com golos de Pauleta e Nuno Gomes, e a Letónia, por 3-0, com mais dois golos do avançado açoriano e um de Hugo Viana.



A estreia na fase de grupos do Mundial2006, na Alemanha, Pauleta voltou a marcar e deu a vitória a Portugal sobre Angola, por 1-0.



As "vítimas" seguinte foram o Irão, que perdeu com a equipa das "quinas" por 2-0, com tentos de Deco e Cristiano Ronaldo, e o México, que saiu derrotado por 2-1, com golos de Maniche e Simão.



Na "batalha de Nuremberga", Maniche deu o triunfo a Portugal sobre a Holanda, num encontro muito duro.



A série terminaria com o empate a zero com a Inglaterra nos quartos de final, num encontro decidido a favor de Portugal, mas apenas no desempate por grandes penalidades -- Ricardo defendeu três e Ronaldo apontou a decisiva.

 

-----------------------------------

08h37 13/06/2010 - Ronaldo prometeu acabar "seca" na África do Sul

O último golo de Cristiano Ronaldo por Portugal aconteceu há mais de 16 meses, mas a grande "estrela" da seleção portuguesa de futebol garantiu que guardou os remates certeiros para o Mundial2010.

Desde a chegada de Carlos Queiroz ao comando técnico, há quase dois anos, o jogador do Real Madrid apenas apontou um golo, e de grande penalidade e num particular, com a Finlândia (1-0), a 11 de fevereiro de 2009, no Algarve.

Cristiano Ronaldo, que já prometeu golos para a fase final do Mundial2010, não marca em jogos oficiais desde 11 de junho de 2008, na vitória frente à República Checa (3-1), ainda na fase final do Euro2008.

 

 

 

-----------------------------------

08h36 13/06/2010 - Portugal com apenas uma estreia em "branco"



A seleção portuguesa de futebol marcou quase sempre na estreia em competições internacionais, sendo que a única exceção foi o empate a zero com a antiga República Federal Alemã (RFA), no primeiro jogo do Euro84.



Cinco vitórias, dois empates e duas derrotas é o pecúlio da equipa das "quinas" nas nove competições internacionais em que participou.



Contudo, não é possível encontrar uma ligação entre um bom resultado inaugural e uma boa prestação ou entre um mau resultado e uma eliminação precoce.



Por exemplo, no Euro2004, Portugal entrou a perder, com a Grécia, por 2-1, mas atingiu a final, enquanto no Mundial de 1986, a equipa lusa derrotou a Inglaterra por 1-0, acabando por não passar da primeira fase.



Terça feira, o encontro frente à Costa do Marfim marca a estreia portuguesa no Mundial2010, na África do Sul, naquela que será a quinta presença lusa em campeonatos do Mundo.



A estreia em Mundiais aconteceu a 13 de julho de 1966, frente à Hungria, com a seleção de Eusébio e Coluna, entre outros, a derrotar os magiares por 3-1, com dois golos de José Augusto e um de Torres.



Portugal acabaria por cair apenas nas meias finais, frente à anfitriã Inglaterra (1-2), saindo de terras de sua majestade com o terceiro lugar, ainda hoje a melhor prestação de sempre num Mundial.



Se o primeiro Mundial foi para relembrar, o segundo, no México, em 1986, foi para esquecer, apesar da excelente estreia frente à Inglaterra, com um triunfo por 1-0, com um golo de Carlos Manuel.



Depois, seguiram-se derrotas com a Polónia e Marrocos e um adeus prematuro a terras mexicanas, com a participação lusa a ficar marcada pelo célebre caso de Saltillo.



O regresso a um Mundial aconteceu 16 anos depois e, novamente, sem grandes motivos para festejar, com uma das piores entradas em competições internacionais - uma derrota por 3-2 com os Estados Unidos - e uma saída lamentável, com a agressão de João Vieira Pinto a um árbitro.



