Siga-nos

Perfil

Expresso

Nova crise em Gaza

Egito abre passagem de Rafah para a Faixa de Gaza

Esta decisão, que não define por quanto tempo o terminal de Rafah permanecerá aberto, entrou em vigor ao início da tarde (hora local). Clique para aceder ao índice do dossiê Nova crise em Gaza

O presidente egípcio, Hosni Mubarak, ordenou hoje a abertura do terminal de Rafah, único ponto de passagem para a Faixa de Gaza não controlado por Israel, para permitir a entrada de ajuda humanitária.

Clique para aceder ao índice do dossiê Nova crise em Gaza

Mubarak "deu instruções para abrir o terminal de Rafah para permitir a entrada das ajudas humanitárias e médicas necessárias para a Faixa de Gaza e receber feridos e doentes, que devem passar pelo Egito", acrescentou a Mena.

Esta decisão, que não define por quanto tempo o terminal permanecerá aberto, entrou em vigor ao início da tarde (hora local), de acordo com fontes dos serviços de segurança.

Normalmente, a abertura deste ponto de passagem entre o Egito e a Faixa de Gaza está limitada a alguns dias por mês.

Nove mortos

A decisão de Mubarak surge um dia depois do ataque israelita contra uma frota internacional que transportava ajuda humanitária para a Faixa de Gaza.

De acordo com o exército israelita, nove passageiros morreram e sete soldados israelitas ficaram feridos, dos quais seis foram hospitalizados, durante confrontos no ferry turco Mavi Marmara.

Segundo a rádio militar israelita, os passageiros são oriundos de 38 países.

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Clique para ler a Nota da Direcção do Expresso sobre o novo Acordo Ortográfico.