Siga-nos

Perfil

Expresso

Portugal 2009

Sondagem: CDU renova presidência em Setúbal

A CDU, agora com Maria das Dores Meira, voltaria a vencer as eleições para a autarquia de Setúbal, com um valor muito próximo do alcançado em 2005. O PS passaria a segunda força mais votada.

Humberto Costa

O Estudo de Opinião da Eurosendagem para o Expresso, SIC e Rádio Renascença dão uma clara vantagem da CDU para o concelho de Setúbal. Com valores entre os 35,8% (valores projectados) e os 40%, Maria das Dores Meira venceria estas eleições conquistando entre 4 e 5 mandatos. A margem superior fica apenas a três décimas do resultado de 2005.

O PS, liderado por Teresa Almeida, aparece em segundo lugar, com valores entre os 27,5% e os 31,3% (projecção) e entre 3 e 4 mandatos. Com este resultado o PS, que em 2005 foi a terceira força mais votada com 21,20%, ultrapassaria a candidatura de Jorge Santana, do PSD, que nesta sondagem se ficaria por 1 a 2 mandatos e percentagens entre os 14,5% e os 17,9%.

Albérico Afonso, do Bloco de Esquerda, pode ser eleito. O BE obtém nos valores projectados desta sondagem, percentagens entre os 6,9% e 8,7%. 

Recorde-se que nesta sondagem há 16,7% de inquiridos que não sabem ou não respondem. Segundo os novos cadernos eleitorais, este concelho passa de 8 mandatos para 9.  

Estudo de Opinião efectuado pela Eurosondagem, S.A. para o Expresso, SIC e Rádio Renascença, dias 28 e 29 de Setembro de 2009. Entrevistas telefónicas, realizadas por entrevistadores seleccionados e supervisionados. O Universo é a população com 18 anos ou mais, residente no Concelho de Setúbal, e habitando em lares com telefone da rede fixa. Foram efectuadas 611 tentativas de entrevistas e, destas, 101 (16,5%) não aceitaram colaborar no Estudo de Opinião. Foram validadas 510 entrevistas, correspondendo a 83,5% das tentativas realizadas. A escolha do lar foi aleatória nas listas telefónicas e o entrevistado, em cada agregado familiar, o elemento que fez anos há menos tempo. Desta forma aleatória resultou, em termos de sexo, (Feminino - 51,4%; Masculino - 48,6%), e no que concerne à faixa etária, (dos 18 aos 30 anos - 18,8%; dos 31 aos 59 - 54,5%; com 60 anos ou mais - 26,7%) num total de 510 entrevistas validadas. O erro máximo da Amostra é de 4,33%, para um grau de probabilidade de 95,0%. Um exemplar deste Estudo de Opinião está depositado na Entidade Reguladora para a Comunicação Social.