Siga-nos

Perfil

Expresso

Mundial - 2010

Imprensa inglesa fala de erro de arbitragem, mas admite falha defensiva

Portugal treinou à porta fechada. Alemanha e Argentina apuraram-se para os quartos de finalActualização permanente: principais notícias Lusa de hoje sobre o Mundial. Clique para aceder ao índice do Dossiê Mundial-2010

21h45 - Argentina vence México e passa aos quartos de final

Dois golos de Tevez e um de Higuain garantiram hoje a vitória à seleção argentina de futebol sobre o México (3-1), que reduziu por Hernandez, em jogo dos oitavos de final do Mundial2010. 

Com este triunfo, a Argentina, que vai discutir a presença nas meias finais diante da Alemanha, no sábado, na Cidade do Cabo, voltou a passar uma eliminatória em fases finais sem recurso a prolongamento ou grandes penalidades, que não conseguia desde os oitavos de final do Itália'90. 

Desde então, o saldo argentino nos jogos cruciais resumia-se a uma vitória no prolongamento, diante do México no Mundial2006, três nas grandes penalidades e quatro derrotas. 

Disposto a vingar o afastamento nos "oitavos" do último campeonato do Mundo, o México teve um início destemido enviando, logo aos oito minutos, por Salcido, uma bola ao poste da baliza "albi-celeste", que voltou a ser visada, no minuto seguinte, por Guardado, novamente sem sucesso. 

A resposta argentina demorou quatro minutos e partiu do inevitável Messi, com um remate à entrada da área que o guarda-redes mexicano controlou, com alguma dificuldade. 

Aos 26 minutos, a formação comandada por Diego Maradona inaugurou o marcador, através de um desvio de cabeça de Tevez, que estava em posição de fora de jogo, após um passe de Messi, que aproveitou um ressalto de boa decorrente do choque com o guarda-redes mexicano. 

Uma fífia do defesa central Osório permitiu a Higuain chegar à liderança da lista de marcadores da competição, ao faturar novo golo para os argentinos, aos 33, aproveitando a "oferta" para fintar Oscar Perez e acabando por finalizar já com a baliza deserta. 

Esta eficácia empolgou a Argentina que, até ao intervalo, podia ter aumentado a vantagem pelo benfiquista Di Maria, aos 33, e Higuain, aos 42, numa fase em que o México tentava, sem resultados práticos, chegar com perigo até Sergio Romero, que, depois dos sustos iniciais, só teve de segurar um remate de Marquez. 

Na segunda parte, a formação comandada por Javier Aguirre, que apostou em Barrera no lugar de Bautista, voltou a carregar, mas foi Tevez a bisar, aos 52, com um "tiro" de fora da área, fora do alcance do guarda-redes.

A perder por três golos, o México avisou a "muralha defensiva" argentina com um remate de Barrera e conseguiu chegar ao golo, aos 71, com uma finalização de Javier Hernandez, também conhecido por "Chicharrito". 

Em período de descontos, a Argentina, já com o melhor ataque do Mundial, com 10 golos em quatro jogos, ainda podia ter ampliado a diferença, por Messi que, com um remate de pé esquerdo, obrigou o guarda-redes mexicano a defender para canto. 

O confronto entre a Argentina e a Alemanha é um "clássico" dos Mundiais, depois dos confrontos nas finais nos Mundiais de 1986, com a vitória dos "albi-celestes", e em 1990, com o triunfo germânico, mas também em 2006, então nos quartos de final, com a vitória alemã, nas grandes penalidades.

------------------------------------------------------------    

20h20 - Imprensa inglesa fala em graves falhas defensivas apesar do erro de arbitragem  

A eliminação da Inglaterra perante a Alemanha no Mundial2010 de futebol é analisada pelos comentadores e imprensa inglesa, que destacam os "graves erros defensivos" e um jogo "débil" da equipa de Fabio Capello. 

Apesar de reconhecerem que o árbitro uruguaio Jorge Larrionda lhes sonegou um golo limpo, de Frank Lampard, alertam que isso não deve fazer esquecer que a Inglaterra não esteve à altura da Alemanha. 

"Foi um final dececionante de uma campanha toda ela dececionante", disse hoje o comentarista da BBC Phil McNulty. 

O antigo futebolista internacional Chris Waddle, em comentários para a emissora Rádio 5, perguntou "onde é que está o plano B da Inglaterra?" e acrescentou: "os defesas não são capazes de controlar a bola e passar. É uma falta de ideias". 

