Siga-nos

Perfil

Expresso

Desaparecimento de Madeleine McCann

Gerry McCann critica PJ

Depois de mais de três meses sem fazer qualquer tipo de crítica às investigações policiais, o pai de Madeleine aponta agora o dedo às fugas de informação e admite que pode estar na hora dele e Cate voltarem para casa.

Numa entrevista prestada ao “Daily Telegrapph” Gerry McCann não escondeu que o verniz estalou entre a família inglesa e as autoridades portuguesas. O pai de Madeleine criticou e muito alguma imprensa portuguesa e a Polícia Judiciária (PJ), por não ter controlado as fugas de informação que poderão ter posto em perigo toda a investigação.

O médico de 39 anos que até à data não tinha feito qualquer crítica pública à forma como estão a decorrer as investigações, quebrou o silêncio. “Estou desiludido por tanta informação – apesar de muita ser mentira ou fruto de confusões – terem vindo a público, quando supostamente existe segredo judicial”.

“Eu ficaria mais satisfeito se a polícia me dissesse que não se iria saber de nada em lado nenhum, mas afinal não foi isso que aconteceu”, lamentou o pai de Maddie.

Outro dos alvos da ira dos McCann é a imprensa portuguesa, que nos seus artigos tem abordado a possibilidade de Maddie ter sido morta pelos pais com o conluio do grupo de amigos com quem passavam férias. “É inacreditavelmente doloroso e uma profunda mentira. É tão absurdo que nem sequer é credível”, sublinhou Gerry que garantiu por vezes sentir que se deve defender. “Mas as acusações são tão grotescas que responder só iria alimentar mais a polémica”, explicou.

Expectativas superadas

Talvez por estas razões Gerry e Cate estejam a pensar em dizer adeus à ribalta em que mergulharam para ajudar a recuperar a sua filha de quatro anos.

Mais de três meses após o desaparecimento de Maddie e numa campanha à escala planetária nunca antes vista, que contou com figuras como David Beckham ou o Papa Bento XVI, Gerry sente que é altura de saírem da exposição mediática.

“Já não me parece necessário bombardear as pessoas diariamente com imagens da Madeleine”, sustenta Gerry que afirma toda a campanha ter corrido muito acima das suas expectativas.

“Continuaremos a realizar eventos de forma pontual, tentando chamar as atenções para o desaparecimento de Madeleine – caso ainda esteja desaparecida –, e mostrar que nós continuamos à procura”.