Em 2006, na Alemanha, nova participação bem sucedida, que se iniciou com um sofrido triunfo sobre Angola, por 1-0, com um golo de Pauleta.



Em relação a este encontro, apenas Ricardo Carvalho, Cristiano Ronaldo e Simão deverão repetir a titularidade, sendo que Miguel e Tiago também foram titulares face aos angolanos.



A final esteve de novo a curta distância, mas uma derrota com a França, como nos Europeus de 1984 e 2000, "matou" as ambições da equipa das "quinas", que terminou no quarto lugar.



A nível de campeonatos da Europa, a estreia aconteceu em 1984, com o tal nulo com a RFA, seguindo-se um empate com a Dinamarca (1-1), em 1996, um épico triunfo sobre a Inglaterra (3-2, após 0-2), em 2000, uma impensável derrota com a Grécia (2-1), em 2004, e uma vitória face à Turquia (2-0), em 2008.

 

Estreias de Portugal em competições internacionais:

 

Data - Adversário - Local

 

- Mundial de 1966, em Inglaterra:

13/07/66 Hungria (N), 3-1 Manchester, Ing

(José Augusto 2, Torres/ Bene)

 

- Europeu de 1984, em França:

14/06/84 RFA (N), 0-0 Estraburgo, Fra

 

- Mundial de 1986, no México:

04/06/86 Inglaterra (N), 1-0 Monterrey, Mex

(Carlos Manuel)

 

- Europeu de 1996, em Inglaterra:

09/06/96 Dinamarca (N), 1-1 Sheffield, Ing

(Sá Pinto/ Brian Laudrup)

 

- Europeu de 2000, na Holanda e na Bélgica:

12/06/00 Inglaterra (N), 3-2 Eindhoven, Hol

(Figo, João V. Pinto, Nuno Gomes/ Scholes, McManaman)

 

- Mundial de 2002, no Japão e na Coreia do Sul:

05/06/02 EUA (N), 2-3 Suwon, Cor

(Beto, Agoos pb/ O'Brien, Jorge Costa pb, McBride)

 

- Europeu de 2004, em Portugal:

12/06/04 Grécia (N), 1-2 Porto

(Cristiano Ronaldo/ Karagounis, Basinas)

 

- Mundial de 2006, na Alemanha:

11/06/06 Angola (N), 1-0 Colónia, Ale

(Pauleta)

 

- Europeu de 2008, na Áustria e na Suíça:

07/06/08 Turquia (N), 2-0 Basileia, Sui

(Pepe, Raul Meireles)

 

 

 

-----------------------------------

07h18 13/06/2010 - Zahovic certo na passagem da Eslovénia aos "oitavos"



O antigo internacional esloveno Zlakto Zahovic, que alinhou no FC Porto e no Benfica, disse hoje ter a "certeza" que a seleção eslovena vai qualificar-se para os oitavos de final do Mundial de futebol de 2010.



"Há muito potencial. Antes do nosso jogo de qualificação com a Rússia já tinha dito que tínhamos uma equipa muito forte, que iríamos passar com facilidade, e passámos. Agora, penso que este grupo é-nos favorável e tenho a certeza que vamos passar", disse à Agência Lusa Zahovic.



Antevendo a estreia da Eslovénia, hoje, diante da seleção argelina, no segundo jogo do Grupo C, depois do empate a um golo entre Inglaterra

e Estados Unidos, sábado, o ex-jogador ainda tece elogios, mas assume que são equipas incomparáveis.



"A Argélia é uma boa equipa, mas não tem a qualidade da Eslovénia. Com mais ou menos dificuldade, vamos ganhar. Depois, nos outros dois jogos, se pontuarmos, passamos. Eu não tenho dúvidas que vai ser assim", frisou.



Sem apontar grandes objetivos, Zahovic disse acreditar que "a Eslovénia pode chegar muito longe".