Já o também comentador Garth Brooks, alinhando na crítica, diz que não pôde crer que viu alguns dos melhores jogadores do Mundo a jogar num dos maiores estádios do Mundo e a jogarem tão mal. 

O conceituado jornal "The Guardian" recorda que a derrota de hoje com a Alemanha "é a pior" da história da Inglaterra em fases finais do Mundial, superando o 4-2 frente ao Uruguai no Mundial de 1954. 

"Um fraco atenuante é o reconhecer de que as equipas deveriam estar empatadas no primeiro tempo", refere o diário em alusão ao golo não validado.

Para o The Sun a equipa inglesa não podia ter começado pior, depois de ter encaixado dois golos até aos 32 minutos de jogo. 

"Os problemas da defesa inglesa estavam à vista de todos. A Alemanha tinha o espaço e o tempo que precisava para atacar", refere ainda o periódico.

E apesar do golo de Frank Lampard, que daria a igualdade (2-2) ainda antes do intervalo, o The Independent salienta que no segundo tempo a "Alemanha convenceu totalmente quanto à sua superioridade". 

Entretanto, a casa de apostas de William Hill informou que pagará na mesma àqueles clientes que apostaram que o médio Frank Lampard marcaria um golo. 

"Vai custar-nos mais de um milhão", comentou um porta-voz da empresa.  

------------------------------------------------------------   

17h31 - Portugal promete dar "muitas dificuldades" a Espanha

Portugal prometeu hoje causar à Espanha "tantas ou mais dificuldades" do que o Brasil nos oitavos de final do Mundial2010 de futebol, para os quais Danny, Ruben Amorim e Duda continuam em dúvida.

"É normal ficarem contentes de não jogar com o Brasil, mas têm de se preocupar com Portugal, que é uma seleção muito forte, que lhes vai criar muitas dificuldades, tantas ou mais que o Brasil", frisou Simão, porta-voz da confiança do grupo liderado por Carlos Queiroz.     

Vários dos "navegadores" revelaram publicamente o desejo de evitar a campeã europeia Espanha nos "oitavos", mas Simão, que atua no Atlético de Madrid, garante que Portugal "está preparado" e tem "50 por cento" de possibilidades de se qualificar. 

Um dia depois de trabalhar perante o olhar e apoio de cerca de 2000 adeptos, a equipa de Carlos Queiroz evoluiu hoje em Magaliesburgo à porta fechada, para que a concentração dos seus pupilos seja total e sem qualquer tipo de pista adicional a passar através dos Media. 

No site da federação é referido que há três futebolistas que continuam em dúvida, casos de Danny, Duda e Rúben Amorim. 

Danny fez "treino individual programado no contexto de contusão com hematoma da região anterior da coxa esquerda", enquanto Duda tem uma "lesão tendinosa da região púbica" e está a realizar um "programa de reabilitação individual". 

Ruben Amorim está afastado há mais tempo e "mantém plano de recuperação por lesão muscular da coxa esquerda", com integração no campo, com corrida e exercícios específicos". 

Segundo a federação, "os três atletas fazem avaliação clínica diária, mantendo-se a dúvida da sua utilização no jogo contra a Espanha, terça feira na Cidade do Cabo às 20h30 (19h30 em Lisboa). 

Terça feira Portugal treina no Estádio Athlone às 15h30 e duas horas depois Carlos Queiroz e um futebolista falam em conferencia de imprensa.

------------------------------------------------------------  

16h59 - Alemanha nos quartos de final com arbitragem polémica

A Alemanha qualificou-se para os quartos de final do Campeonato do Mundo de futebol, ao golear a Inglaterra, por 4-1, em Bloemfontein, África do Sul.

Ao intervalo, os germânicos venciam, por 2-1, com golos Miroslav Klose (20 minutos) e Lukas Podolski (32), enquanto o central Mathew Upson (37) marcou o golo dos ingleses.

No segundo tempo, um "bis" de Thomas Muller (60 e 70) "matou" o jogo, quando os ingleses procuravam a igualdade.

------------------------------------------------------------ 

14h01 - Ronaldo deve jogar livre, diz Simão

O avançado português Cristiano Ronaldo deve ter liberdade para atuar no ataque da seleção portuguesa de futebol, defendeu hoje o seu companheiro Simão Sabrosa, que garantiu sentir-se "muito bem" fisicamente.



"A minha opinião é que o Cristiano tem de jogar livre, quer seja na direita quer na esquerda. Ele é um jogador que gosta de se movimentar, que gosta de procurar livre, é um jogador muito forte fisicamente. O selecionador sabe e conhece-o melhor que eu", disse Simão.



