Siga-nos

Perfil

Expresso

Mundial - 2010

Guinness por Corona

A França disse praticamente adieu ao Mundial. O facto de o México equipar de verde, a mesma cor da República da Irlanda, dá à ocasião uns certos tons de justiça poética.

Paulo Paixão (www.expresso.pt)

Com a derrota ante o México, a França é o primeiro campeão do Mundo quase de malas aviadas.

Uruguai e México, que se defrontam na terceira jornada, só dependem de si para ambos continuarem na África do Sul. Isto significa que podem empatar. E quando esse cenário esteve em cima da mesa, na história dos Mundiais não há notícia de que um dos adversários tenha feito autogolo.

Se a tradição voltar a ser o que sempre foi, os franceses, façam o que fizerem no seu jogo contra os anfitriões, irão para casa mais cedo do que esperavam.

O facto do México equipar de camisola verde - a mesma cor da República da Irlanda, afastada da fase final com um golo irregular dos gauleses, em Paris, marcado com a mão - dá ao momento uma certa justiça poética.

Nesta noite, nos pubs de Dublin, a Corona substitui certamente a Guinness em muitos brindes.