Siga-nos

Perfil

Expresso

Mundial - 2010

Blatter pede desculpa e relança debate sobre novas tecnologias

Joseph Blatter pede desculpa pelos erros cometidos pelos árbitros durante os oitavos de final do Mundial 2010 e garante que a introdução das novas tecnologias será discutida na próxima reunião da FIFA.

O presidente da FIFA desculpou-se hoje pelos erros de arbitragem cometidos nos jogos de domingo dos oitavos de final do Mundial de futebol e assegurou que a introdução do vídeo será novamente invocada numa próxima reunião do organismo.

Enquanto a FIFA não manifestou qualquer reação perante a onda de indignação provocada pelos dois erros, um no Alemanha-Inglaterra e outro no Argentina-México, Joseph Blatter encontrou-se hoje com a comunicação social, tendo pedido desculpas à Inglaterra e ao México, as seleções prejudicadas.

"É evidente que depois do que acabámos de viver, seria ridículo não reabrir o dossier da ajuda tecnológica na reunião de julho em Cardiff", disse Blatter, referindo-se à próxima reunião do organismo, agendada para 21 e 22 de julho.

A Inglaterra, que perdeu por 4-1 com a Alemanha, viu um golo não ser validado pela equipa de arbitragem no jogo de domingo, numa altura em que podia ter igualado a contenda a 2-2, enquanto o primeiro golo da Argentina na vitória por 3-1 sobre o México foi obtido em posição de fora de jogo.

Em ambas as situações, e contrariando uma posição da FIFA de que as opiniões nem sempre são coincidentes nos lances polémicos, uma primeira repetição dos lances mostrava claramente os erros das equipas de arbitragem.