Nos três primeiros jogos do Mundial2010, Cristiano Ronaldo tem sido o marcador de todos os livres diretos, mas Simão, outro especialista, espera pela sua oportunidade.



"Em todas as competições, as bolas paradas são muito importantes. As equipas trabalham muito essas situações. É certo que o Cristiano tem marcado todos os livres, mas também não têm sido a distância para mim. Assim que houver um livre na minha zona, aí irei certamente marcar um livre", disse.



Ao longo da temporada, Simão Sabrosa fez cerca de 70 jogos, mas garante estar bem, até pelo "importante" trabalho específico.



"Mas sinto-me muito bem. Contra o Brasil senti-me mais fresco. Quanto às poupanças são situações que o técnico tenta gerir da melhor maneira e que nós como profissionais temos de aceitar. Mas também como profissionais queremos jogar todos os jogos, mas foi uma situação que aceitei sem problema", referiu Simão, que foi suplente utilizado frente ao "escrete".



Simão considera-se "um jogador importante nesta seleção, um jogador responsável", garantindo que, ao longo dos anos de quinas ao peito, o seu "principal objetivo foi ajudar Portugal".



"(Contra a Coreia do Norte) Foi um jogo importante, que nos deu praticamente a qualificação. Fui titular, senti-me bem, tive a oportunidade de marcar e festejar mais um golo num mundial. Espero, contra a Espanha, poder jogar e poder marcar novamente e que Portugal possa seguir em frente", disse.



Na terça feira, Portugal defronta a Espanha, nos oitavos de final, mas Simão não tem preferência por defrontar nenhum dos dois laterais espanhóis, garantindo estar "preparado para defrontar dois grandes jogadores".



"Prefiro ter os dois, porque durante o jogo trocamos de posição, portanto espero apanhar em certos momentos o Sérgio Ramos e noutros o Capdevilla, porque quer dizer que estou em campo e que estou a jogar e a ajudar Portugal", disse.



Portugal tem sete jogadores em risco de suspensão se virem um amarelo contra a Espanha, mas Simão diz que isso não se vai refletir no jogo luso.



"Um jogador não está sempre a pensar que tem amarelo ou que não pode ser mais agressivo em alguma jogada. Tem de pensar em fazer o melhor e fazer o jogo como normalmente não faria. A Espanha não tem nenhum amarelo, mas isso passa-nos um pouco ao lado", admitiu.

------------------------------------------------------------

13h21 - Pequeno avião com adeptos de futebol aterrou de emergência em autoestrada



Um pequeno avião que transportava adeptos do Mundial2010 de futebol foi hoje obrigado a aterrar de emergência numa autoestrada próxima de Bloemfontein, na África do Sul, anunciou hoje a polícia.



O avião transportava pessoas que se deslocavam para assistir ao jogo dos oitavos de final do Mundial entre a Alemanha e a Inglaterra e todos os ocupantes saíram ilesos do incidente.



"O piloto encontrou um problema técnico e efetuou uma aterragem de emergência no meio da N1, a 25 quilómetros de Bloemfontein, explicou Sam Makhele, porta-voz da polícia da província.



Garantiu que os quatro ocupantes do avião saíram sãos e salvos e não houve problemas com nenhum automóvel.



A autoestrada esteve encerrada, para que o aparelho fosse retirado, mas foi rapidamente reaberta para evitar problemas de acesso ao estádio.



O jogo Alemanha/Inglaterra inicia-se às 16h00 locais (15h00 de Lisboa).

------------------------------------------------------------

12h41 - Número médio de lesões por jogo com tendência decrescente

A FIFA congratulou-se hoje pela diminuição do número de lesões em jogo no Mundial de futebol da África do Sul2010, quando comparado com edições anteriores da competição.



"Em 2002, o número 1/8médio 3/8 de lesões foi de 2,7 por jogo. Em 2006 foi de 2,3. E este ano, até ao momento, é de 2,0 por jogo", declarou o professor Jiri Dvorak, responsável pelo sector médico da FIFA.



Para aquele clínico, esta evolução positiva é em parte devida a "uma melhor preparação e uma melhor prevenção, o que se comprova pelo facto de o número de lesões sem contacto ter claramente diminuído, e em parte a uma melhoria do 'fair play' na competição".



Acrescentou que, além disso, os árbitros não hesitam em sancionar com advertência ou expulsão todos os gestos julgados perigosos para a integridade física do adversário.

