Siga-nos

Perfil

Expresso

Mundial - 2010

A torção de Ronaldo que acelera a bola

Marcadores temíveis de livres directos, Eusébio e Cristiano Ronaldo têm, no entanto, técnicas de execução muito diferentes. Segundo um estudo biomecânico, a chave do 7 português para chutar a bola a 134,2 kms/hora está num peculiar movimento de rotação do corpo.

Paulo Paixão (www.expresso.pt)

Remates de Cristiano Ronaldo em livre directo são batidos com uma velocidade do pé ligeiramente superior à de Eusébio, mas imprimem à bola uma aceleração muitíssimo maior, segundo os resultados de um estudo realizado por António Veloso, director do Laboratório de Biomecânica e Morfologia Funcional da Faculdade de Motricidade Humana (FMH), da Universidade Técnica de Lisboa.

A chave é a "execução técnica" de Cristiano Ronaldo, com rotações que accionam os grandes músculos do tronco e dos abdominais. A comparação incidiu em dois lances. Na final da Taça de Portugal de 1969, contra a Académica, com uma batida do pé a 61,8 km/h, a bola chutada por Eusébio atingiu 100,4 km/h. Já a Cristiano - na última edição da Liga dos Campeões, frente ao Zurique - bastou um embate a 67,4 km/h para fazer seguir um míssil para a baliza a 134,2 km/h.

Ver vídeos com os remates de Eusébio e de Ronaldo, e a comparação dos estudos biomecânicos. As imagens são em câmara lenta, para dar uma melhor percepção dos movimentos. As silhuetas registam momentos com 40 milésimos de intervalo, pois os lances foram filmados a 25 imagens por segundo.