Siga-nos

Perfil

Expresso

Os dias de brasa no BCP

Trabalhos começam e são suspensos por 15 minutos

A Assembleia Geral do BCP começou às 15:35 com 45,15% dos votos, mas muitos accionistas ainda na fila de espera para fazer a acreditação.  

O presidente da mesa da Assembleia Geral , Germano Marques da Silva, foi quase de imediato interrompido com um pedido de suspensão de trabalhos por parte do advogado, André Luís Gomes,  que representa vários accionistas, como por exemplo Joe Berardo.

Na base do pedido de suspensão está o facto de «a lista de presenças não estar organizada».

Antes da interrupção, Germano Marques da Silva, informou a Assembleia de que tinha recebido um requerimento a pedir a retirada do ponto 5 dos trabalhos, relativo à destituição de cinco administradores.

O presidente da mesa deu, então, um prazo de 15 minutos para dar tempo a todos os accionistas para regularizarem a sua situação.