------------------------------------------------------------

12h37 - Rúben Amorim, Danny e Duda em dúvida par jogo com Espanha



Os jogadores portugueses Rúben Amorim, Danny e Duda continuam em "dúvida" para o encontro dos oitavos de final do Mundial de futebol da África do Sul frente à seleção da Espanha, informa hoje o site da Federação Portuguesa de Futebol.



O boletim clínico refere que Rúben Amorim "mantém plano de recuperação por lesão muscular da coxa esquerda" e que "inicia hoje - domingo, 27 de Junho - integração no campo, realizando corrida e exercícios específicos".



Em relação a Danny, a nota indica que o atleta fez "treino individual programado no contexto de contusão com hematoma da região anterior da coxa esquerda".



Duda tem uma "lesão tendinosa da região púbica" e está a realizar um "programa de reabilitação individual".



A concluir, o boletim refere que "os três atletas fazem avaliação clínica diária, mantendo-se a dúvida da sua utilização no jogo contra a Espanha, na próxima terça-feira (28 de Junho)".



Portugal defronta a Espanha na Cidade do Cabo, em jogo que terá início pelas 20h30 (19h30 em Lisboa).

------------------------------------------------------------

12h36 - Portugal treina segunda feira no Atlhlone Stadium



O treino da seleção de Portugal, agendado para o dia 28 de Junho (segunda feira), na Cidade do Cabo, vai realizar-se às 15:30 (14:30 em Lisboa), no Athlone Stadium, informa hoje o site da FPF.



A conferência de imprensa de antevisão do jogo com a Espanha, com a presença do selecionador Carlos Queiroz, terá lugar no Estádio Green Point, com início às 17:30, acrescenta a nota da Federação Portuguesa de Futebol (FPF).



Portugal defronta a Espanha terça feira, na Cidade do Cabo, em encontro dos oitavos de final do Campeonato do Mundo de futebol da África do Sul, a partir das 20h30 (19hh30 em Lisboa).

------------------------------------------------------------

12h33 - Primeira fase sem controlos de doping positivos

Os 196 controlos de doping realizados nos 48 jogos da primeira fase do Mundial de futebol de 2010 tiveram resultados negativos, informou hoje o responsável médico da FIFA, Jiri Dvorak.



"Realizamos 256 controlos fora da competição, antes do campeonato do mundo, e 196 desde o início da competição, ou seja, 452 no total, precisou o responsável médico da FIFA.



"Todos os resultados recebidos até agora são negativos", adiantou.



Jiri Dvorak indicou que a FIFA tem recebido os resultados entre 24 e 36 horas depois de cada jogo, procedentes do laboratório de Bloemfontain (África do Sul), acreditado pela Agência Mundial anti-doping (AMA).



O médico chefe da FIFA revelou que desde 1994 a FIFA realizou 7416 controlos anti-doping em 58 competições e apenas houve quatro análises positivas, a última das quais em 2003.

------------------------------------------------------------

08h53 - Portugal pode bater recorde de jogos sem perder



A seleção portuguesa pode bater o recorde de jogos sem perder, caso some o 20. encontro sem derrotas frente à Espanha, nos oitavos de final do Mundial2010 de futebol, na Cidade do Cabo.



A última derrota da "equipa das quinas" aconteceu há quase dois anos, a 18 de novembro de 2008, com uma copiosa derrota em Gama, arredores de Brasília, frente ao Brasil, por 6-2.



Após o jogo de Gama, o selecionador português, Carlos Queiroz, disse que já sabia com quem podia ir para a selva e foi com esses que somou 19 encontros sem derrotas.



Com o empate com o Brasil, na sexta feira, Queiroz igualou o recorde que pertencia ao brasileiro Luiz Felipe Scolari.



Sob o comando do "professor", Portugal conseguiu 13 vitórias e cinco empates, sendo que, neste período, a "equipa das quinas" apenas sofreu três golos, somando oito encontros oficiais consecutivos sem conceder qualquer tento ao adversário.



O "sargentão" esteve 19 jogos sem perder, num período em que conseguiu 16 triunfos e três empates.



Esta série começou depois de uma derrota com a República da Irlanda, em Dublin, num encontro particular, e teve o seu último jogo nos quartos de final do Mundial2006, um empate frente à Inglaterra, que Portugal acabou por eliminar no desempate por grandes penalidades.



A derrota com a França nas meias finais da prova alemã pôs um ponto final nesta sequência.

