Siga-nos

Perfil

Expresso

Mundial - 2010

"Brasil tem modelo de jogo cada vez mais europeu"

Tiago caracterizou a forma de jogar do Brasil cada vez mais parecida com o modelo europeu, "bem organizado" e com "saídas rápidas para o ataque". Veja o vídeo no fim do texto. Clique para visitar o dossiê Mundial-2010.

O futebolista internacional português Tiago disse hoje que o Brasil é um "adversário muito difícil de bater", até pelo facto de ter um "modelo de jogo europeu".

"O Brasil tem cada vez mais um modelo de jogo à europeu, bem organizado, com saídas rápidas para o ataque. Não é o Brasil que só quer dar espetáculo. Joga com a cabeça, é muito forte taticamente e por isso muito difícil de bater", resumiu.

O facto dos "canarinhos" serem pentacampeões mundiais e um dos mais fortes candidatos ao título não intimida Portugal, que certamente não jogará à defesa.

"Não, nunca jogamos dessa maneira. Gostamos do jogo pelo jogo. Obviamente que o Brasil não é a Coreia do Norte. Iremos tentar ganhar, mas com um jogo mais equilibrado, tentando manter a equipa muito junta e com isso ter o controlo do jogo", revelou quanto à atitude lusa.

Ausência de Kaká não preocupa Portugal

A ausência de Kaka, a cumprir castigo disciplinar, foi desvalorizada pelo internacional português, porque o Brasil já está apurado e também pelo facto de a equipa de Carlos Dunga ter alternativas de excelente valor.

"O Brasil tem jogadores muito fortes. Objetivamente o Kaká é um grande jogador. É uma pena que não possa jogar, é injusto. Mas, acima de tudo, não é uma coisa em que pensemos. Vai jogar o Júlio Batista ou outro grande jogador. O Brasil vale pelo grupo, que é muito forte", sublinhou.

*** Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico ***

Clique para ler a Nota da Direcção do Expresso sobre o novo Acordo Ortográfico.