"Aqueles que pensam que a Eslovénia é uma equipa sem ambição, que já fez o seu papel, estão muito, muito enganados. Os russos pensaram assim e passaram muito mal", referiu, aludindo à eliminação da seleção da Rússia nos "play-offs", aos pés dos eslovenos.



Admitindo algumas diferenças entre a forma como os eslovenos e os portugueses olham para as respetivas seleções, Zahovic assegurou que, qualquer que seja a prestação, "os jogadores da seleção são sempre os heróis na Eslovénia".



Instado a eleger favoritos na competição, Zahovic responde de imediato: "O campeonato do Mundo vai ser disputado entre Brasil, Argentina e Espanha".



Hoje, além da estreia da Eslovénia na competição, disputa-se também a primeira ronda do Grupo D, cujos jogos vão opor a Sérvia ao Gana, disputando-se depois o confronto entre a Alemanha e a Austrália.

 

 

-----------------------------------

06h39 13/06/2010 - Portugal realiza o último treino em Magaliesburgo



A seleção portuguesa de futebol realiza hoje o ultimo treino em Magaliesburgo antes da estreia no Mundial2010, terça feira, em Port Elisabeth, frente à Costa do Marfim.



Depois do estágio de duas semanas na Covilhã e a breve passagem pelo Estoril, a equipa das "quinas" chegou à África do Sul há precisamente uma semana, montando o "quartel general" na pacata Magaliesburgo, a cerca de hora e meia de Joanesburgo.



Os derradeiros pormenores técnicos e táticos na Bekkers School vão decorrer às 15h30 locais (14h30 em Lisboa), sendo que às 14h45 (13h45) um futebolista vai estar presente em conferência de imprensa.



Segunda feira, a comitiva parte para Port Elisabeth às 10:00 locais (09:00 em Lisboa) e já treina às 13h00 (12h00): o selecionador Carlos Queiroz e um futebolista farão a antevisão do jogo em conferência de imprensa as 14h15 (13h15).



O desafio com a Costa do Marfim disputa-se terça feira, às 16h00 locais (15h00 em Lisboa), num Grupo G que inclui ainda partidas com a Coreia do Norte (21 de junho, na Cidade do Cabo) e Brasil (25 de junho, em Durban).

 

 

-----------------------------------

06h37 13/06/2010 - Alemanha quer marcar posição



A Argélia e a Eslovénia têm hoje uma oportunidade única para ascender à liderança do Grupo C do Mundial de futebol de 2010, enquanto a Alemanha tenta marcar posição no arranque do agrupamento D.



Depois do empate a um golo, sábado, entre a favorita Inglaterra e os Estados Unidos, Argélia e Eslovénia podem isolar-se na frente, estatuto que recairá na equipa que sair vencedora do embate de Polokwane.



A formação africana cumpre a sua terceira presença na prova, depois de ter ficado pela primeira fase em 1982, apesar de ter batido a RFA (2-1), e 1986, enquanto o conjunto europeu ainda procura o primeiro ponto, após três desaires em 2002.



Os benfiquistas Rafik Halliche e Hassan Yebda, esta época emprestados a Nacional e Portsmouth, respetivamente, são armas do conjunto argelino, que afastou da competição o campeão africano Egipto, sob o comando de Rabah Saadane.



Na formação eslovena, uma das "estrelas" é o médio Nejc Pecnik, jogador do Nacional, que marcou um golo decisivo no "play-off" contra a Rússia.



No que respeita ao Grupo D, a Alemanha, mesmo desfalcada de vários jogadores, entre os quais o "capitão" Michael Ballack, é favorita face à Austrália, mas o conjunto da Oceânia já mostrou em 2006 que pode surpreender.



Por seu lado, a Sérvia, provavelmente com o "leão" Stojkovic no "onze" e o leiriense Djuricic no banco, inicia a primeira participação como nação independente, perante um Gana que, mesmo sem o líder Michael Essien, vai tentar chegar aos "oitavos", como há quatro anos.