Siga-nos

Perfil

Expresso

Mundial - 2010

Jornalistas neozelandezes assaltados

Ladrões arrombaram a porta do quarto num hotel em Rustemburgo e levaram material no valor de 75 mil euros. Desde que o Mundial começou, já foram assaltados nove jornalistas. Clique para aceder ao dossiê Mundial-2010

Rui Gustavo, enviado à África do Sul (www.expresso.pt)

O repórter de imagem e o jornalista de uma estação de TV da Nova Zelândia jantavam no restaurante do hotel quando os ladrões arrombaram a porta do quarto e levaram material no valor de 75 mil euros.

De acordo com o testemunho das vítimas, desapareceu uma câmara, material de som e iluminação, um computador e uma aparelhagem de satélite.

Os ladrões não foram identificados, nem o material recuperado. Não houve qualquer tipo de violência ou ameaça.

Desde que o Mundial começou, já foram assaltados três jornalistas coreanos, dois portugueses, um chinês e um espanhol. O hotel onde estagia a equipa grega também foi assaltado e desapareceram vários bens dos quartos dos jogadores e equipa técnica.

Um tribunal especial criado para o Mundial condenou a 15 anos de prisão os dois principais suspeitos do assalto ao Nut Bush Lodge, onde foram vítimas os dois portugueses e um espanhol.