Siga-nos

Perfil

Expresso

Bento XVI em Portugal

Belém: Mais polícias do que fiéis

Entre o Mosteiro dos Jerónimos e o Palácio de Belém, onde o papa Bento XVI se reúne com Cavaco Silva dentro de cerca de uma hora, são mais os agentes da PSP dos que os fiéis que aguardam a passagem de Joseph Ratzinger. Clique para aceder ao índice do dossiê Bento XVI em Portugal

O papa está agora na Nunciatura do Vaticano, de onde sairá às 12h30 rumo ao Mosteiro dos Jerónimos, para uma cerimónia de boas vindas, seguindo depois para o Palácio de Belém, onde se encontrará com o Presidente da República, Cavaco Silva. 

Clique para aceder ao índice do dossiê Bento XVI em Portugal

Entre o Mosteiro dos Jerónimos e o Palácio de Belém, Bento XVI vai fazer um percurso dentro do papamóvel de cerca de um quilómetro, passando pela avenida da Índia, praça do Império e rua de Belém. 

Nestas ruas estão vários elementos da Polícia de Segurança Pública (PSP) posicionados aproximadamente de dez em dez metros. Nos cruzamentos, estão também grupos de dez a quinze elementos da polícia. Fonte da PSP não quis avançar à Lusa o total de elementos da PSP no local. 

Os polícias têm sido justamente os únicos clientes de Eliane, proprietária de uma banca de gelados no Jardim do Ultramar. "Tinham-me dito que quando cá esteve o outro papa havia peregrinos e fiéis no local desde a noite anterior e logo de manhã. Hoje ainda não chegou ninguém", lamentou. 

"A expetativas eram muito altas, estou cá desde as oito da manhã e esperava que a esta hora [11h30] isto já estivesse cheio", disse Eliane. 

Cerca das 11h45, apenas três pessoas estavam junto ao gradeamento que limitará o contacto dos católicos com Joseph Ratzinger em frente ao Palácio de Belém. 

Mãe, filha e bisneta estavam desde as 11h15 em frente ao Palácio de Belém à espera de ver "aquele que faz as vezes de Nosso Senhor". 

Oportunidade única

Junto ao Palácio de Belém passavam também alguns turistas curiosos que, apesar de não se terem deslocado de propósito a Lisboa para verem Bento XVI, vão aproveitar para "assistir a uma oportunidade única no mundo", contou uma guia turística. Por volta do meio dia eram cerca de vinte os fiéis que aguardavam, apesar da chuva, a passagem do papa. 

Também debaixo de chuva, um grupo de alunos do seminário dos Olivais aquece a voz para a participação que fará no coro da missa nos Jerónimos. Enquanto o papa não chega, cantam "Bem vindo, bem vindo pastor universal, bem vindo santo padre a Portugal". 

No local, cerca de 30 seminaristas, já habituados a estas celebrações, aguardam a chegada de Bento XVI. Vão também cantar na missa do Terreiro do Paço e acompanhar a visita do papa a Fátima. 

Hugo Gonçalves integra o grupo e recorda à Lusa que já esteve com o papa João Paulo II no Canadá durante um encontro com jovens. Quando o seminário comemorou os 75 anos estiveram com o papa no Vaticano e orgulham-se de integrar sempre o coro central neste tipo de celebrações.

Entretanto, a chuva acalmou um pouco e os cânticos seguem agora iluminados por raios de sol.

Clique para ler a Nota da Direcção do Expresso sobre o novo Acordo Ortográfico.

Saiba todos os passos e horários do programa oficial da visita do Papa Bento XVI a Portugal, entre 11 e 14 de Maio clicando em Programa da visita de Bento XVI a Portugal