Siga-nos

Perfil

Expresso

Mundial - 2010

Dunga insulta jornalista em conferência de imprensa (vídeo)

Dunga insultou jornalista na conferência de imprensa depois do Brasil-Costa do Marfim. FIFA entendeu não agir contra o seleccionador brasileiro. (Veja o vídeo no final do texto) Clique aqui para visitar o dossiê Mundial-2010

João Oliveira (www.expresso.pt)

Depois de ter lançado duras críticas contra o árbitro Stéphane Lannoy, pela expulsão de Kaká no jogo frente à Costa do Marfim, e contra o avançado Didier Drogba, depois do jogo frente à equipa africana, Dunga virou agora as baterias para os jornalistas da Globo.

Na conferência de imprensa que se seguiu à vitória do Brasil frente à Costa do Marfim, o selecionador brasileiro interpelou um jornalista que estava ao telefone e que não concordava com Dunga.

Em causa estavam as declarações de Dunga, que acusava os jornalistas brasileiros de não quererem que Luís Fabiano jogasse a titular no segundo jogo da fase de grupos do Mundial.

Depois disso, seguiu com os insultos a Alex Escobar, o jornalista desportivo da Rede Globo.

Dunga escapa a punição da FIFA

De acordo com o código disciplinar da FIFA, "quem insulte alguém de qualquer forma, especialmente usando gestos ou linguagem ofensiva" (artigo 57.º, tradução livre) pode ser punido pela FIFA com uma admoestação, uma reprimenda, multa ou perda de prémios.

Segundo o porta-voz da FIFA, Pekka Odriozola, o Comité Disciplinar da FIFA entendeu não haver fundamento para abrir um processo disciplinar contra Dunga.

Quando confrontado com o castigo a Diego Maradona, selecionador argentino, durante o apuramento para o Mundial, Odriozoloa declarou não conhecer os detalhes da decisão do Comité Disciplinar, mas afirmou que este examinou o vídeo da conferência de imprensa e não viu fundamento para abrir um processo.

O Brasil é líder do grupo G, com duas vitórias e seis pontos, e joga na sexta-feira, às 15h, contra Portugal, no último jogo da fase de grupos, com transmissão na RTP1.

Veja o vídeo:

Veja o vídeo legendado: