Siga-nos

Perfil

Expresso

Mundial - 2010

Eduardo garante equipa "à altura de todos os desafios"

Eduardo garantiu que Portugal "está à altura de todos os desafios", em alusão aos oitavos de final do Mundial-2010. Clique para aceder ao índice do dossiê Mundial-2010

O guarda redes da seleção portuguesa de futebol Eduardo garantiu hoje que Portugal "está à altura de todos os desafios", em alusão aos oitavos de final do Mundial2010, na África do Sul.

"Estaremos à altura de todos os desafios, mas vamos pensar jogo a jogo e sempre para vencer", disse o jogador do Sporting de Braga, que completou a primeira fase sem golos sofridos, feito inédito para Portugal. 

Eduardo explicou que, num Mundial, "todos os jogos são complicados, bastando para isso ver as equipas que já foram afastadas" e elogiou a "união da equipa portuguesa". 

"Conseguimos o primeiro objetivo e vamos agora descansar e começar a preparar os oitavos de final. Não sofrer golos é bom, tanto para mim como para a equipa. Não sofrendo, estamos mais próximos de ganhar". Os jogadores demonstraram enorme solidariedade", avançou. 

Simão diz que o mais importante era a qualificação e não a vitória

Simão, que hoje igualou Luís Figo em números de jogos em fases finais do Mundial (10), salientou que "o mais importante era garantir a qualificação e não os três pontos". 

"Hoje, era isso que estava em jogo: a qualificação. E foi para isso que trabalhámos. Agora temos apenas de pensar em nós e não no nosso adversário dos oitavos de final", sintetizou. 

Pepe diz estar bem

O defesa Pepe, que hoje se estreou no Mundial (esteve parado praticamente seis meses, embora tenha sido utilizado no particular com Moçambique), disse sentir-se "bem e preparado para continuar a ajudar a equipa". 

"Demonstrei a todas as pessoas que estou bem e vou continuar o meu trabalho", revelou. 

O jogador do Real Madrid elogiou ainda o "espírito e determinação" da equipa portuguesa e garantiu estar na África do Sul para "ajudar o país a conseguir o sucesso". 

"Todos os jogos são especiais para mim e não é por ser o Brasil que é diferente", concluiu. 

*** Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico ***

Clique para ler a Nota da Direcção do Expresso sobre o novo Acordo Ortográfico.