------------------------------------------------------------

08h51 - Estatísticas dão favoritismo à Espanha

As estatísticas da fase de grupos do Mundial2010 aumentam o favoritismo da Espanha sobre Portugal nos oitavos de final, uma vez que os pupilos de Vicente del Bosque se revelam mais fortes em quase todos os capítulos de jogo.



No Grupo G, Portugal efetuou/permitiu 46/39 remates contra a Costa do Marfim (7/5), Coreia do Norte (26/15) e Brasil (13/19), face aos 55/25 totais da Espanha na "poule" H, distribuídos frente à Suíça (24/8), Honduras (22/9) e Chile (9/9).



Enquanto os números lusos são muito nivelados, os espanhóis revelam uma clara superioridade, com mais do dobro dos remates feitos face aos permitidos.



Nos pontapés de canto verifica-se uma situação semelhante, com os pupilos de Vicente del Bosque a deter mais do triplo do que os adversários (28/8), enquanto os de Carlos Queiroz se ficam por um nivelado 15/12.



A supremacia espanhola na posse de bola também se verificou em todos os desafios (63, 57 e 58 por cento), ao contrário do que acontece com os "navegadores".



Portugal repartiu o domínio 50/50 com a Costa do Marfim, foi superior à Coreia do Norte (55/45) e dominado (40/60) pelo Brasil.



A formação liderada por Carlos Queiroz, a única ainda sem sofrer golos no Mundial2010, apenas está melhor no somatório dos golos marcados/sofridos, com o 7-0 a revelar-se mais eficaz do que os 4/2 de Espanha.



Num mundial em que os critérios disciplinares dos árbitros têm sido amplamente criticados, a Espanha mantém a folha "limpa", enquanto a equipa das "quinas" já foi admoestada por oito vezes.



Quando subirem ao relvado do Estádio Green Point, na Cidade do Cabo, Portugal tem uma desvantagem nos confrontos diretos com o rival, sejam em desafios oficias ou em particulares: nas 35 vezes em que se defrontaram, os lusos ganharam sete e perderam 16, com o empate a prevalecer 12 vezes.

Quatro dos resultados Portugal-Espanha:

Balanço (Números referentes a Portugal) - J / V / E / D / GOLOS

Oficiais - 6 / 1 / 2 / 3 / 6-19

Particulares - 29 / 6 / 10 / 13 / 34-55

Casa - 17 / 5 / 7 / 5 / 26-25

Fora - 16 / 1 / 4 / 11 / 12-48

Campo Neutro - 2 / 1 / 1 / 0 / 2-1

TOTAL - 35 / 7 / 12 / 16 / 40-74

------------------------------------------------------------

08h48 - Espanha, uma geração de luxo em busca da maior proeza da sua história

A campeã europeia Espanha, que provavelmente tem a sua melhor geração de futebolistas de sempre, está no pódio dos favoritos a vencer o Mundial2010, pois apresenta uma qualidade, eficácia e consistência de jogo impressionantes.



O conjunto liderado pelo experiente Vicente del Bosque surge na África do Sul mais confiante do que nunca e promete fazer furor com todas as suas "armas", um invulgarmente extenso conjunto de futebolistas que brilha nas melhores equipas do mundo, dotados de uma qualidade técnica e tática ímpares.



O guarda-redes Casillas, os defesas Puyol e Pique, os médios Xavi, Iniesta, Fabregas ou Xabi Alonso ou os avançados David Villa e Fernando Torres dispensam apresentações e representam um capital único de uma seleção determinada a aproveitar a oportunidade que uma geração de ouro lhes confere.



Não é por acaso que a Espanha reparte com o Brasil o recorde mundial de jogos sem sofrer derrotas, quando esteve invicta 35 desafios: depois de a 15 de novembro de 2006 perder 1-0 num particular com a Roménia, só a 24 de junho de 2009 foi surpreendida, por 2-0 frente aos Estados Unidos, nas meias-finais da Taça das Confederações.



O mais impressionante é que neste ciclo venceu 32 jogos (novo recorde, com 15 consecutivos) e apenas empatou três, fez 73-11 em golos e apenas por uma vez consentiu mais do que um tento.



A corrida ao Mundial2010 permitiu-lhe ficar novamente na história, pois a fez 30 pontos em... 30 possíveis, com o pleno de 10 triunfos de uma verdadeira máquina trituradora.



O desaire 0-1 contra a Suíça no arranque do Mundial2010 foi rapidamente superado com triunfos contra Chile e Honduras que lhe valeram o primeiro lugar no grupo H.

