Siga-nos

Perfil

Expresso

Vulcão pára aviões

Espaço aéreo da Madeira interdito

A NAV-Portugal interditou o espaço aéreo na zona das ilhas da Madeira e Porto Santo e até às 06h00 de amanhã. Clique para visitar o dossiê Vulcão Pára Aviões

A ANAM - Aeroportos e Navegação Aérea da Madeira - anunciou que a NAV- Portugal interditou o espaço aéreo na zona das ilhas da Madeira e Porto Santo até às 06h00 de terça feira devido à nuvem de cinzas.

Clique para aceder ao índice do DOSSIÊ VULCÃO PÁRA AVIÕES

A NAV-Portugal emitiu hoje uma informação prevendo que esta situação se mantivesse até às 18h00, prorrogou o prazo até às 19h00, mas as informações disponíveis no site da ANAM dão como canceladas as chegadas e partidas depois das 21h00.

Na nota distribuída no Funchal, a ANAM confirma que esta situação provocou hoje o cancelamento formal de 94 voos nas infraestruturas aeroportuárias da Região Autónoma da Madeira até às 18h00, um problema que afetou cerca de 11 mil passageiros desde as 00:00 de 08 de maio.

2454 passageiros afectados

Acrescenta que foram canceladas 18 ligações com o Reino Unido, seis com França e o mesmo número da Bélgica, dois da Holanda, Irlanda e Suíça e 58 movimentos de ligação com diversos aeroportos portugueses.

Também a SATA Internacional informou ter cancelado hoje todos os voos com origem e destino para as Regiões Autónomas dos Açores e Madeira, num total de 17 viagens, o que afeta 2454 passageiros, bem como os previstos para a manhã de terça feira.

Na nota divulgada pela companhia aérea açoriana, desde o inicio da interdição do espaço aéreo, no final da tarde do passado sábado, o Grupo SATA cancelou 125 voos, uma situação que prejudicou 8296 pessoas.

Diz que novas informações serão dadas na terça feira depois das 13:00 horas dos Açores.

Vulcão em actividade desde Março

Desde março passado que o vulcão islandês, localizado num glaciar do sul da Islândia, se encontra em actividade, emanando uma nuvem de cinzas que provocou o encerramento do espaço aéreo de vários países da Europa, entre 14 e 21 de abril.

A actividade do vulcão voltou a intensificar-se na quinta feira à noite, provocando uma nuvem de cinzas que está a atravessar a Europa Ocidental

*** Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico ***

Clique para ler a Nota da Direcção do Expresso sobre o novo Acordo Ortográfico.