Siga-nos

Perfil

Expresso

Vulcão pára aviões

Nuvem de vulcão na Islândia chega ao espaço aéreo de Portugal

Nuvem de cinzas vulcânicas libertada pelo vulcão na Islândia entrou no espaço aéreo português ao início da manhã. Onze voos foram já cancelados no aeroporto de Faro.

A nuvem de cinzas vulcânicas libertada por um vulcão na Islândia entrou no espaço aéreo português ao início da manhã, mas não deverá afetar os voos na região, segundo fonte do Instituto Meteorologia

Paulo Narciso, da divisão de meteorologia aeronáutica do Instituto de Meteorologia, sublinhou que "a pluma de cinzas vulcânicas entrou no espaço aéreo português, mas (...) não está afetar qualquer região continental". 

A nuvem de cinzas vulcânicas se situa abaixo dos seis mil metros e  "poderá afetar simplesmente as rotas que os aviões tenham de descrever nos seus itinerários, não tem qualquer implicação a nível de aeroportos nacionais". 

A centenas de quilómetros dos Açores

A nuvem penetrou numa "porção pequena" no espaço aéreo nacional e está a "centenas de quilómetros" do grupo oriental do Arquipélago dos Açores, detalhou Paulo Narciso. 

Questionado sobre a evolução prevista da deslocação desta nuvem de cinzas, Paulo Narciso explicou que esta depende da circulação atmosférica, mas,até às 13h de quinta feira, as indicações do Instituto de Meteorologia preveem "uma ligeira deslocação para sudoeste", entrando um pouco mais no espaço aéreo português, embora sempre em região oceânica. 

Voos cancelados no Algarve 

No aeroporto de Faro, até às 12h, foram cancelados onze voos com destino e origem na Irlanda e Reino Unido devido ao encerramento do espaço aéreo daqueles países por causa da nuvem de cinzas vulcânicas, informa a ANA no seu site. 

O cancelamento dos voos surge depois do encerramento do espaço aéreo do Reino Unido e da Irlanda na sequência de uma nova nuvem de cinzas libertada pelo vulcão islandês na terça feira. 

O aeroporto algarvio é o único com voos cancelados esta manhã, enquanto na terça feira, às 17h, o conjunto dos aeroportos geridos pela ANA e ANAM (Aeroportos da Madeira) registaram o cancelamento de 14 voos, cujos destinos e origens foram a Irlanda, na sequência do fecho do espaço aéreo no país.

Cinzas afetam espaço aéreo europeu

As cinzas perturbaram na segunda feira o espaço aéreo europeu, tendo o espaço aéreo irlandês sido encerrado às 7h locais (mesma hora em Lisboa). Algumas regiões da Escócia também tiveram que fazê-lo pelo mesmo motivo.

A erupção do vulcão Eyjafjallajoekull , no sul da Islândia, a 21 de março, provocou uma nuvem de cinzas que paralisou o tráfego aéreo na Europa durante mais de uma semana, em abril, causando grandes perdas para as companhias aéreas e impedindo o embarque de milhares de passageiros em todos os pontos do mundo. 

Clique para ler a Nota da Direcção do Expresso sobre o novo Acordo Ortográfico.