Siga-nos

Perfil

Expresso

Bento XVI em Portugal

Bento XVI evoca João Paulo II

Na sua primeira intervenção em Fátima, em plena Capelinha das Aparições, o pontífice "agradeceu a 'mão invisível' que libertou da morte" o seu antecessor. Clique para aceder ao índice do dossiê Bento XVI em Portugal

Bento XVI evocou hoje, na Capelinha das Aparições, em Fátima, o Papa João Paulo II, que visitou o lugar três vezes e ali "agradeceu a 'mão invisível' que o libertou da morte" no atentado de 1981, em Roma.

Clique para aceder ao índice do dossiê Bento XVI em Portugal

O Papa referiu, também, na sua primeira intervenção em Fátima, a oferta que João Paulo II fez ao santuário da bala "que o feriu gravemente" e foi encastoada na coroa da imagem de Nossa Senhora de Fátima.

"É profundamente consolador saber que estais coroada, não só com a prata e o oiro das nossas alegrias e esperanças, mas também com a bala das nossas preocupações e sofrimentos", disse Bento XVI dirigindo-se à imagem de Nossa Senhora de Fátima.

Papa agradece orações

À chegada à Capelinha, e perante milhares de peregrinos, o pontífice agradeceu "as orações e os sacrifícios que os pastorinhos de Fátima faziam pelo Papa, levados pelos sentimentos que lhes infundistes nas aparições".

"Agradeço também todos aqueles que, em cada dia, rezam pelo sucessor de Pedro e pelas sua intenções, para que o Papa seja forte na fé, audaz na esperança e zeloso no amor", disse Bento XVI.

De seguida, procedeu à entrega da Rosa de Oiro ao Santuário, justificando o gesto "como homenagem de gratidão do Papa pelas maravilhas que o Omnipotente tem realizado" por intercessão de Nossa Senhora de Fátima, "no coração de tantos que peregrinam" à Cova da Iria. 

Os pastorinhos estão connosco

"Estou certo de que os pastorinhos de Fátima, os beatos Francisco e Jacinta e a serva de Deus Lúcia de Jesus nos acompanham nesta hora de prece e de júbilo", disse Bento XVI, que afirmou estar no santuário "como um filho que vem visitar sua mãe e o faz na companhia de uma multidão de irmãos e irmãs".

Na saudação que fez à chegada à Capelinha das Aparições, o Papa, "como sucessor de Pedro a quem foi confiada a missão de presidir ao serviço da caridade na Igreja de Cristo e de confirmar a todos na fé", quis apresentar a Nossa Senhora de Fátima "os problemas e as dores de cada um" dos que se encontram na Cova da Iria. 

Após esta saudação, o Papa dirigiu-se para a Igreja da Santíssima Trindade, onde, com sacerdotes, seminaristas e religiosos, vai rezar as Vésperas.

Bento XVI chegou hoje a Fátima, vindo de Lisboa, no segundo dia da sua visita a Portugal, que terminará na sexta feira no Porto.

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Clique para ler a Nota da Direcção do Expresso sobre o novo Acordo Ortográfico.

Saiba todos os passos e horários do programa oficial da visita do Papa Bento XVI a Portugal, entre 11 e 14 de Maio clicando em Programa da visita de Bento XVI a Portugal