------------------------------------------------------------

08h47 - "Apetecível" Portugal-Espanha desperta atenções nos "oitavos"



Portugal e Espanha protagonizam na terça feira um dos mais emocionantes e aguardados duelos dos oitavos de final do Mundial2010 de futebol, com o vencedor ciente de que o triunfo pode colocá-lo bem perto das meias finais.



Quem sair por cima do duelo ibérico vai defrontar o vencedor do Paraguai-Japão nos quartos de final, muito provavelmente um desafio com menor grau de dificuldade do que aquele que os vizinhos prometem criar no estádio Green Point.



Conforme o demonstram as "apostas" em todo o Mundo, a maior responsabilidade e favoritismo estão do lado da Espanha, campeã da Europa em título e assumidamente candidata a vencer o grande troféu que lhe falta no futebol, a única das modalidades mais populares no país que nunca conquistou o mais importante título internacional.



Portugal, semi-finalista no Alemanha2006, está longe de se "encolher" e surge determinado a ultrapassar o eterno rival ibérico, até porque o passo seguinte rumo à desejada final de 11 de julho em Joanesburgo parece menos complicado.



Seja como for, o mundial perderá uma das equipas mais queridas e acompanhadas pelos adeptos, à semelhança do que aconterá no outro jogo "grande", o sempre quente Alemanha-Inglaterra.



Carlos Queiroz não se cansa de elogiar a eficácia defensiva dos seus pupilos -- em 25 jogos como treinador, apenas sofreu golos em quatro --, que cometem a proeza de ser os únicos a manter a sua baliza a zeros neste Mundial.



Já no ataque as coisas continuam a não correr tão bem: na África do Sul, excetuando a goleada 7-0 à Coreia do Norte, que se desorganizou por completo após o segundo golo, os "navegadores" não conseguiram marcar à Costa do Marfim nem ao Brasil, com a agravante de terem criado escassas oportunidades de golo.



Cristiano Ronaldo, em quem muitos portugueses confiam para "resolver" no ataque, não tem feito a diferença neste mundial e tem pautado o seu desempenho por grande discrição - esta é a hora do "capitão" se assumir e liderar a equipa rumo a um resultado que orgulhe uma nação incondicional e apaixonadamente ao lado da seleção de futebol.



Os "navegadores" já não perdem há 19 desafios, uma marca a ter em conta e que dá confiança adicional na hora de enfrentar uma equipa recheada de estrelas, todas com capacidade para resolver um jogo em lance.



Carlos Queiroz mudou a equipa nos três jogos, mas certamente nem isso confundirá o experiente Vicente del Bosque, com uma equipa com qualidade suficiente para apenas pensar em si própria.



Ainda assim, perspetiva-se grande equilíbrio e, a este nível, poderão ser ínfimos detalhes a definir quem continua na corrida para a glória.



A Espanha, que cometeu a proeza de fazer o pleno de 30 pontos no apuramento, começou o Mundial surpreendida pela defensiva Suíça (0-1), mas rapidamente despertou e, com naturalidade, o seu naipe de venceu Chile e Honduras e assim garantiu o primeiro lugar do grupo H.

------------------------------------------------------------

06h30 - Portugal treina pela primeira vez à porta fechada

A seleção portuguesa vai treinar hoje pela primeira vez à porta fechada desde que começou a preparação para o Mundial2010, de forma a preparar em segredo o encontro com a Espanha, dos oitavos de final.

Na última sessão de treino em Magaliesburgo, antes da partida para a Cidade do Cabo, a comunicação social não terá direito aos habituais 15 minutos abertos.

A seguir ao treino, marcado para as 11h30, na Bekker School, está prevista a conferência de imprensa de um jogador.

------------------------------------------------------------

06h17 - Alemanha-Inglaterra e Maradona animam segundo dia dos "oitavos"



O embate Alemanha-Inglaterra constitui o encontro mais atrativo dos oitavos de final do Mundial de futebol da África do Sul, numa partida caregada de história e rivalidade.



Tendo em conta as prestações das duas equipas no campeonato, e até pelo historial -- os alemães foram três vezes campeões mundiais e os ingleses apenas uma -, a Alemanha parece estar em vantagem, embora no "mata mata" as equipas podem se transcender e não são raras as surpresas.



O dia está recheado de emoções e, pouco depois, entra em campo outro favorito ao título, a Argentina do sempre polémico Diego Maradona, que vai discutir com o México a passagem aos quartos de final.