Siga-nos

Perfil

Expresso

Desaparecimento de Madeleine McCann

McCann falam em regressar a casa

O casal McCann admite pela primeira vez a possibilidade de regressar a casa sem estar concluída a investigação do desaparecimento de Madeleine, por causa dos seus outros dois filhos.

Em declarações à imprensa britânica, Kate e Gerry McCann referiram, pela primeira vez, estarem a ponderar o regresso a casa sem a sua filha Madeleine, por não poderem permanecer em Portugal por tempo indeterminado devido aos seus dois filhos gémeos. “Sabemos que vamos voltar e acredito que um dia vamos acordar e tudo estará bem (…) Nunca pensámos em regressar antes de termos a Madeleine de volta. Mas agora já não sabemos, porque temos de ter em consideração os nossos gémeos de dois anos”, afirmou Kate ao Daily Mail.

As declarações dos McCann mostram que o casal não prevê que as investigações venham a ter um desfecho em breve e expressam a terrível angústia de não saberem o que aconteceu à sua filha desaparecida a 3 de Maio da Praia da Luz, no Algarve. “Não consigo imaginar como viemos como uma família de cinco pessoas e iremos regressar como quatro”, referiu Kate, “Gerry e eu temos falado sobre isto e nos nossos corações preferiríamos saber – mesmo que esse saber signifique que temos de encarar a terrível verdade que a Madeleine possa estar morta. Ambos precisamos de saber”.

Na sequência destas declarações, o tablóide britânico Daily Mail volta a lançar criticas à polícia portuguesa, por ter “estado demasiado ocupada para dizer aos pais de Madeleine McCann que acreditam que a sua filha está morta”.    

Ontem o casal MacCann emitiu um comunicado de agradecimento aos milhares de pessoas que lhes têm enviado mensagens de solidariedade. No documento o porta-voz do casal, Justine McGuinness, diz que, só no último fim-de-semana, receberam mais de sete mil e-mails e inúmeras cartas.