Siga-nos

Perfil

Expresso

Desaparecimento de Madeleine McCann

Novo retrato-robô de suposto raptor de Maddie

O casal McCann possui uma nova pista. Os pormenores foram explicados por Clarence Mitchell, em conferência de imprensa, tendo garantido que Maddie "foi obviamente raptada".

Raquel Pinto

Raquel Pinto

Jornalista

O jornal britânico 'News of the World' divulga hoje em manchete o retrato de um homem que poderá estar relacionado com o desaparecimento da menina de quatro anos, Madeleine McCann, na noite de 3 de Maio do ano passado, do empreendimento turístico Ocean Club, na Praia da Luz, Algarve.

"Acreditamos que este homem pode ser um elo de ligação na descoberta" de Maddie, afirmou Clarence Mitchell, o assessor dos pais da menina, hoje em conferência de imprensa emitida em directo pela estação televisiva 'Sky News'. "Queremos saber quem é ele e onde está. Queremos saber isso o mais depressa possível. Hoje estamos a pedir a ajuda das pessoas", salientou o porta-voz defendendo que a menina "foi obviamente raptada".

De acordo com o tablóide britânico, o desenho do rosto, divulgado por Mitchell, foi feito por uma especialista da Polícia Federal dos Estados Unidos (FBI), Melissa Little, com base no testemunho de uma turista inglesa. Gail Cooper, de 50 anos, estava a passar férias na Praia da Luz na mesma altura e encontrava-se instalada a cerca de 600 metros do apartamento ocupado pela família McCann. 

Cooper terá visto em três ocasiões o homem de "aparência suspeita" junto ao Ocean Club contactando com a polícia portuguesa assim que soube do desaparecimento da criança. Segundo Mitchell, Cooper viu o homem vagueando pela praia debaixo de chuva no dia 20 de Abril. Nesse mesmo dia, bateu à sua porta pedindo dinheiro para um orfanato e mais tarde foi visto novamente sozinho, a pé, próximo de um grupo grupo de crianças.

A sua descrição parece coincidir com a elaborada por Jane Turner, uma amiga de Kate e Gerry, que referiu às autoridades ter visto um homem a deslocar-se com uma menina ao colo vestida de pijama cor-de-rosa, idêntico ao que Madeleine usava. O assessor salientou que ainda "não é certo que se trate da mesma pessoa", dado que há diferenças comparativamente com um outro retrato-robô, anteriormente difundido, e que mostra um homem com um blusão claro e calças azuis. Todavia, os novos dados são um "notável avanço" nas investigações privadas, realçou.

O novo retrato, propagado hoje e já cedido à Interpol e às polícias britânica e espanhola, exibe também um homem, descrito como tendo uma idade compreendida entre os 38 e 45 anos, magro, cerca de 1,70 de altura, de cabelo comprido com sobrancelhas grossas, bigode e pele escura, supondo-se que não seja português.

Kate e Gerry McCann são arguidos do caso e negam qualquer envolvimento no desaparecimento da filha.